› 
Sinusite, sintomas e tratamento!

Sinusite, sintomas e tratamento!

Sinusite, sintomas e tratamento!
comentarios0 comentarios
comparte

A obstrução nasal permanente, a tosse ou as dores de cabeças são alguns dos principais sintomas desta doença bastante frequente nas crianças e que pode chegar a ser muito desconfortável e difícil de curar se se tornar crónica. Não obstante, actualmente existem múltiplas alternativas para o seu tratamento eficaz: fármacos, aerossóis, duches nasais, fitoterapia ou cirurgia ajudam a eliminar este problema.

O que é?

É a inflamação das mucosas dos seios nasais (umas cavidades ocas dentro dos ossos das bochechas que se encontram à volta e atrás do nariz e dos olhos). A sua função é conduzir, aquecer, humedecer e filtrar o ar para que chegue limpo e quente aos pulmões.

As sinusites podem classificar-se em:

- Sinusite aguda, dura menos de 4 semanas e os sintomas resolvem-se completamente.

- Sinusite sub-aguda, tem uma duração de 4 a 12 semanas, e também se cura completamente.

- Sinusite crónica, tem uma duração de mais de 12 semanas, com possíveis agravamentos. Os pacientes apresentam sintomas respiratórios persistente, como tosse, rinorreia ou obstrução. São as que se associam com mais frequência a outras patologias: alergias, pólipos, alterações estruturais, etc.

- Sinusite aguda recorrente: quatro ou mais episódios de sinusite aguda num ano, com intervalo mínimo de dez dias livres de sintomas entre cada um deles.

- O termo pansinusite define a afectação de todos os seios unilaterais ou bilaterais, enquanto polisinusite refere-se à afectação de vários seios.

Principais sintomas

- Pressão ou dor facial

- Obstrução nasal (sensação de entupimento)

- Muco nasal amarelo ou verdoso

- Dor de cabeça

- Diminuição do olfacto

- Tosse de predomínio nocturno (mais frequente em crianças)

- Febre

- Dores de dentes

- Mau hálito

A sinusite pode ser causada por infecções, alergias ou medicinas. Em algumas ocasiões são o resultado de alterações de temperatura, pressão atmosférica ou irritantes ambientais. Embora a causa mais comum sejam as infecções vitais, também pode dever-se a uma rinite alérgica, pólipos nasais, desviações do tabique nasal, traumatismo do nariz, tumorações …

Tratamento

Se a causa da sinusite é uma infecção bacteriana será necessário um tratamento com antibióticos. Também existe outro tipo de fármacos para diminuir a obstrução nasal: descongestionantes, corticóides em aerossol nasal e anti-histamínicos.

Em alguns casos, é necessária uma intervenção mais agressiva: drenagem dos seios paranasais ou até mesmo cirurgia. Esta última também será útil no caso da sinusite se causada por desviação do tabique nasal, pólipos, etc.

As infecções crónicas dos seios paranasais, geralmente, podem-se curar, mas podem requerer tratamento durante um largo período de tempo. O normal é que volte a reaparecer ao fim de um certo tempo, especialmente se não for tratada correctamente.

Antes de optar por um quirófano, e salvo se existirem argumentos de peso para a intervenção cirúrgica, pode-se tentar outra solução mais simples: a cura com aerossóis, técnica menos utilizada do que o conveniente. Com o uso de aerossóis, os medicamentos alcançam os seios nasais e produzem um efeito de descongestionamento, que na maioria dos casos abre os orifícios e permite uma óptima drenagem e “respiração” dos mesmos.

A toma de aerossóis pode-se efectuar no próprio domicílio, já que o manejo destes aparelhos e a preparação da mistura de medicamentos é fácil. Apenas é preciso pensar na alternativa cirúrgica quando todos os meios terapêuticos falharam, o estudo radiológico revela alterações anatómicas ou se registam complicações.

Dessa forma, existem várias técnicas de lavagem sinusal, entre elas estão os orifícios de drenagem, melhorar a “respiração” dos seios e secar as mucosas hipertrofiadas e doentes.

A fitoterapia também pode melhorar os sintomas da sinusite. Algumas plantas, como o eucalipto, a malva, o gengibre ou o pinho têm propriedades anti-inflamatórias que ajudam a diminuir a inflamação das mucosas dos seios nasais, a eliminar os microrganismos causadores da infecção e a tornar o organismo mais resistente.

Prevenção

Nas pessoas propensas a contrair este problema, recomenda-se a prevenção através do uso de descongestionantes durante os períodos de infecção das vias respiratórias altas. No entanto, os aerossóis nasais descongestionantes devem usar-se apenas por curtos espaços de tempo ou podem piorar a congestão, o que se conhece como renite medicamentosa.

O duche nasal (ou lavagem com água salgada) é um método muito comum para descongestionar as fossas nasais quando se sofre de um catarro. Este método permite respirar melhor, drenar bem os seios e descongestionar a mucosa e, por isso, prevenir a sinusite aguda. O duche nasal consiste em colocar água morna num recipiente, salgá-la e depois introduzir o nariz e aspirar, sentindo como penetra a água, até que se note que a mesma chegou à faringe através das fossas nasais. De seguida deve expulsar a água suavemente através do nariz. É necessário repetir este processo várias vezes. Imediatamente depois deve começar a sair muita mucosidade no nariz e nota-se um grande alívio e uma respiração mais fácil. Um par de sessões por dia, durante 4-5 dias, é suficiente nos catarros comuns.

Depois de ler este texto, outras pessoas leram:

  • secciones salud infantil La energía e inquietud que derrochan los niños muchas veces se traduce en caídas o golpes, con sus consiguientes hemorragias o contusiones.

    CUIDADOS INFANTIS

    Muitas vezes a energia e a inquietude das crianças resultam em quedas ou feridas. Para tratá-las deve contar com um aliado: um estojo de primeiros socorros. Como é que este deve... (polisinusite)

  • ¿Qué hacer cuando un niño se traga una moneda?

    Que fazer quando uma criança engole uma moeda?

    As moedas são os objetos mais frequentemente ingeridos por as crianças de 1 a 3 anos. Guiados por a sua curiosidade ou por o reflexo de colocar tudo na boca, é comum que as crianças menores de 5 anos... (pansinusite)

  • seccion salud infantil El tabaquismo pasivo es la tercera causa de mortalidad evitable en los países desarrollados. Aunque ya se han conseguido importantes avances contra el tabaquismo, es ahora cuando se está empezando a concienciar sobre los riesgos reales de compartir un aire contaminado por el humo del tabaco.

    O número de fumadores passivos é cada vez maior entre as crianças

    O tabagismo passivo é a terceira causa de mortalidade evitável nos países desenvolvidos. Embora já se tenham conseguido importantes avanços contra o tabagismo, é... (pansinusite tratamento)

0 Comentarios

Anônimo
Entrar na sua conta ou registre-se para comentar este artigo.