› 
Cefaleias: as famosas dores de cabeça na gravidez

Cefaleias: as famosas dores de cabeça na gravidez

Cefaleias: as famosas dores de cabeça na gravidez
comentarios0 comentarios
comparte

Durante os nove meses de gestação são muito comuns as dores de cabeça, sobretudo no primeiro trimestre e até ao final, motivadas principalmente pelas alterações hormonais e pelo aumento do volume de sangue na grávida. Se o paracetamol não é suficiente para aliviar a dor, pode experimentar compressas frias, um duche, técnicas de relaxamento …

Por que é que são tão comuns?

As dores de cabeça são muito frequentes na gestação, principalmente pelas alterações hormonais (o aumento do estrogénio conduz a um congestionamento sanguíneo e à vasodilatação que aumenta as cefaleias).

Podem aparecer tanto em mulheres que nunca padeceram deste problema ou como a exacerbação de um sintoma já presente fora da gravidez. O momento da aparição mais típico é o primeiro trimestre.

Outras causas deste desconforto são as alterações metabólicas que se produzem nos primeiros meses (é frequente uma diminuição da glicose sanguínea que induz uma diminuição da tensão arterial acompanhada de enjoos e cefaleia) e o aumento do volume de sangue que se acompanha de hipotensão e vasodilatação sanguínea.

As conhecidas enxaquecas são outra classe frequente de dores de cabeça. Os especialistas estimam que cerca de 15% das mulheres que sofrem de enxaquecas têm-nas pela primeira vez quando estão grávidas (com maior frequência nos primeiros três meses).

As enxaquecas produzem uma dor aguda que vai de moderada a forte, geralmente num lado da cabeça. Duram de 4 a 72 horas (se não se tratam) e agravam-se com a actividade física. Estas podem ser acompanhadas de outros sintomas, como náuseas, vómitos ou sensibilidade à luz ou ao ruído

Algumas mulheres que padecem de enxaquecas têm dores de cabeça precedidas de sintomas, entre os quais se incluem alterações visuais, perda de sensibilidade ou formigueiro, debilidade e dificuldades na fala. Estes sintomas podem começar uma horas antes da dor de cabeça e durar até uma hora.

Quando é que se deve ir ao médico?

A maior parte das dores de cabeça destes nove meses são desconfortantes mas inofensivas, tanto para a mãe como para o bebé. No entanto, em algumas ocasiões pode ser um sintoma de um problema mais sério. Por exemplo, no segundo ou terceiro trimestre de gravidez podem ser um sinal de pré-eclâmpsia severa, uma síndrome grave da gravidez que inclui tensão arterial alta, proteínas na urina e outras alterações. Se as suas cefaleias vêm acompanhadas dos seguintes sintomas consulte o seu ginecologista:

- Se a dor é repentina e explosiva ou se se produz uma dor violenta que chega mesmo a acordá-la a meio da noite.

- Se tem febre e rigidez no pescoço.

- Se fica com a visão distorcida ou se lhe custa a falar.

- Se tem congestão nasal, dor e pressão por baixo dos olhos ou dor nos dentes (podem ser sintomas de sinusite).

- Se os sintomas não desaparecem com nenhum tratamento ou se se repetem com frequência.

- Se vê manchas, se aumenta de peso bruscamente, se sente dores na parte superior direita do abdómen e se lhe incham as mãos ou a cara (sintomas de pré-eclâmpsia).

- Se tem vómitos ou náuseas.

Podem-se prevenir?

Certos hábitos aumentam a possibilidade de sofrer de dores de cabeça. Embora nem sempre funcione, seguir os seguintes conselhos podem ajudá-la a ter menos cefaleias e que estas sejam mais leves:

- Evite a hipoglicemia e coma a cada duas ou três horas. Para evitar que os níveis de açúcar no sangue baixem (uma causa muito comum das dores de cabeça) ingira proporções mais pequenas de comida, mas mais frequentemente. Evite ingerir açúcar de forma direta, por exemplo comendo doces e guloseimas, porque pode fazer com que o açúcar do sangue alcance níveis instáveis com aumentos e diminuições bruscas. E, para além disso, não se esqueça de beber água abundantemente para permanecer bem hidratada.

- Certos alimentos aumentam as dores de cabeça. Observe se algum alimento a afecta e elimine-o da sua dieta. Isto é raro mas pode acontecer com algumas pessoas.

- Limite o consumo de vinho e de outras bebidas alcoólicas, pois para além de conterem muita histamina, o álcool inibe a acção da enzima DAO.

- Melhore a sua circulação sanguínea evitando as estâncias prolongadas de pé ou o facto de dormir de barriga para cima.

- Evite as situações stressantes.

- Faça um pouco de exercício. Existem provas de que o exercício praticado de forma regular pode diminuir a frequência e a intensidade das enxaquecas e reduzir o stress que pode causar dores de cabeça.

- Realize exercícios de relaxamento, como os de respiração profunda, yoga, meditação ou simplesmente feche os olhos e imagine-se num espaço tranquilo.

Remédios para as grávidas

O paracetamol não prejudica o desenvolvimento do feto, por isso pode tomar um a cada 6 ou 8 horas se a dor não passar por si. No entanto, deve evitar o consumo de medicamentos como as aspirinas.

Se já padecia de enxaquecas antes de ficar grávida, é provável que os medicamentos não lhe sirvam de nada, por isso consulte o seu médico.

Outros remédios caseiros e inofensivos são:

- Descanse em lugares escuros. Sente-se ou deite-se num quarto às escuras e coloque uma compressa fria sobre as partes da cabeça onde sente dor.

- Pressione os pontos da cabeça e o pescoço onde se concentra a dor realizando uma pequena massagem. Isto pode mesmo ser mais eficaz que uma aspirina.

- Em algumas ocasiões, um banho com água tíbia é o suficiente para “lavar” a dor e fazê-la desaparecer.

- Vendo as coisas pelo lado bom está na altura de ir para um Spa, se tiver ao seu alcance não deixe de ir fazer umas massagens e tirar “esse peso de cima” para aliviar as dores desconfortantes.

- Não se esqueça de descansar e dormir num espaço com ar fresco e ventilado.

Depois de ler este texto, outras pessoas leram:

  • El 4% de las fumadoras, dejan de fumar por el embarazo

    Muitas mulheres continuam a fumar durante e depois da gravidez!

    Segundo o informe, aquelas mulheres que não deixam de fumar durante a gravidez frequentemente reduzem o consumo de cigarros ou, por vezes, mudam para uma marca “ligth” pensando... (dor de cabeça na gravidez)

  • Dia Internacional do Cancro da Mama!

    Dia Internacional do Cancro da Mama!

    Como motivo do Dia Mundial do Cancro da Mama – que se celebra a 19 de Outubro – abordamos um tema que preocupa muitas mulheres: Como detectar este tipo de tumores? É possível... (dores de cabeça na gravidez)

  • Higiene bucal en el embarazo

    Cuide dos seus dentes e gengivas durante a gravidez!

    A gravidez é um momento no qual deve prestar especial atenção ao cuidado dos dentes e das gengivas. As alterações hormonais que o organismo da mulher experimenta durante... (dor de cabeça na gravidez no ultimo trimestre)

0 Comentarios

Anônimo
Entrar na sua conta ou registre-se para comentar este artigo.