› 
Desenvolvimento do feto semana a semana

Desenvolvimento do feto semana a semana

Desenvolvimento do feto semana a semana
comentarios0 comentarios
comparte

A partir do momento em que o óvulo é fecundado começa a crescer e a desenvolver-se a um ritmo frenético. Em nove meses passa de menos de um milímetro a cerca de 50 centímetros e a pesar aproximadamente três quilos. Descubra como é que o bebé cresce dentro da sua barriga.

Primeiro trimestre

- 0 a 4 semanas

Uma vez que o óvulo é fecundado sofre um processo de divisão à medida que passa para as trompas de Falópio. A célula divide-se em duas durante as primeiras 24 horas e no quarto dia já é uma massa, constituída por mais de 100 células, chamada zigoto. O óvulo continua a dividir-se à medida que é arrastado pelas trompas em direcção ao útero. Por sua vez, o útero vai-se preparando graças ao aumento de estrogéneo e de progesterona.

Neste momento o bebé corresponde a um conjunto de células designado de blastocisto que tem uma massa no interior que é o próprio embrião. Esta massa está rodeada por uma cavidade cheia de um fluído, que irá transformar-se no liquido amniótico, e por um conjunto de células que irão transformar-se na placenta. Quando começa o desenvolvimento começa também a produzir-se a hormona da gravidez hCG ( gonadotrofina coriônicahumana) cuja função é suspender a ovulação e aumentar a produção de estrogéneo e progesterona (para impedir que o blastocisto se desprenda do útero). Esta hormona é a que possibilita dar o resultado positivo no teste de gravidez. Desta forma, na terceira semana poderá saber se está grávida.

Na 4ª semana o embrião tem a forma de um disco constituído por três camadas de células que depois serão os diferentes tecidos do corpo humano. O disco interno (endoderme) irá tornar-se nos pulmões, no fígado e no sistema digestivo. O disco médio (mesodermo) constitui os ossos, os músculos, os rins, os órgãos sexuais e o coração do bebé. Por último, o disco externo (ectodermo) formará a pele, o cabelo, os olhos e o sistema nervoso. Neste momento o seu filho mede aproximadamente três milímetros e está completamente agarrado à placenta.

- 5 a 8 semanas

O embrião cresce a um ritmo muito rápido. Na quinta semana começam a formar-se os rins, o fígado, o sistema nervoso, a coluna vertebral, a cabeça e o tronco. Uma parte do centro do embrião irá converter-se no coração do bebé.

Na sexta semana o embrião já cresceu cerca de 6 milímetros. Se pudesse ver para dentro do útero encontraria uma cabeça enorme com umas manchas escuras que correspondem à formação dos olhos e do nariz. De lado estão dois buracos que marcam os ouvidos ainda em crescimento. Por baixo uma abertura que mais tarde será a boca do bebé e umas pequenas ‘’pregas’’ que serão a garganta. Por dentro a língua e as cordas vocais começam a tomar forma.

O cérebro aumenta de tamanho e o coração já bate a um ritmo de 100 a 130 pulsações por minuto.

Começa a notar-se o que mais tarde serão os braços e as pernas. As mãos e os pés assemelham-se a pás porque os dedos ainda não estão definidos.

A circulação do sangue também inicia o seu funcionamento. É nesta altura que se diferenciam os órgãos genitais e se desenvolvem os intestinos.

O bebé já tem os lábios e o nariz visíveis. Formam-se os dentes e o interior da boca e os ouvidos começam a desenvolver-se. As pálpebras cobrem parcialmente a íris que já tem cor.

Desenvolve-se o cordão umbilical que fornece alimento e elimina os resíduos do bebé. Para além disso, o sistema digestivo e os pulmões continuam a ganhar forma. O bebé também tem um apêndice e um pâncreas que, eventualmente, produzirá o hormônio insulina para ajudar na digestão. O fígado já está a trabalhar na produção de glóbulos vermelhos.

No final da oitava semana o bebé já mede 2,5 centímetros. Todos os órgãos principais já estão formados, mas não completamente. A cauda embrionária do bebé desaparece. O cérebro está completamente desenvolvido e os neurónios começam a dividir-se formando o sistema nervoso.

- 9 a 12 semanas

Os dedos desenvolvem-se formando as impressões digitais. Todas as articulações começam a trabalhar para que o bebé movimente os seus membros.

O crescimento do cérebro aumenta rapidamente. Cerca de 250 mil novos neurónios são produzidos a cada minuto.

As pálpebras permanecem fechadas e não vão abrir até às 27 semanas. Os lóbulos das orelhas já estão formados e até ao final da semana todas as funções dos ouvidos estão completas. O lábio superior está completamente formado e a sua boca e narinas começam a mudar.

A cada dia aparecem novos detalhes no corpo do bebé – unhas, pelugem, etc. Os dedos estão agora completamente distintos. As pernas esticam e os pés podem ser bastante grandes.

A pele ainda é transparente permitindo ver muitos vasos sanguíneos. Alguns ossos começam agora a endurecer.

No final deste trimestre o bebé mede cerca de 6,3 centímetros e pesa mais ou menos 14 gramas. A cabeça começa a ficar redonda e a cara a tomar forma (aqui já é possível ver o perfil do bebé). Os olhos, que no inicio estavam nos lados da cabeça, ficam agora sobre a cara e os ouvidos estão próximos das posição certa.

Segundo trimestre de gravidez

- 13 a 16 semanas

O corpo do bebé começa agora a ficar proporcional. Durante este período começam a surgir os pêlos e as sobrancelhas. A pele do bebé é coberta com uma pelugem macia, chamada de lanugo, que serve de protecção.

O sistema reprodutivo desenvolve-se. Nos homens a próstata, nas meninas os ovários. O fígado do bebé começa a secretar a bílis, um sinal de que já está a funcionar correctamente. E o baço inicia a produção de glóbulos vermelhos. Nesta fase já é possível saber se é menino ou menina. O seu filho mede agora cerca de 15 centímetros e pesa aproximadamente 70 gramas. Nas próximas semanas o bebé crescerá muito rápido.

- 17 a 20 semanas

Para além do lanugo o corpo do bebé está coberto com uma substância gordurosa cuja finalidade é proteger a pele. Esta gordura vai desaparecendo ao longo das próximas semanas.

As cordas vocais já funcionam. Os olhos e as orelhas alcançaram a sua localização definitiva. Os ossos do ouvido interno e as terminações nervosas do cérebro já estão desenvolvidos o suficiente para que você possa ouvir alguns sons, como os batimentos cardíacos e o sangue que passa pelo cordão umbilical.

O seu bebé vai começar a comer mais. Pela 20ª semana o bebé tem cerca de 20 centímetros e pesa mais ou menos 255 gramas.

- 21 a 24 semanas

O bebé tem aproximadamente 27 centímetros e pesa entre 560 a 680 gramas. De agora em diante começa a desenvolver-se os sentidos, principalmente o tacto e o paladar. O sistema que controla os sentimentos e as emoções está em plena formação.

Os sistemas digestivo, circulatório e respiratória estão a amadurecer e a preparar-se para a vida fora do útero. Os vasos sanguíneos desenvolvem-se e os pulmões já estão prontos para a respiração.

O cérebro cresce rapidamente e aparecem as papilas gustativas. Às vezes pode parecer que o bebé está com soluços. Os pulmões desenvolvem os alvéolos e as suas células produzem uma substância que ajuda os sacos de ar a trabalhar facilmente.

- 25 a 28 semanas

Durante o sétimo mês o bebé vai mudar de posição e adoptar a posição final. As pálpebras começam a separar-se e o bebé já é capaz de abrir os olhos e ter percepção de alguma luz.

Os pulmões, o fígado e o sistema imunitário ainda têm que amadurecer. No entanto, se o bebé nascesse neste momento teria uma hipótese de sobreviver de 65%. Ele mede agora cerca de 36 centímetros e pesa pouco mais de um quilo.

Terceiro trimestre de gravidez

- 29 a 32 semanas

Os pulmões ainda estão a amadurecer. As unhas, as mãos, os pés e as pestanas continuam a crescer. As glândulas supra-renais do bebé começam a produzir hormônios.

À medida que o bebé cresce e vai ocupando mais espaço no útero o líquido amniótico é cada vez menos . O feto torna-se cada vez mais activo e os movimentos que antes eram pequenos passam agora a ser pontapés.

Os olhos abrem e fecham e já é capaz de distinguir entre luz e escuridão. O peso está agora entre 1,8 ou 2 quilos e pode medir cerca de 38 a 43 centímetros.

- 33 a 36 semanas

O bebé já está grande de mais para conseguir movimentar-se livremente no líquido amniótico e, dessa forma, não altera muito a posição. Nas últimas semanas são milhares os neurónios do cérebro que vão ajudar o bebé a ouvir, a sentir e a ver.

Os órgãos estão agora na preparação para a vida fora do útero. A criança deve estar a pesar entre os 2,6 e os 3 quilos e a medir entre 40 a 48 centímetros. No fim desta semana o bebé está ‘’terminado’’.

- 37 a 40 semanas

O bebé está pronto para nascer! O seu comprimento pode variar entre os 48 e os 53 centímetros e o seu peso entre os 3 e os 4,5 quilos. Dependendo do sexo os bebés podem ser mais altos ou pesados.

A maioria da gordura que envolvia o corpo do bebé desapareceu. É normal que tenha as unhas compridas e que possa mesmo ter-se arranhado.

Os ossos do crânio do bebé ainda estão separados e vão permanecer assim para facilitar o parto (os ossos vão unir-se a pouco e pouco depois do nascimento).

Agora é só esperar pelo grande momento. Uma boa hora para si!

Depois de ler este texto, outras pessoas leram:

  • ¿Cuánto dura un embarazo?

    Quanto tempo dura uma gravidez?

    A duração da gestação pode variar até um mês, segundo um estudo publicado na revista Human Reproduction, em particular, as datas de nascimento entre as gestações naturais podem variar em até 37 dias.... (desenvolvimento do feto)

  • Riscos da gravidez aos 40 anos

    Riscos da gravidez aos 40 anos

     As condições laborais e pessoais atuais  fazem que muitas mulheres, reflitam sobre a maternidade, depois dos quarenta. Embora muitas gravidezes têm vindo a ser concretizadas, existem alguns... (formação do bebe na barriga)

  • Evitar un aborto espontáneo

    Evitar o aborto espontâneo

    Perto do 15 ou 20% das gestações terminam com uma perda de gravidez antes da semana 20. Embora a cifra é provavelmente maior, já que em muitos casos, os abortos espontâneos ocorrem em estágios iniciais... (desenvolvimento do bebe na barriga)

0 Comentarios

Anônimo
Entrar na sua conta ou registre-se para comentar este artigo.