Quanto tempo deve esperar para ter um segundo filho?

Quanto tempo deve esperar para ter um segundo filho?

Quanto tempo deve esperar para ter um segundo filho?
comentarios0 comentarios
comparte

Já passou pela experiência de ser mãe pela primeira vez e agora está a pensar dar um irmão ao seu filho. Se assim é, de certeza que vão surgir várias dúvidas: Devemos esperar um tempo para recuperarmos do primeiro? A diferença de idades será prejudicial para a relação dos irmãos?

Mais à frente apresentamos algumas das vantagens e dos inconvenientes de ter um segundo filho logo de seguida ou, pelo contrário, de esperar um tempo para tê-lo. Depois disto, resta-lhe a si decidir.

Menos de 2 anos de diferença

. Vantagens

- Como amigos: As crianças que têm poucos meses de diferença, geralmente, crescem como amigos. Para além de irmãos, são companheiros de brincadeira. Podem tornar-se muito íntimos, odiar-se como inimigos ou fazerem as pazes em segundos.

- Fase do desenvolvimento similar: É mais simples entretê-los ao mesmo tempo, já que têm idades muito próximas e os gostos e necessidades são parecidos.

- Os pais comprometem-se: Ter duas crianças em dois anos pode ser benéfico para a sua vida como casal. Muitas vezes os pais, quando só têm um filho, não ajudam as mães. Com dois filhos essa ajuda é fundamental e, dessa forma, os pais começam a ajudar e o casal fica mais unido.

- Tempo para trabalhar: Se decidir deixar de trabalhar e permanecer em casa até que os seus filhos estejam num infantário, esse tempo sem trabalhar será menor se tiver dois filhos seguidos e, assim, não perderá muito tempo na sua carreira profissional.

. Inconvenientes

- Cansaço constante: É fisicamente esgotante cuidar de uma criança. De duas, com idades similares, mais esgotante será, especialmente, se não tiver alguém que a ajude.

- Mais gastos: Dobra a quantidade de fraldas, de biberões, etc. Está claro que os gastos multiplicam-se consideravelmente.

Entre 2 e 4 anos

. Vantagens

- Desfruta dos bebés: O seu primeiro filho já tem mais de dois anos e você prestou-lhe toda a atenção enquanto era bebé. Muitas mulheres apresentam sentimentos de culpa por não terem dedicado o tempo suficiente aos filhos durante os primeiros anos de vida. Se decidir ter um segundo filho, poderá cuidar dele enquanto o irmão mais velho estiver na escola.

- Companheiros de jogos: a diferença de idades é suficientemente pequena, o que permite que os seus filhos possam partilhar as brincadeiras. Para além disso, o mais velho vai querer ensinar o mais novo.

- Menos stress: Ter dois filhos com um certo tempo de diferença permite que você tenha mais tempo para a sua vida enquanto casal.

- Recupera o tempo: Esperar uns anos para ter um segundo filho permitirá que você coloque em ordem a sua vida depois de ter sido mãe pela primeira vez ou até mesmo recuperar a forma da gravidez anterior.

. Inconvenientes

- Juntos por obrigação: Muitas vezes tende-se a que os irmãos façam tudo juntos. Têm idades similares, no entanto, têm uma diferença suficiente para que não gostem das mesmas coisas. Em certas ocasiões, inconscientemente, obriga os seus filhos a fazerem coisas juntos que eles realmente não querem.

- Competição pela mãe: O irmão mais velho está numa idade perigosa no que diz respeito aos ciúmes. Ainda não é suficientemente crescido para ocupar o seu tempo com os amigos, nem muito pequeno para não interferir no que ocorre. Desta forma, a criança precisa de tempo para adaptar-se ao novo membro da família.

Mais de 5 anos

. Vantagens

- Um mano extra: Com um pouco de sorte o seu filho mais velho poderá converter-se numa pequena ajuda. Ao princípio vai ficar encantado por poder mudar as fraldas ao irmão. Pode conceder pequenas responsabilidades ao irmão mais velho, ele vai aceitá-las com o maior agrado.

- Novos papéis: O seu filho mais velho adoptará o papel de cuidador e o mais pequeno beneficiará dos seus “sábios conselhos”. Durante toda a vida o seu primeiro filho será capaz de aconselhar e guiar o irmão mais novo, tanto nas relações com os amigos, na escola, etc.

- Estabilidade económica: depois de vários anos a “apertar o cinto”, já teve tempo de recuperar. Terá uma melhor posição económica para comprar um carro maior, uma casa maior (etc.) e enfrentar todos os gastos relacionados com o bebé.

- Calma e confiança: Sejamos realistas, sabe mais agora do que há uns anos. Este tempo que passou entre os dois filhos e a nova perspectiva podem ajudá-la a desempenhar a sua nova maternidade de uma forma mais tranquila. Depois de se ter dado conta de como as crianças crescem rápido agora já pode desfrutar melhor do segundo filho.

. Inconvenientes

- Vidas divididas: Os seus filhos viveram etapas de desenvolvimento distintas e pode ser um pouco complicado ter que atender às necessidades dos dois, já que provavelmente têm horários e actividades diferentes. No entanto, tem de saber dividir o seu tempo pelas duas crianças.

- Infâncias distintas: os seus filhos não vão partilhar tantas coisas como se tivessem menos diferença de idade, nem terão as mesmas recordações familiares.

- Voltam as fraldas: Pode ser um pouco duro ter de voltar à etapa de criar um recém-nascido depois de se ter acostumado à liberdade de ter um filho maior. A sua vida vai mudar e você vai ter de adaptar-se, novamente, à vida com um bebé.

Como dizer-lhe que vai ter um irmão?

Segundo Natalia Sastre, psicóloga espanhola, “não existe um momento ideal para dizê-lo, cada um conhece os seus filhos e tem que observar se se produz alguma alteração no comportamento das crianças: se tentam chamar mais à atenção, se regridem nas brincadeiras, etc. O que devemos evitar é esperar que o novo bebé nasça. O irmão mais velho tem a necessidade de preparar-se a pouco e pouco. Dessa forma, deve ir contanto à criança o que se está a passar e envolvê-la em todo o processo da gravidez. Para além disso, o irmão mais velho deve sentir os pontapés do bebé na barriga da mãe e deve perceber como é que este novo membro vai interferir na vida de todos”.

Para evitar os medos

A psicóloga afirma ainda que “A chegada do novo irmão não deve ser recebida de surpresa. Terá de preparar a criança para esta mudança, contando-lhe que o seu irmão vai nascer e que vai ter de partilhar as suas coisas com ele. É inevitável que sinta ciúmes, é um sentimento normal no ser humano. O que acontece é que devemos, na medida do possível, fazer com que esta fase seja apenas uma etapa de adaptação a uma mudança e não algo que permaneça para toda a vida”.

Como é que pode reagir quando o irmão nascer?

As reacções são muito variadas, dependendo de cada criança. Os irmãos mais velhos podem apresentar comportamentos agressivos ou não. Para além disso, é habitual que regridam no seu comportamento e na forma de estar para chamarem à atenção dos pais. Outros sintomas que podemos observar são os problemas de sono, as birras, os vómitos, a recusa em comer, etc.

Como influência a idade?

Embora não exista uma regra estrita nestes casos, podemos supor que quanto mais velhas são as crianças mais fácil será falar com elas e explicar-lhes que vão ter um irmão. No entanto, isso não depende tanto da idade mas sim como a criança cresceu, ou seja, o comportamento que manteve com os pais.

Os filhos únicos e os filhos com irmãos

Vários psicólogos não acreditam que existam diferenças psicológicas importantes entre os filhos únicos e as crianças com irmãos. Consideram mais relevante a educação e o desenvolvimento que tiveram.

Adeus aos ciúmes

Os ciúmes desaparecem quando a criança já se adaptou à nova situação. No entanto, se os ciúmes se prolongarem por muito tempo deve preocupar-se. Quando o comportamento ciumento da criança interfere na actividade quotidiana e se aparecem outros transtornos psicológicos, como ansiedade, depressão, atraso na linguagem, etc., é o momento de recorrer a um profissional para que ajude o seu filho a tratar-se.

Depois de ler este texto, outras pessoas leram:

  • ¿Qué necesita realmente mi bebé cuando nazca?

    Que e o que realmente precisa o meu bebe cuando nasça?

    Conforme se aproxima a data do parto, aparece uma nova complicação para os futuros pais, especialmente para os que o tem por primeira vez: ter todos os objetos necessários para cuidados do bebê. A gama...

  • Babymoon

    Viajar para relaxar antes da chegada do bebé!

    Qualquer desculpa é boa para viajar. E isso é o que devem pensar os vários casais. Muitas vezes, por detrás destas viagens está o facto de relaxarem antes da chegada da rotina das fraldas, dos biberões...

  • Bebé

    Preparados para serem pais?

    Ter um filho é uma decisão transcendental que modificará toda a sua vida. Escolher o momento ideal é muito importante para facilitar a vida do bebé, já que...

0 Comentarios

Anônimo
Entrar na sua conta ou registre-se para comentar este artigo.