Desenvolvimento infantil: a importância dos lácteos no crescimento das crianças!

Desenvolvimento infantil: a importância dos lácteos no crescimento das crianças!
Partillhar

Os nutricionistas e especialistas recomendam a toma de lácteos para proporcionar ao corpo a quantidade de cálcio adequada e necessária sobretudo durante a infância. Mas porque é que os lácteos são tão importantes?

O leite e os seus derivados formam um dos grupos alimentares mais importantes durante a etapa de desenvolvimento. Assim, o lactente pode cobrir todas as suas necessidades energéticas e nutrientes tomando leite materno como o único alimento. Quando a criança cresce e diversifica a sua alimentação, os lácteos continuam a contribuir consideravelmente para a sua alimentação.

A importância dos lácteos

Vários estudos mostraram que a combinação de nutrientes dos produtos lácteos como o cálcio, a vitamina D e o fósforo, são importantes para a saúde dos ossos, sendo especialmente importante a sua ingestão durante a infância e a adolescência. Para além disso, os produtos lácteos, com o cálcio que aportam, são factores muito importantes na redução do risco de fracturas por osteoporose. Esta combinação de nutrientes também reduz o risco de hipertensão, especialmente o potássio.

O cálcio é essencial para o desenvolvimento, manutenção e formação do esqueleto, para o correcto funcionamento das articulações e de uma boa dentição. Desta forma, cerca de 99% do cálcio encontra-se no esqueleto e 1 % em funções como a transmissão nervosa, a coagulação muscular, etc. Daí a sua importância, já que os lácteos são a fonte de cálcio mais importante.

O requisito de cálcio é mais importante durante a infância e a adolescência porque os ossos encontram-se num estado de rápido crescimento, pelo que é necessário para fortalecê-los. Para além disso, o nosso corpo está constantemente a eliminar e a restabelecer o cálcio, pelo que se elimina mais do que adquire, os ossos irão começar a debilitar-se com maior risco de se partirem. Dessa forma, comprovou-se a importância do cálcio para a redução da gordura corporal, inclusivo nas crianças em idade pré-escolar.

Para além da sua importância pelo seu conteúdo em cálcio, os lácteos contêm outros nutrientes que garantem um bom crescimento e desenvolvimento:

- Hidratos de Carbono: Encontram-se, principalmente, em forma de lactose e em menor quantidade no iogurte e no queijo, aportando acima de tudo energia.

- Proteínas: Os lácteos contêm ainda estes elementos indispensáveis para o crescimento e para a construção de tecidos e órgãos. 500 ml de leite aportam 20 gramas de proteínas.

- Gorduras: Embora as gorduras sejam muito variáveis dependendo do tipo de leite que se consome, no leite de vaca os ácidos gordos são fundamentalmente saturados.

- Vitaminas: O leite contém, sobretudo, vitaminas A, B1 e B2, embora também outras do tipo B e vitaminas C, D e E. Em comparação o queijo, por exemplo, sobretudo se for curado, contém menor quantidade de vitaminas hidrossolúveis.

- Minerais: Outros minerais importantes que o leite contém, para além do cálcio, são o potássio, o fósforo, o sódio, o magnésio e o zinco.

Intolerância à lactose

A lactose é um tipo de açúcar que se encontra no leite e nos produtos lácteos. Certas pessoas sofrem de intolerância à lactose, pelo que ao tomar leite apresentam certos problemas como a dor, espasmos no estômago, gases, inchaço, diarreia … Embora possam digeri-la melhor se for tomada em quantidade pequenas juntamente com outros alimentos, também existe a possibilidade de que não sofram destes sintomas ao consumirem iogurte ou queijo. 

Para além disso, existem pessoas que são alérgicas ao leite ou aos produtos lácteos, pelo que não podem consumi-los. Estas devem conseguir o cálcio necessário através de outros alimentos, como podem ser os vegetais verdes e com folhas.

Como ensinar às crianças a função do cálcio

Segundo vários estudos, a maioria das crianças e adolescentes não tomam a quantidade de cálcio recomendada para conseguirem uns ossos saudáveis e fortes. Para além disso, muitas das crianças que bebem leite quando são pequenas, quando chegam à idade escolar acabam por nega-lo. Se assim for, o melhor que tem a fazer é oferecer ao seu filho pequenos alimentos que possam substituir o papel do leite como principal fonte de cálcio, por exemplo o queijo, os iogurtes, os vegetais …

Para além disso, tenha sempre em conta que as crianças adoram descobrir coisas novas. Pode experimentar explicar ao seu filho a importância dos ossos no nosso corpo e o porquê desta necessidade de cálcio durante a infância com a figura de um esqueleto de plástico ou desenhando um esqueleto num papel.


0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×
Cerrar