• Buscar
Publicidad

Dicas para que o bebé suge bem com biberão

Dicas para que o bebé suge bem com biberão

Nos casos em que a amamentação não é possível ou quando é altura de voltar ao trabalho após a licença de maternidade, torna-se necessário dar biberões ao bebé. Esta pode ser uma tarefa muito simples ou um bocadinho complicada dependendo de cada bebé, pelo que não deve procupar-se com isso pois acabará por aceitá-lo.

Publicidade

Índice

 

Benefícios do leite materno

O leite materno é o alimento essencial nos primeiros meses de vida de um recém-nascido, pelo que é aconselhável que até pelo menos 6 meses de vida a sua dieta se baseie exclusivamente nele. O momento da amamentação é uma situação em que a mãe e a criança experimentam uma ligação emocional e física muito forte que leva a um reforço dos laços emocionais desde o primeiro momento. Além disso, isto traz inúmeros benefícios para as mulheres, tais como atrasar o início dos períodos menstruais.

De acordo com a Associação Espanhola de Pediatria (AEP), os recém-nascidos que não são amamentados con leite materno têm um maior risco de sofrer de depressão, hiperactividade e ansiedade a longo prazo, bem como de ter resultados mais fracos nos testes de inteligência. Por outro lado, as mães são mais propensas a sofrer de cancro dos ovários e do útero, hemorragia pós-parto, hipertensão, artrite reumatóide, depressão e ansiedade, doenças cardiovasculares, e fracturas da coluna vertebral e da anca após a menopausa.

 

Dicas para que o bebé suge bem o biberão

Em qualquer caso, se não for possível amamentar com o peito, é sempre recomendável que o bebé continue a alimentar-se com leite materno, ou seja, extrair o leite do peito e oferecê-lo num biberão. Além disso, muitos bebés não gostam do sabor do leite de fórmula, especialmente se já experimentaram o leite materno antes.

Ao iniciar a alimentação com biberão, é necessário experimentar várias tetinas e mamadeiras, uma vez que cada bebé pode ter preferência por um tipo em particular, pelo que terá de testar diferentes tipos até encontrar uma com a qual estejam plenamente satisfeitos. Há também algumas dicas que podem ajudar o seu bebé a aceitar o biberão. São as seguintes:

1- Ofereça-lhe a mamadeira quando ele não tiver muita fome, desta forma estará mais disposto a experimentar algo novo e não estará ansioso para saciar o seu apetite.

2- Envolvê-lo numa roupa que tenha o cheiro da mãe pois pode fazer con que esteja mais confortável.

3- Coloque a tetina em água morna até atingir a temperatura corporal, para a tornar mais semelhante ao mamilo da mãe. Se o seu bebé tiver os dentes a sair, é melhor ficá-lo no frigorífico para aliviar o desconforto.

4- Coloque a tetina perto da boca do bebé e esfregue-a com os lábios sem a inserir, para que ele a possa sugar quando lhe apeteça.

5- As posições de alimentação também são importantes e afectam o desejo do seu bebé de tomar o biberão. É importante encontrar uma posição na qual ele se sinta confortável e à vontade.

6- É importante para a mãe prolongar a amamentação o máximo de tempo possível, no caso de ter de voltar ao trabalho.

7- Tenha alguém próximo para experimentar a alimentação com biberão. Os bebés recusam frequentemente o biberão da sua mãe porque sabem que não é o seu peito.

 

Seja paciente com o biberão

As mães e os pais devem ser pacientes com esta questão. O bebé não vai aceitar nenhuma mudança da noite para o dia e tem de se habituar a o biberão. Tal como tem de ser paciente, também tem de ser persistente e não desistir. É preciso oferecer-lhes uma mamadeira todos os dias até que aperceba que é uma coisa diária, mas não se deve forçá-los em circunstância alguma. Tenha em mente que se o pequeno estiver muito habituado ao peito da sua mãe não vai querer mudar para uma tetina artificial e vai ficar mais relutante. Quanto mais tempo estiverem a amamentar, mais difícil será para eles mudar.

Outro método que é frequentemente utilizado para fazer o bebé aceitar o biberão é começar com a alimentação combinada. Isto refere-se a situações em que as mães amamentam com peito ao bebé nalgumas mamadas e com biberão noutras (seja leite materno ou leite artificial). Esta técnica é normalmente aplicada quando o pai quer começar com a alimentação a biberão ou quando a intenção é que o bebé se habitue à diferença entre os dois e aceite leite através de ambos canais.

 

Vantagens da amamentação com biberão

Embora seja recomendado que a mãe amamente o seu bebé, o aleitamento a biberão também tem as suas vantagens:

- A mãe não tem de estar presente sempre que o pequeno tem fome. Outras pessoas podem encarregar-se de alimentar o bebé, ajudando a mulher a descansar.

- O pai pode estar envolvido nesta tarefa através da alimentação por garrafa e, tal como a própria mãe, é uma forma de reforçar a ligação entre os dois.

- Por meio da alimentação a biberão, pode verificar a quantidade exacta de leite que o seu bebé está a consumir.


Glosario

Hipertensão

Definição:

Uma mulher grávida tem hipertensão quando a sua tensão diastólica (a pressão do sangue no momento em que o coração está em repouso) é superior a 90-100 mm Hg e a sua tensão sistólica (a pressão gerada pelos latidos do coração) é superior a 140- 160 mm Hg.

Sintomas:

Cansaço, cefaleias, confusão, ansiedade, vómitos, má visão, dor no peito, transpiração excessiva.

Tratamento:

Reduzir o sal, dieta saudável, exercicio e, se for necessário, tratamento farmacológico.

Associação Espanhola de Pediatria

Estimulação Cedo Kids

Fecha de actualización: 26-02-2021

Redacción: Andrea Rivero

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×