• Buscar
Publicidad

O que pode comer uma criança de 12 meses?

O que pode comer uma criança de 12 meses?

A alimentação complementar pode trazer consigo muitas dúvidas, pois há muitos alimentos que ainda não pode comer o seu bebé, uma vez que as crianças têm de se habituar primeiro às suas propriedades. É por ista razão que um bebé de 12 meses de idade não pode comer o mesmo que um mais velho.

Publicidade

Índice

 

O que é a alimentação complementar?

A alimentação complementar pode dar origem a muitas dúvidas porque não pode simplesmente dar ao seu filho qualquer alimento, uma vez que ele ou ela terá de habituar-se primeiro às suas propriedades, razão pela qual um bebé de 12 meses de idade não pode comer o mesmo que um mais velho.

O desenvolvimento do bebé depende sobretudo da sua dieta, porque é aí que obtêm os nutrientes de que necessita para crescer de forma saudável e desenvolver as suas capacidades da melhor forma.

O corpo do seu filho irá exigir certas necessidades nutricionais dependendo da fase em que se encontra, pelo que não pode comer da mesma forma que um bebé de uma idade diferente ou mesmo um adulto.

No início, o seu filho poderá comer exclusivamente leite, seja em pó ou de fórmula, ainda que o leite materno é a melhor opção pois lhe oferece tudo o que precisa para os seus primeiros meses de vida, nem mais nem menos.

Nesta primeira fase é obvio que os bebés só podem mamar leite, porque não têm o desenvolvimento motor suficiente para comer outro tipo de alimentos, uma vez que não podem mastigar nem engolir nada sólido.

A capacidade digestiva do bebé irá mudar com o tempo, de facto, o leite materno também muda e adapta-se de acordo com as necessidades que o bebé tem em termos de alimentação e desenvolvimento.

É por isso que não pode alimentar o seu bebé com qualquer coisa, só até ele estar pronto para começar a experimentar certos alimentos e habituar-se a eles.

 

Quando começar com a alimentação complementar?

Por volta dos 6 meses, o seu bebé precisa de encontrar nutrientes de outras fontes.

Como mencionámos anteriormente, o leite materno mudará a sua composição à medida que o seu bebé mama, pelo que chegará o dia em que já não será suficiente para satisfazer todas as necessidades do seu bebé.

A alimentação complementar pode ser introduzida após os 6 meses de idade, uma vez que é uma fase em que o bebé atingiu um certo desenvolvimento motor para engolir, para além do facto de o seu corpo começar a necessitar de outros alimentos.

 

O que pode comer meu filho de 12 meses?

Se a alimentação complementar começou aos 6 meses, significa que o bebé conseguiu desenvolver mais o seu processo digestivo, bem como as suas necessidades nutricionais; é por isso que nesta idade ele pode receber mais comida do que quando começou esta fase.

Lembre-se que o seu bebé está a crescer muito rapidamente e que os seus cuidados podem estar a aumentar da mesma forma, pelo que as suas necessidades nutricionais estão a adaptar-se a estas mudanças, as quais você deve ajudar a satisfazer.

Diz-se que nesta idade a criança já pode comer tudo, porque agora tem capacidade suficiente para engolir alimentos sólidos, mas lembre-se que a sua boca ainda é pequena e deve comer porções que não possam sufocá-lo, além disso, há alimentos que ainda deve evitar, tais como o marisco.

Pode oferecer-lhe a mesma comida que ao resto da família, mas lembre-se que deve ser baseada no seu corpo e nas suas proporções nutricionais.

Entre os alimentos que pode oferecer ao seu bebé de 1 ano, encontram-se os seguintes:

- Leite inteiro

- Queijo fresco

- Iogurte

- Fruta em pedaços

- Arroz

- Legumes cozinhadas

- Ovos

- Carne

- Feijão

- Mel

- Peixe branco


Fecha de actualización: 25-03-2021

Redacción: Irene García

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×