Como preparar a chegada de um bebé? Fique a saber o que é necessário comprar

Como preparar a chegada de um bebé? Fique a saber o que é necessário comprar
Partillhar

À medida que se aproxima o momento do parto surge uma nova complicação para os futuros papás, sobretudo, para aqueles que o vão ser pela primeira vez: obter todos os objetos necessários para o cuidado do bebé. A gama de artigos de puericultura disponível no mercado é tão variada e ampla que o mais normal é que os pais fiquem confusos com as compras. Veja o que realmente é necessário antes de começar as suas compras.

É muito comum que os pais fiquem nervosos quando têm de comprar as coisas necessárias para o conforto dos seus bebés. Normalmente, todas as mães ficam encantadas ao fazerem muitas compras quando estão grávidas, no entanto, algumas coisas são realmente imprescindíveis e outras não. Isto sem contar com as prendas que os familiares e amigos vão dar quando o bebé nascer.

Por exemplo, a roupa. A maioria das crianças recebe imensa roupa de recém-nascido que apenas dá tempo para estrear, isto porque os bebés crescem a cada dia que passa.

Outros artigos destinados a recém-nascidos também acabam por ser usados poucas vezes. Os bebés tão pequenos não fazem outra coisa senão dormir, pelo que não se sentem atraídos por estes brinquedos ou qualquer que seja o objeto.

No te puedes perder ...

A vida sexual de um casal depois do parto

A vida sexual de um casal depois do parto

São oito horas, mas a si parece-lhe meia-noite. Depois de deitar o seu bebé a única coisa que lhe apetece é atirar-se para cama … para dormir! Cuidar de um recém-nascido – ainda mais se tiver um irmão – é um duro e esgotante trabalho que inevitavelmente passará para um segundo plano o resto das coisas. Surge então a pergunta: Influenciará a chegada do bebé a nossa vida sexual? A pergunta tem uma resposta difícil, já que entram em jogo diversos factores.

Para além disso, muitos desses produtos não são necessários nos primeiros meses de vida da criança e, dessa forma, podem-se ir adquirindo à medida que o seu filho cresce. Não há necessidade de ir a correr comprar tudo ao oitavo mês de gravidez.

Para ter uma maior perceção daquilo que é necessário, nada melhor que a opinião das especialistas: as mães. Através da opinião de muitas mães elaborámos uma lista:

Imprescindível

- Cadeira

- Berço

- Jogo de lençóis

- Impermeável para o colchão

- Biberões

- Chuchas

- Esterilizador para biberões

- Cadeirinha homologada para o carro

- Carrinho de bebé

- Banheira

- Babetes

Aconselhável

- Berço de Viagem

- Trocador de fraldas

- Intercomunicador

- Banheira

- Mochila porta-bebés

Prescindível

- Mantas de jogo

- Cadeira de baloiço

- Sapatinhos de recém-nascido

O que preferem os pais?

O site “TodoPapas” realizou um estudo em Espanha onde pediu às pessoas para valorizarem (de 1 a 10) a utilidade de cada prenda que receberam. Como pode observar mais à frente, estes pais atribuíram maior pontuação aos carrinhos de passeio. Deste modo, segundo mostram os dados, os pais colocam vários produtos prioritários à frente da roupa.

A segurança parece ser prioritária para os entrevistados, já que consideram muito úteis as cadeirinhas para o carro.

Pontuação de 1 a 10

1. Carrinhos de passeio: 7,29%

2. Berços: 7,07%

3. Cadeirinha para o carro: 6.,99%

4. Roupa: 6,99%

5. Banheiras: 6,6%

6. Cadeira para dar de mamar: 4%



Fecha de actualización: 10-10-2008

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>