O meu filho só quer que o pegue ao colo!

O meu filho só quer que o pegue ao colo!
Partillhar

Quando deixa o seu filho na cama ou no parque ele começa a chorar? Nem sequer consegue fazer as camas sem que ele chore e chame pela sua atenção? Existem muitas crianças que o fazem, mas é impossível que faça a sua vida normal se se vir obrigada a estar todo o dia com o seu filho nos braços. Para além disso, é uma situação nada favorável para as suas costas.

No te puedes perder ...

O meu filho não quer comer!: Parte II

O meu filho não quer comer!: Parte II

O seu filho zanga-se sempre que se senta à frente do prato? Com frequência, para muitas famílias, a hora da refeição converte-se num autêntico pesadelo e numa guerra contínua entre pais e filhos. O que devemos fazer quando o nosso filho não quer comer? Antes de mais é fundamental não perder a calma.

A primeira coisa a fazer é ter muita paciência. Algumas crianças são mais sensíveis e exigem durante mais tempo a companhia das mães, mas todas acabam por se adaptar a uma certa independência (quem sabe se o seu filho não é daqueles que o faça aos 6 meses em vez de aos 2 anos).

Deve ir experimentado gradualmente deixar o seu filho sozinho no berço. Primeiro períodos de tempo pequenos e todos os dias mais um bocado, mas sempre consigo a ver. Fale com a criança para que esta veja que está com ela e que não a deixou sozinha.

Também pode deixar uma foto sua ao lado do sue filho ou alguma objecto que conserve o cheiro do seu perfume, isto para que a criança pense que está ali com ela.

Se nada disto funcionar, compre um marsúpio para levar o seu filho, já que assim estará sempre a seu lado deixando-lhe os braços livres.



Fecha de actualización: 09-07-2010

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>