• Buscar
Publicidad

Porque é que os bebés arqueiam as suas costas?

Porque é que os bebés arqueiam as suas costas?

Os bebés são surpreendentes: desenvolvem novas capacidades como mover-se, virar, rodar, sentar-se, ficar em pé e andar em pouco mais de um ano. Estas grandes mudanças fascinam os pais e fazem-nos sentir como se tivessem um bebé totalmente novo todos os meses.

Publicidade

Índice

 

Arquear as costas pode ser perfeitamente normal

Se o seu pequeno não tem quaisquer problemas de saúde, os tempos em que arqueia as costas não sinalizam mais do que a sua crescente independência e significam que o seu desenvolvimento emocional está a progredir normalmente. Portanto, seja paciente, porque esta não será a última vez que terá de se manter calmo enquanto o temperamento do seu filho fica fora de controlo.

Há muitos bebés que, quando se zangam, têm tendência a curvar as costas, sem significado clínico e com tendência para se resolverem espontaneamente. Um bebé muito activo (vital) também o pode fazer

 

Por vezes, o arqueamento das costas do bebé pode denotar um problema

Por vezes, arquear as costas pode ser um sinal para o levar ao pediatra, como por exemplo:

- Hipertonia muscular. Esta doença está directamente relacionada com o sistema nervoso central. Os músculos das costas e do corpo não relaxam, e este reflexo está ausente, mesmo que a criança esteja deitada de costas.

- O refluxo é também uma condição que pode fazer com que o seu bebé arqueie as costas. Se o arqueio das costas for acompanhado por choro ou gestos de dor, ou regurgita algum alimento, mesmo que não seja completamente vomitado, pode ser refluxo gastroesofágico, no qual parte do conteúdo gástrico reflui para o esófago e, sendo ácido, causa dor.

Um recém-nascido com um sistema nervoso central afectado por um trauma no nascimento pode ter os seguintes sinais: atraso na sucção durante mais de 48 horas, vómitos após a mamada, arqueamento das costas ou viragem da cabeça para trás quando segurado sobre o ombro ou de lado, movimento assimétrico dos braços ou pernas, períodos de choro sem conforto, falta de ordem no desenvolvimento motor normal…

Uma visita pediátrica é obrigatória para excluir a possibilidade de uma patologia embora, como dissemos no início, normalmente não seja grave e se deva simplesmente ao desenvolvimento do bebé e às suas novas capacidades de deslocação.


Glosario

Refluxo gastroesofágico

Definição:

É a volta à boca de alimentos contidos no estômago ou no esófago depois do bebé ter comido ou se o mexeram muito.

Sintomas:

Se a quantidade expulsada for escassa, pouco frequente resolve-se com a idade. Mas se são habituais e abundantes, podem repercutir no crescimento do bebé. Para além disso o ácido pode chegar a irritar a mucosa do esófago e inclusivo a laringe.

Tratamento:

Não mover demasiado o bebé depois de comer; deitá-lo de barriga para cima com a cabeça mais alta que o resto do corpo; não deitá-lo imediatamente depois da comida; tentar que não ingira muito ar. Apenas nos casos graves se recorre à cirurgia. O refluxo pode melhorar ao passar a comer alimentos sólidos.

Fecha de actualización: 19-01-2021

Redacción: Irene García

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×