Como se desenvolve a personalidade do meu filho

Como se desenvolve a personalidade do meu filho
Partillhar
Cada criança, como cada pessoa, é única e tem uma forma distinta d">

Cada criança, como cada pessoa, é única e tem uma forma distinta de ver e de interagir com o mundo que a rodeia. Os adultos devem reconhecer os diferentes estilos de aprender, de brincar, de comportamento ou de relacionamento de cada uma delas, tendo em conta tanto os seus pontos fortes como as suas debilidades.

Os primeiros anos de uma criança supõem anos fundamentais para o seu desenvolvimento, onde se formam não só as habilidades motoras mas também a personalidade de cada um. O sentido de identidade de uma criança começa a desenvolver-se desde o seu primeiro ano de vida, por exemplo quando descobre que a sua mão lhe pertence. À medida que vai crescendo e vivendo experiências quotidianas e que vai interagindo com os outros, irá aumentando o seu sentido do ser.

Geralmente, quando a criança atinge o primeiro ano de idade tem a oportunidade de afirmar a sua personalidade. Mas até aos três a relação com o ambiente que a rodeia é de ordem afectiva. O contacto produz-se por uma espécie de contágio mimético, interage por emoções e está unido e envolvido com as situações que respondem à emoção. Por isso é incapaz de captar-se a si mesma como algo distinto a elas e aos outros. Até aos 36 meses desaparece essa confusão e entre num período no qual necessita afirmar e conquistar a sua autonomia. E isto irá lançar-lhe uma série de conflitos. Os seus três anos marcam a entrada na sociedade; é muito jovem para tão alto grau de auto-controlo e frequentemente irá enfrentar os outros sem outro motivo a não ser o de provar a sua própria independência e a sua própria existência.

Como se desenvolve o cérebro do feto?

Como se desenvolve o cérebro do feto?

A partir dos 18 dias o cérebro começa a desenvolver-se formando as células nervosas que posteriormente serão os neurónios. Durante este processo, o feto produz mais células neuronais do que as que necessita quando nascer (muitas delas morrem se não são estimuladas). Por isso, cantar, falar e colocar música para o bebé quando ainda está na barriga é essencial para ajudá-lo a potenciar a sua inteligência. O correcto desenvolvimento do bebé também depende da nutrição da mãe durante a gravidez. Desta forma, as mulheres que se encontram grávidas devem prestar especial atenção à sua alimentação durante os 9 meses.

O que sabe nesta idade?

Entre os 3 e os 4 anos já diferencia o seu ser físico (“Tenho cabelo preto”, “tenho olhos castanhos”) e o seu ser psicológico (“sou atrevido”, “sou envergonhado”). Também conhece como se relaciona com os outros e as suas capacidades (“tenho um irmão”, “jogo bem à bola”).

Até agora era praticamente inconsciente de ser menino ou menina. Seguramente sabia dizer se era menino ou menina, porque o haviam dito, mas não sabia o que significava exactamente nem sabia reconhecer as diferenças entre uns e outros. Entre os 3 e os 4 anos já está mais consciente das disparidades entre o masculino e o feminino. As diferenças entre meninos e meninas são, todavia, muito pequenas nesta idade e agora que os papéis tradicionalmente masculinos e femininos não são tão claros, as peculiaridades hormonais e o desenvolvimento cerebral podem explicar a tendência de alguns meninos de desfrutarem de actividades mais agressivas e as preferências das meninas por jogos mais tranquilos. Para além disso, sentem maior interesse pelos amigos do mesmo género e começam a brincar entre si por questão de sexo (“os meninos são tontos, as meninas sabem brincar” e vice-versa).

Embora ainda não se saibam descrever a si mesmas em termos de personalidade, será o momento em que começa a distinguir entre o seu ser privado e o seu ser público, ou seja, como se mostra aos outros.

A criança reconhece-se nesta idade como um indivíduo completo e começa a perceber que tanto ela, como o seu comportamento, como as suas acções podem ser julgados pelos outros, especialmente pelos seus pais.

Há que realçar que a personalidade varia muito durante todas as etapas da vida, especialmente na adolescência. Pelo que é impossível, ainda em termos gerais, descobrir a personalidade de uma criança ao traçar uma linha recta no seu comportamento.

Se bem que aos 3 anos podemos dizer que a identidade própria se desenvolve pela comparação com os outros e pelas reacções dos outros perante as suas acções.

O que pode fazer?

Deve fazer o possível para que o seu filho escolha e não julgue, especialmente nos assuntos que têm a ver com o género, evitando que os seus comentários reforcem tópicos e papéis tradicionais.

As suas reacções indicam à criança quais são as suas expectativas sobre o seu comportamento e sucessos. Quanto mais a julgar mais dura será consigo mesma.

O melhor enfoque é dar-lhes a todos as mesmas oportunidades ao mesmo tempo que reconhece as diferenças entre eles.

Incentive o seu filho a confiar em si mesmo e nos seus gostos. Isso irá ajudá-lo a não imitar sempre os outros.


0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×