×
  • Buscar
Publicidad

Desenvolvimento da criança dos 18 meses aos 2 anos

São várias as coisas novas pelas quais passa: o seu crescimento, as suas alterações, a sua alimentação, a sua saúde, os cuidados e a educação que precisa.

Publicidade

São várias as coisas novas pelas quais passa: o seu crescimento, as suas alterações, a sua alimentação, a sua saúde, os cuidados e a educação que precisa.

Evolução

Nestes seis meses a criança reduz o seu ritmo de crescimento, embora cada criança tenha o seu próprio ritmo; em média pode ser que engorde cerca de 220 gramas por mês e que aumente 6 a 12 centímetros. Pode medir entre 83 a 87 centímetros de altura e pesar entre 11 a 12 quilos.

Nesta época configura-se a sua estrutura neural, o seu desenvolvimento físico, psicomotor, perceptivo e intelectual. Começa a ter mais equilíbrio e melhor percepção visual. É energético, activo, curioso e independente. Tem maior destreza física, pode subir escadas com algum apoio, dança quando ouve música, agacha-se; até pode ajudar a despir as roupas simples. Conforme se aproxima dos dois anos vai controlando os esfíncteres.

Imita, corre, salta, trepa, brinca … cada vez com mais agilidade. Aprende novas formas de mexer o seu corpo.

Alimentação e a sua Saúde

Nesta idade já come três vezes por dia, como os seus pais; mas com a comida que mais é com o pequeno-almoço. A sua dieta é similar à dos adultos, embora seja aconselhável consultar o pediatra na hora de introduzir um novo alimento na dieta da criança.

No te puedes perder ...

Y tambien:

Os novos alimentos devem introduzir-se a pouco e pouco e de forma variada, para que a criança não os rejeite; os pais devem transformar esses alimentos em pratos atractivos, fazer figuras, alternar as cores da comida … devem mostrar que comer verduras é algo agradável e não um sacrifício. Prepare alimentos fáceis de comer para a criança e corte-lhe a comida em pedaços pequenos, já que goste de comer sozinha e não que lhe dêem o comer à boca. Nesta fase começa a levar a comida à boca com as mãos ou começará a utilizar uma colher.  

A sua dieta deve basear-se em verduras, legumes, carne (as menos gordas), frango, cereais sem glúten (em papas), peixe branco cozido e sem sal e ovo duas vezes por semana. Incentive a criança a experimentar qualquer alimento, evitando assim condutas caprichosas.

Nestas idades deve-se ir ao pediatra com alguma frequência, já que são eles que indicam as vacinas que a criança vai precisando. Lembre-se que o seu filho já tem dentes. Desta forma, é importante que nesta etapa cuide da sua higiene dental e que vá ao dentista periodicamente, já que pode correr o risco de sofrer de cáries.

Linguagem

A criança está em contínua evolução, conforme passam os meses vai falando mais. Ao inicio baseia-se em orações curtas de três ou quatro palavras, alterando a ordem das palavras. A pouco e pouco irá formando algumas orações compostas muito simples e assimilando regras fundamentais de linguagem. Irá passar os dias a fazer perguntas e é normal que não pronuncie bem, por isso não se preocupe.

Nestes meses o seu vocabulário vai aumentando. O normal é que utilize cerca de 100 palavras e as que você mais vai ouvir são “Não quero” e “Porquê?”.

Educação

Por volta dos dois anos deve tentar tirar-lhe a chucha, não só pelas possíveis consequências físicas nos seus dentes e maxilares, mas também pelo factor psicológico de dependência. Não é uma tarefa fácil, alguns pais terão que ter muita paciência para consegui-lo.

Geralmente, durante estes meses começam as birras, podendo mesmo começar a desafiar a vossa autoridade. Dessa forma, os pais devem ter calma. Na hora de mandar o seu filho fazer algo ou de proibi-lo de fazer alguma coisa, deve controlar aquilo que diz tentando que a criança veja a parte positiva da ordem – utilize frases bonitas. Dê ordens sérias mas com calma e sem gritar. Nestes meses a criança já é capaz de perceber e de assimilar ordens de dois passos como “Vai para o teu quarto e fica lá um bocado!”. É importante que os pais comecem a marcar os limites e as normas de convivência familiar.   

No que diz respeito à criança, esta deve frequentar um Jardim de Infância ou ficar em casa com uma ama, existem opiniões para todos os gostos. Ambas as decisões têm as suas vantagens e desvantagens.

Jardim-de-infância

Vantagens

- Potencia o desenvolvimento psicomotor, com as técnicas utilizadas pelos professores.

- Socializa-se mais cedo ao estar com outras crianças.

Desvantagens

Deslocamento da criança logo pela manhã, o que pode causar alguma doença não grave mas que supõe um transtorno para a criança e para os pais.

Ama

Vantagens

- Não sai de casa e não altera o seu ambiente.

- Atenção exclusiva da pessoa que cuida da criança.

- Evita possíveis contágios de doenças infecciosas.

Desvantagens

- Aborrece-se à medida que vai crescendo.

Como interage com os outros?

O seu filho começa a ter consciência do ambiente e das pessoas que o rodeiam, dos seus próprios pensamentos e sentimentos. Podemos afirmar que nesta fase as crianças tornam-se seres sociais. Desta forma, as crianças tratarão de demonstrar a sua independência, por exemplo ao andarem já se querem afastar dos seus pais.

Cada criança é única e desenvolve uma personalidade diferente. Ao inicio pode sentar-se ao lado de outras crianças e brincar sem interagir com eles, é normal. Mas logo começará a relacionar-se com outras crianças do parque, embora às vezes se mostre um tanto egoísta com os seus brinquedos e não os queira compartilhar. Este sentimento de possessão também é muito comum, como pais há que explicar às crianças, de forma simples e agradável, que se divertem mais se dividirem os seus brinquedos com outras crianças.

Neste período a criança mostra facilmente o seu carinho dando beijos. Para além disso, expressa os seus sentimentos de afecto perante algo ou alguém, por exemplo um boneco de peluche que leva para todo o lado.

Fomentar a sua aprendizagem

Deve proporcionar ao seu filho brinquedos que fomentem a sua imaginação como quebra-cabeças simples de seis peças ou bolas de vários tamanhos. Jogos de encher e esvaziar que, para além disso, fazem com que a criança identifique formas e cores.

Incentive o seu filho a acompanhar as tarefas domésticas, fale-lhe com uma linguagem clara e simples, utilizando sempre o nome correcto de cada coisa. Leia todos os dias uma história ao seu filho antes de ele se deitar e dê-lhe lápis de cor para que possa dar asas à sua fantasia desenhando.

E lembre-se: é fundamental fomentar uma disciplina constante, positiva e firme, sem golpes nem gritos, mas marcando os limites e as normas de convivência familiar.


Fecha de actualización: 12-11-2020

Redacción: Irene García

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.