Ir às compras com crianças: o que fazer para que não seja uma missão impossível?

Ir às compras com crianças: o que fazer para que não seja uma missão impossível?
Partillhar

Chega o dia de ir ao supermercado e não tem outro remédio senão contar com a companhia do seu filho. Não entre em pânico! Preste atenção a estes simples conselhos e verá que fazer compras com o seu filho não tem que ser uma missão impossível.

No te puedes perder ...

Viajar em família, aprenda a planear tudo ao pormenor

Viajar em família, aprenda a planear tudo ao pormenor

Já aqui está o Verão e provavelmente está a contar os dias que faltam para essas semanas de merecido descanso. Descanso? Com um bebé? Sim, é possível! Viajar com crianças, para mais se são bebés, impõem novas responsabilidades e uma maior planificação, mas com uma boa organização pode evitar que as suas férias se convertam numa autêntica loucura.

 

 

 A verdade é que grande parte das crianças adoram ir ao supermercado, mas por esta mesma razão devemos ter especial atenção pois podem sobressaltar-se e entusiasmar-se ao verem-se rodeados de tantas cores e ruídos e podem acabar por portar-se mal. No entanto, outras crianças são mesmo incapazes de tolerar tanta actividade e irão manifestá-lo, sem lugar para dúvidas, como seu comportamento que provavelmente, na melhor das hipóteses, irá obrigá-la a abandonar o estabelecimento sem cumprir o seu objectivo. Se pelo contrário a criança diverte-se sem protestar, pode converter a visita ao supermercado numa experiência de aprendizagem. Seja qual for a atitude do seu filho perante a situação, o mais recomendável é que não seja apanhada desprevenida.

 

Mulher prevenida vale por duas

 

Ter escrita uma lista com o que precisa antes de sair de casa fará com que a passagem pelo supermercado seja mais rápida e organizada. E com um pouco de sorte não terá que voltar depois para ir buscar algo que se esqueceu.  Se organizar os artigos na lista por categorias terá o trabalho e o itinerário dentro do recinto simplificados e evitará dar várias voltas.

 

Escolha o momento adequado

 

Ir às compras durante a hora da sesta da criança é a fórmula ideal para que tudo se torne num verdadeiro desastre. Tenha em conta as suas necessidades: se a criança está cansada, sem tem sono, fome ou calor... Ir justamente antes do jantar especialmente quando as lojas estão muito cheias e tanto você como o seu filho estão cansados e cheios de fome pode ser desesperante. Procure fazê-lo pela manhã ou nas primeiras horas da tarde nos dias de semana. Se conseguir evitar o stress de fazer compras numa loja cheia de gente terá mais energia e tolerância para satisfazer as necessidades da criança.

 

Estabeleça limites desde o princípio

 

Antes de sair de casa deixe claro o que é que o seu filho pode ou não fazer. Assegure-se de que a criança percebeu o que não é permitido. "Não podes afastar-te de mim", "Não te podes colocar em pé dentro do carro", "Não podes pegar em nada", etc.

 

No entanto, irá perceber que nem tudo será tão simples como parece, as crianças são curiosas por natureza e o mundo que as rodeia é um íman a que cuja atracção as suas mãozinhas não podem resistir. Querem examinar todos os objectos que estão à sua volta. Recomendamos-lhe que ajude o seu filho a segurar de forma segura o que lhe chama à atenção ou explique-lhe mesmo, de forma calma e clara, que pode ver mas não tocar, pois pode estragar alguma coisa.   Se a criança gosta e quer alguma coisa não deixe de compartilhar o seu entusiasmo, mas se não vai comprá-lo diga-lhe tranquilamente "Que bonito! Vê bem e quando chegarmos a casa escrevemos na lista do teu aniversário!".

 

Distribua tarefas pela criança

 

Pode ser mais divertido se o seu filho participar no processo das compras. Se a criança já for mais crescida pode mesmo fazer-lhe perguntas ajudando-as nas decisões: "Qual destes tomates achas que está melhor?", "Compramos esparguete ou macarrão?"... a criança irá gostar que tenha em conta a sua opinião. Aos mais pequenos pode perguntar-lhes pelas cores ou formas dos alimentos. Aproxime-se da peixaria e mostre-lhe os diferentes peixes que existem, as sapateiras e lagostas vivas. Poucas são as crianças que não ficam cativadas perante as patas de um grande crustáceo.

 

A recta final: a fila de espera na caixa

 

As caixas para pagar têm sempre sedutores, coloridos e apetitosos produtos ao alcance das crianças. Não, a sua colocação não é por acaso, encontram-se precisamente no fim quando a criança está mais cansada e faminta e a espera permite que estes atractivos produtos não escapem ao seu ângulo de visão. Se conseguiu chegar até aqui, deve saber que este é o maior desafio. No entanto, aqui também existe uma possível solução:  antes de sair de casa coloque na mala um snack, umas bolachas, uma banana, um sumo, etc. Algo que suponha uma alternativa mais saudável e económica a estas guloseimas.  Assim que a criança chegar à caixa não hesite em dar-lhe o que trouxe na mala. Saciará a sua fome e, o mais importante, distrairá a sua atenção dos novos caramelos de framboesa dos bonecos animados tão conhecidos do seu pequeno.

 

Para além disso...

 

Também pode ser útil levar um brinquedo ou um livro com actividades para manter o seu filho distraído. O uso de uma mochila porta-bebés pode ser uma excelente opção. Podem dar mais comodidade e segurança prevenindo mesmo que a criança se perca no meio da confusão.

 

Se ainda assim acredita que não vai conseguir superar a prova, pode tentar fazer as compras pela internet, aproveitando as sestas da criança. É rápido, simples e cómodo.



Fecha de actualización: 21-05-2009

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×
*/?>