O meu filho dos 28 aos 30 meses

O meu filho dos 28 aos 30 meses
Partillhar

Nesta idade brincar é praticamente a sua única actividade. A criança gosta de passar o tempo a inventar novos jogos, sozinha ou acompanhada por outras crianças. Permita que o seu filho desfrute de tudo o que for possível, visto que através das brincadeiras explora o que o rodeia, dá asas à sua imaginação e aprende a relacionar-se com os outros.

Desenvolvimento motor

 

O seu filho já é capaz de apanhar qualquer objecto com facilidade. Pode empilhar blocos, derrubar torres, tirar os sapatos, passar as páginas dos livros e segurar um copo numa só mão. Pode inclusivo ser capaz de manter o equilíbrio num só pé durante um segundo ou dar um grande salto para a frente com os pés juntos. Também será capaz de se vestir sozinho (embora ainda não saiba atar os atacadores ou abotoar os botões).

 

Desenvolvimento mental

A sua memória e a sua capacidade de aprendizagem desenvolveram-se até ao ponto de que já seja capaz de reconhecer as cores, nomear as diferentes partes do corpo ou de identificar as pessoas pelo seu nome. À medida que cresce e se mostra mais consciente do que os outros pensam e sentem, passará a estar mais interessado em brincar com outras crianças.  

A importância das brincadeiras

Nesta etapa as brincadeiras são a actividade própria da criança e a sua forma de conhecer o mundo. É indispensável para o seu crescimento psíquico, intelectual e social. É a sua actividade natural e uma necessidade para o seu desenvolvimento. Através da brincadeira a criança pode explorar o que a rodeia, dar asas à sua imaginação e aprender a conviver com os outros.

No te puedes perder ...

Desenvolvimento do meu filho dos 9 aos 12 meses

Desenvolvimento do meu filho dos 9 aos 12 meses

O bebé aproxima-se do seu primeiro ano de vida e cresce rapidamente, evolui a grandes passos. Começa a mover-se com independência e a explorar o mundo que o rodeia. Também a sua linguagem evoluiu e já é capaz de pronunciar palavras com sentido e compreender ordens simples. Ajude-o no seu desenvolvimento e estimule-o o mais possível.

Brincar é, nesta idade, a actividade central. Pode alterar o tipo de brincadeira mas ocupará a maior quantidade do tempo a brincar. É muito importante que os pais compreendam que brincar não é uma perda de tempo, bem pelo contrário. Devem respeitá-lo e compartilhá-lo sempre que seja possível.

Estabelecer regras

Embora as crianças comecem a saber controlar as suas acções a partir desta idade, ainda há bastantes empurrões, gritos e birras. Não pode esperar que se comporte perfeitamente o tempo todo. Recorde-lhe de forma positiva que falando obtém melhores resultados que com a acção física e assegure-se de elogiar a criança quando esta fizer um esforço para comunicar com palavras.

Se ajudar o seu filho a perceber o porquê das regras será mais fácil ele segui-las. Explique-lhe que existem algumas coisas que fazemos para estarmos seguros, como dar a mão para atravessar a rua ou colocar o cinto de segurança no carro. Mantenha as suas regras razoáveis, claras e consistentes e tenha paciência enquanto o seu filho aprende a segui-las. A maioria das crianças precisa que lhes recordem frequentemente e com suavidade.

Jogos estimulantes

- Vamos fazer compras: compre um cesto e alimentos de plástico. Depois recrie um supermercado em casa, pode mesmo usar dinheiro!

- Mamãs e papás: é uma brincadeira que ajuda as crianças a compreenderem o que é ser pai. Brincar com bonecos, vesti-los, dar-lhes de comer … como se fossem seus filhos.

- Caminhar em zig-zag: pegue num rolo de fita isoladora para pinturas e cole-a no chão criando uma linha que vai em zig-zag. O seu filho deverá andar em cima dela. É um jogo que o ajuda a melhorar a sua motricidade.

- Puzzles: os quebra-cabeças (apropriados para a idade do seu filho) irão ajudar a melhorar a sua memória e a sua motricidade.



Fecha de actualización: 27-07-2009

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>