O meu filho dos 31 aos 33 meses

O meu filho dos 31 aos 33 meses
Partillhar

À medida que o seu filho se aproxima dos três anos, torna-se mais sociável: começa a perceber o conceito de amizade, preocupa-se com os sentimentos dos outros, gosta de brincar em grupo … fomenta a sua relação com outras crianças da sua idade.

Desenvolvimento da linguagem

Ao mesmo tempo que a consciência do seu filho continua a desenvolver-se, a linguagem começa a alterar-se de acordo com quem está a falar. A criança começa a usar palavras e tons de voz diferentes com os amigos e com os adultos. Pode ainda ser notável que o seu filho utilize uma linguagem mais simples ao falar com uma criança mais pequena.

Desenvolvimento social

Mais ou menos aos três anos a criança começa a interessar-se mais por compreender o que motiva as pessoas à sua volta. Começa a preocupar-se com o estado de ânimo das pessoas que a rodeiam. Sempre que o seu filho lhe perguntar porque é que está triste dê-lhe uma resposta que ele perceba, assim está a ajudá-lo a aprender que as emoções são algo normal e que faz bem falar delas.

No te puedes perder ...

Desenvolvimento do meu filho dos 9 aos 12 meses

Desenvolvimento do meu filho dos 9 aos 12 meses

O bebé aproxima-se do seu primeiro ano de vida e cresce rapidamente, evolui a grandes passos. Começa a mover-se com independência e a explorar o mundo que o rodeia. Também a sua linguagem evoluiu e já é capaz de pronunciar palavras com sentido e compreender ordens simples. Ajude-o no seu desenvolvimento e estimule-o o mais possível.

Também se mostra cada vez mais sociável. Provavelmente o seu filho começa a pensar nos seus companheiros de brincadeira como amigos e aprende que os pequenos gestos amáveis, como compartilhar e dar, fazem parte da amizade.

Muitas crianças, especialmente aquelas que não têm irmãos, acreditam em amigos imaginários. A maioria dos amigos imaginários chegam entre os dois anos e meio e os três anos. Não se assuste com estes amigos inexistentes. Fazem parte da consciência no desenvolvimento do seu filho e do seu sistema de valores. Podem proporcionar consolo e torná-los responsáveis pelas coisas que o seu filho gostava de não ter feito. A maioria dos amigos imaginários desaparecem antes dos seis anos.

Porque mentem?

Nas crianças com menos de 5 anos o mundo mágico dos sonhos, desejos e fantasias nem sempre se diferencia da realidade. Não mentem embora digam coisas que não são verdade, pois se para elas são verdade, isso basta. A mentira não se produz de forma consciente, mas sim como elemento constituinte das suas brincadeiras e histórias fantasiosas. A mentira é mais um elemento de brincadeira e não lhe deve dar demasiada importância, salvo se esta se estender ao seu comportamento habitual ou se se converter na forma, por excelência, de obter o que quer.

Incentive a criança a dizer-lhe o que se passou sem parecer frustrada e explique-lhe que mentir é pior que qualquer coisa que possa ter feito. Faça com que diga a verdade sem lhe por medo e isso ajudará a reduzir as mentirinhas.

Jogos estimulantes

- O tapete mágico: Se o seu filho está com os seus amigos, deixe-lhes um tapete com o qual possam brincar. Podem tornar-se viajantes ao arrastarem o tapete em círculos, para trás, para os lados, etc.

- O que as crianças mais gostam nesta idade é de imaginarem que são outras pessoas: um pirata, uma princesa, um médico, etc. Brincar ao “faz de conta que …”. Ajude o seu filho a recriar as suas fantasias entrando na aventura com ele.

- Os jogos de memória são muito úteis nesta idade: cartas, jogos educativos electrónicos ou manuais, quebra-cabeças, etc.

- Ofereça-lhe um xilofone, verá que a criança passará muito tempo a criar as suas próprias melodias musicais. Quem sabe se não descobre um futuro compositor.



Fecha de actualización: 21-09-2009

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>