• Buscar
Publicidad

Exercícios de estimulação para bebés de 10 meses

Exercícios de estimulação para bebés de 10 meses

O nono mês é o momento ideal para o pequeno consolidar o que aprendeu nos meses anteriores. A curiosidade será muito maior, por isso temos de ser muito cautelosos para cuidar do seu grande desejo de conhecer o mundo e de saber coisas diferentes todos os dias. Os seus movimentos para apanhar e manipular objectos já são mais finos; será incansável: adorará rastejar, sentar-se, ir de um lugar para outro, etcétera.

Publicidade

Índice

 

Consolidar a independência do bebé

Aos 10 meses, o bebé será capaz de se manter de pé embora ainda precise de apoio; há casos em que algumas crianças nesta idade já podem dar passinhos por si próprias, o que requer uma grande capacidade de coordenação e equilíbrio, pelo que não é aconselhável encorajá-lo a caminhar por si próprio até estar completamente preparado.

Além disso, algumas crianças já conseguem compreender comandos, tais como: "Diz olá!", "ponha as mãos para cima", etc.

Os hábitos de sono permanecem constantes, embora variem de criança para criança. Se o seu pequeno tem dificuldade em adormecer, acalme-o antes de dormir com uma cadeira de baloiço ou lendo uma história. E durante o dia, quando o seu bebé está activo, brincar é a melhor maneira de construir uma boa relação e ligação com ele.

Em suma, aos 10 meses terá uma criança inquieta e curiosa, que rasteja com agilidade, se levanta com apoio, dá passinhos com ajuda, anda em torno dos móveis; se estiver de pé, senta-se facilmente e já se dobra e se vira com grande habilidade.

Aqui é básico que a criança passe a maior parte do seu tempo a brincar no seu quarto; que o reconheça como o seu ambiente e como o lugar seguro onde encontrará os seus brinquedos e actividades.

 

Estimulação motora

- Para estimular a tentativa de se levantar e andar: Deixe a criança encostada na cama ou num móvel e chame-a enquanto lhe mostra o seu brinquedo favorito. Ao aproximar-se, esmaga-o e diz: "muito bem!".

- Para o ensinar a dar passos em frente: Uma vez que ele possa andar ao longo do mobiliário, pode agora agarrá-lo pela mão. Fique atrás dele, segure as suas mãos e empurre-as ligeiramente para a frente para que ele comece a tomar passos. Diminua gradualmente a sua ajuda.

- Para exercer a acção de caminhar, apoiando-se num móvel com uma mão e segurando a mão com a outra: Coloque o seu filho perto da cama; ele se apoiará nela e, com a outra mão, caminhe lentamente para a frente. O pequeno segurará a sua mão, e, por outro lado, terá de a levantar para procurar o apoio da cama. Pouco a pouco, ele poderá caminhar apenas segurando a sua mão.

- Para estimular movimentos de precisão: Oferecer-lhe caixas e mostra-lhe como colocar as tampas sobre elas; mostra-lhe como abri-las. Também se pode utilizar um tupperware. Dar-lhe uma garrafa de plástico e mostrar-lhe como colocar e tirar a rolha ou a tampa de rosca. No início, terá de o ajudar segurando a garrafa para que ele se possa concentrar apenas na tampa.

- Para exercer os movimentos da mão: Dar-lhe folhas de papel para dobrar, rasgar e tirar, ou para virar as páginas de um caderno e desenhar com lápis ou marcadores. Pode também dar-lhe um pedaço de pano ou jogar à massa para amarrotar ou esticar. Um exercício de desenvolvimento básico é permitir que o seu filho pique alimentos, tais como pedaços de fruta, vegetais ou carne, com um garfo. Ao fazer este exercício, tenha o cuidado de cortar pequenos pedaços e vigiar de perto o seu bebé, a fim de evitar qualquer risco de asfixia enquanto come.

 

Estimulação cognitiva

- Para estimular a acção de atrair algo com um cordel: Prender um cordel a um brinquedo e colocá-lo fora do seu alcance, deixando o cordel perto dele. Em breve perceberá que o pode atrair puxando a corda; também pode mudar a corda, tornando-a de diferentes cores, espessuras e formas.

- Para reforçar o interesse em procurar um objecto escondido: Esconder um brinquedo, mas deixar algumas das suas partes visíveis e dizer à criança para o encontrar.

Estimulação da língua

- Para nomear actividades e pessoas: Dê-lhe uma boneca e segure outra. Digam o que estão a fazer, por exemplo: "Vamos abanar o bebé", "Vamos acariciar ao bebé", etc.

- Pedir para fazer uma actividade com objectos: Colocar vários objectos em fila e dizer: "Dá-me o carro", e orientar a sua mão para o objecto que lhe estás a pedir para levar. Uma vez que ele o receba, leve o objecto e aplauda-o. Repita a actividade até já não precisar da sua ajuda.

- Para ensinar a criança a chamar um membro da família: Quando a família está junta, a mãe deve dizer à criança para chamar a avó, por exemplo. Ela irá elogiar a criança e agradecer-lhe por o ter feito. Repetir a actividade até a criança o fazer sozinha.

 

Estimulação auditiva

- Exercitar a associação de sons e objectos: Mostrar à criança um avião e imitar o seu som; mostrar à criança um cão e fazer o mesmo, e assim por diante com objectos diferentes. Quando o telefone tocar, deixe o seu filho procurar a fonte do som, traga-o até ele, e depois mostre-lhe como falamos através dele. Repetir a mesma actividade com a campainha da porta.

 

Estimulação táctil

- Para desenvolver a percepção de vibrações: Coloque as suas mãos sobre o rádio ou altifalantes de um aparelho de música para o fazer sentir as vibrações do som.

 

Estimulação cinestésica

- Para estimular a discriminação entre o quente e o frio: Fazer-lhe tocar um pedaço de gelo com os dedos e repetir a palavra "frio". Repetir a mesma coisa, mas com água quente e dizer "quente".

- Para reforçar a percepção do volume de água: Colocar a mão da criança debaixo da corrente de água, enquanto a gradua de modo a que ela sinta quando cai muita água e quando cai só um bocadinho.

 

Estimulação sócio-afectiva

- Trabalhar na eliminação do medo das crianças de um objecto: Colocar um objecto que assusta a criança num canto da sala. Quando estiver longe, a criança vai sentir-se segura; depois aproxima-se do objecto e faz como se estivesse a tirar um brinquedo muito atractivo, dá-o à criança para brincar durante algum tempo. Devolver o brinquedo ao objecto do medo e repetir a operação, para que o pequeno tente aproximar-se e levar o novo brinquedo por si próprio.

- Estimular a conversa de um gesto para uma recompensa ou uma inibição: sempre que a criança faz algo que não deve fazer, franzir as sobrancelhas e dizer "Isso não se faz". Imediatamente a seguir, fazer algo de que ele não gosta, como tirar um brinquedo, e ir-se embora. Pouco a pouco, só terá de adoptar um tom rigoroso e franzir o sobrolho para o impedir de fazer o que lhe está a proibir de fazer. Caso contrário, elogie-o, sorria e mostre que está feliz com ele.

- Para ensinar a partilhar: Sente-se com o seu pequenino entre as pernas e jogue um jogo de cabeças suaves. Verá então como ele avançará com a cabeça contra a sua.


Fecha de actualización: 01-02-2021

Redacción: Maricarmen Tamayo

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×