Vá ao teatro com o seu bebé

Vá ao teatro com o seu bebé
Partillhar

A partir de que idade é que as crianças podem ir ao teatro? Como saber se a criança gostou? Que diferença tem o teatro infantil do teatro adulto? Carlos Laredo, fundador de uma companhia de teatro espanhola, explica como é que os bebés podem desfrutar mais do que um adulto de uma representação teatral.

Leve o seu filho ao teatro desde muito pequeno

Se na vida quotidiana ou na educação a idade pode significar um grau de aptidão ou de inaptidão de uma pessoa em virtude do seu grau de amadurecimento, de crescimento ou de desenvolvimento, no teatro estes parâmetros não têm porque ter o mesmo grau de validez. Se virmos o crescimento do ser humano desde a acumulação de trabalhos à perda de flexibilidade tanto física como mental, veremos que os adultos que mais trabalhos acumularam são aqueles que têm mais dificuldades em expressar as suas emoções, em comunicar ou em admirar aquilo que acontece. Os espectadores adultos podem chegar a ter verdadeiros problemas de inibição. No entanto, não colocamos em dúvida as suas aptidões como potenciais espectadores …

Para se ser espectador de teatro a idade não é sinónimo de sensibilidade, nem de capacidade para a maravilha, nem de capacidade estética, nem de aptidões sensoriais e emocionais. Em todos estes aspectos os bebés são muito mais aptos para a aventura artística que os adultos que os acompanham. Para sentir e vibrar com a energia de uma peça de teatro um bebé está plenamente capacitado, tanto pelas suas faculdades sensoriais como pela sua qualidade de viver a tempo inteiro no “aqui e agora”. Como potenciais espectadores os bebés não estão limitados pela sua capacidade genética pois, desta forma, aumentam essas capacidades. Também não estão limitados pelas suas capacidades neurológicas, pois o cérebro de uma criança produz muito mais conexões neuronais do que um adulto.

No te puedes perder ...

O seu bebé com 11 meses

O seu bebé com 11 meses

O bebé começa a dar os seus primeiros passos e a colocar-se de pé, com a sua ajuda ou agarrando-se a alguma coisa. Ainda não anda sozinho, mas já falta pouco para começar a fazê-lo. Também a sua linguagem se desenvolveu bastante e começa agora a dizer as primeiras palavras, isto para além de perceber perfeitamente o que lhe diz e de seguir uma conversa. Cada vez adquire mais independência, o seu filho já é capaz de comer sozinho e de ajudar na hora de se vestir.

Características destas obras

A partir dos 5 anos as crianças vão tendo uma maior necessidade de repetir os caminhos conhecidos, os labirintos superados e as narrativas com princípio, meio e fim ou a apresentação/conflicto/desenlace. Esperam que um conto as ajude a consolidar as suas personalidades ou a vencerem os seus medos.
 

No que diz respeito à duração as peças devem ser curtas porque tanto os intérpretes como os criadores são incapazes de criar obras que tenham uma intensidade suficiente para fazê-las com mais de 30 minutos. A capacidade de concentração de um bebé não está limitada pela duração de uma peça mas sim pelo valor de acontecimento. Existem obras de 8 horas que parecem curtas e obras de uma hora que parecem muito grandes. Dito isto, um bebé de 3 meses não tem a mesma dependência maternal e afectiva que uma criança de dois ou três anos. Para além disto, os ritmos quotidianos, os hábitos de sono e a alimentação devem ser respeitados e, assim, o teatro não deve ser uma fonte de dispersão do bio-ritmo de um bebé.

Toda a experiência estética é uma viajem pedagógica, no entanto, uma pedagogia do desconhecido. A arte é o disparate que nos impulsa para a aventura do desconhecido, é o diálogo com o oculto, com o mistério. Desvendá-lo, explicá-lo ou transmiti-lo de forma didáctica é uma forma pouco subtil e profana. Talvez todo o acto da Arte para os bebés seja um acto de amor e de respeito que se atreve a nascer num mundo desconhecido. Nascer, hoje em dia, é em si mesmo um acto heróico.

Também as salas de teatro devem ter condições especiais para as crianças: as cadeiras, a disposição das mesmas, etc. No que diz respeito a actor, este também deve actuar de forma diferente para as crianças, para os adolescentes e para os adultos.

Como saber se as crianças gostam?

Uma criança gosta de uma peça de teatro se observar com atenção, se vibrar com a peça e se ficar triste com o facto de ter chegado ao fim. Se não gostar, a criança chora, quer sair, etc. As crianças sabem expressar com força aquilo que gostam e aquilo que não gostam desde que estão dentro da barriga da mãe.

O facto de uma criança não saber falar não deve impedir que assista a peças de teatro. Não dominar um idioma ou uma língua não quer dizer que não se comunique. O bebé é um ser comunicativo desde que nasce e as mães sabem isso perfeitamente.



Fecha de actualización: 04-02-2010

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>