A alimentação com biberão

A alimentação com biberão
Partillhar

Os especialistas de saúde recomendam o leite materno como a melhor opção nutricional para os recém-nascidos. Nem sempre é possível dar peito ou alimentar os bebés com leite materno. Actualmente, o estilo de vida das famílias, a falta de tempo, o regresso ao trabalho, os problemas de saúde e outros factores podem exigir o recurso ao biberão usando leite em pó ou o próprio leite da mãe.

O biberão permite assim continuar a alimentar o bebé de uma forma saudável e correcta. No entanto, é inegável que alimentar o bebé desta pode trazer alguns desafios e preocupações às mães com menos experiência.

As possíveis toxinas libertadas pelo material plástico dos biberões, a limpeza, a esterilização, o armazenamento, o transporte, as dificuldades para garantir uma correcta sucção do bebé, as dúvidas sobre a quantidade exacta que a criança deve tomar e as cólicas ou gases que podem surgir (mais propensas quando se alimenta o bebé com o biberão) são apenas algumas das inquietações de muitas mães que decidem usar o biberão.

 Para as mães que preferem extrair o seu próprio leite, para aquelas que os pediatras recomendaram tomas suplementares com o biberão ou mesmo para as que não querem amamentar os seus filhos, a Philips AVENT dispõe de uma gama de biberões Airflex fabricados com polietersulfona (um material livre de Bisfenol A), resistentes e fáceis de limpar.

Saiba quando é que deve introduzir a alimentação complementar na dieta do seu filho!

Saiba quando é que deve introduzir a alimentação complementar na dieta do seu filho!

Uma alimentação adequada durante a infância é fundamental para o desenvolvimento completo de cada criança. A Organização Mundial de Saúde (OMS) reconhece que o período entre o nascimento e os dois anos de idade é uma “janela de tempo crítica” para a promoção de um bom crescimento, de uma boa saúde e de um bom desenvolvimento. Quando uma criança chega aos 2 anos de idade é muito difícil reverter a falta de crescimento ocorrida anteriormente. As consequências a longo prazo das deficiências nutricionais estão ligadas a impedimentos no rendimento intelectual, na capacidade de trabalho, na saúde reprodutiva e na saúde em geral durante a adolescência e na idade adulta.

Estes biberões apresentam uma forma estável e cómoda e um design que facilita o enchimento e a limpeza. A tetina Airflex favorece uma alimentação saudável e activa e funciona ao ritmo natural da sucção do bebé que utiliza os mesmos movimentos da boca de quando está a mamar no peito da mãe. Tudo isto possibilita uma combinação do biberão com a amamentação.

Este biberão ultra-leve também é fácil de montar. Constituído apenas por três peças ainda inclui uma tampa de protecção para que o arrume e transporte de forma higiénica sem ter de recorrer a discos protectores adicionais. As marcas claras no biberão asseguram uma medição exacta para ajudar a saber a quantidade que o bebé toma.

Para além disto, estudos clínicos têm demonstrado que os biberões Philips AVENT reduzem significativamente as cólicas e o mal-estar do bebé durante a noite. Enquanto a criança é alimentada a ponta da tetina torna-se flexível permitindo que o ar entre no biberão em vez de se acumular na barriga do bebé. Tal e qual como acontece com a amamentação o recém-nascido controla o fluxo de leite.

Os novos Philips AVENT Airflex estão disponíveis em três tamanhos (125ml, 260ml e 330ml) e com tetinas adequadas a cinco níveis de fluxo diferentes adaptando-se assim às necessidades do bebé. 

 


0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×