×
  • Buscar
Publicidad

Posições para amamentação

Posições para amamentação

Manter uma postura correta para amamentar é a essencial para garantir uma amamentação bem sucedida, garantir a produção de leite e evitar complicações no peito.

Publicidade

Não existe uma posição única para dar de mamar a um recém-nascido, toda mulher pode usar uma , várias ou todas como mais confortável ou mais fácil seja para ela, o que si deve garantir é que a posição permita ao bebé se agarrar corretamente.

Engate no peito

Todos os bebés nascem com um reflexo que faz deles procurar instintivamente o mamilo. Pelo que ao roçar no nariz ou queixo vai abrir a boca para agarrá-lo. No entanto, dependente da mãe que engate corretamente. Para isso deve tê-lo bem colocado, de modo que a cabeça e o pescoço do bebê estejam em linha com as costas ou ligeiramente inclinados para atrás. O queixo deve tocar o seio de sua mãe, enquanto a boca se abre cobrindo toda ou a maior parte da aréola e do mamilo, a língua por debaixo de este e os lábios dobrados para fora.

Deve ser apreciado que os músculos do maxilar e da orelha se mechem com asucção sem afundar bochechas.

Para garantir a amamentação eficaz é também importante que o resto do corpo bebé esteja numa posição adequada, que facilite o engate correto, especialmente no início. Depois, é muito provável que o pequeno seja capaz de sugar bem em qualquer posição.
 

No te puedes perder ...

Nove em cada dez mães que amamentam não seguem uma dieta saudável

Nove em cada dez mães que amamentam não seguem uma dieta saudável

O leite materno é o melhor para o bebé. Fornece nutrientes e adapta-se às necessidades do recém-nascido. Mas a composição do leite depende muito da alimentação da progenitora e, de acordo com uma pesquisa feita pela Universidade de Granada (UGR) na Andaluzia, 94% das mães que amamentam os seus filhos não seguem uma dieta adequada.

Y tambien:

As posições mais frequentes que facilitam uma lactação eficiente são:

Pose Clássica: a mãe está sentada, com as costas alçadas e apoiadas. Segure a seu bebé com o braço contra seu corpo como se fosse balançá-lo. A cabecinha da criança fica apoiada sobre o cotovelo e o cu dele na mão de sua mãe. A outra mão pode ser servir para ajudar a sustentá-lo. As barrigas de ambos devem estar em contato, ou seja corpo com corpo. Para que o bebé se agarrar bem, com os braços devem se aproximar da mãe e não a mãe seinclinar em direção a ele. Assim também vai evitar tomar uma posição incomoda.

Às vezes, essa posição é mais confortável para a mãe e criança, se a mãe esta ligeiramente inclinada para trás. Desta maneira ficam juntos, mas o peso do pequeno recai sobre o corpo de sua mãe e não no braço, o que alivia muito.

Posição Rugby: Esta posição é altamente recomendado em casos de gêmeos ou cesariana, devido a que permite amamentar dois bebês de uma vez e não precisa recostar lós na barriga afetada pela incisão. A criança ou as crianças são colocadas no lado com os pés para atrás e o corpo por em baixo  dos braços de sua mãe. Como se pegasse uma bola de rugby.

Tombada: Ideal para tomas noturnas. A mamãe permanece deitada de barriga para cima e o bebê encima virado para baixo. Também pode colocar-se , ambos, de lados, de frente para o outro.

A loba romana: Esta posição é recomendada no caso de obstruções ou mastite, exigindo que o bebẃ não pressione nas áreas inflamadas do peito. Colocasse acriança deitada de costas para baixo em uma superfície macia e confortável, por exemplo, na cama. A mãe fica de quatro e inclina-se sobre ele dirigindo o peito à boca, até que a criança pode engatar.

A cabalo: Esta posição é apropriada quando a criança tem uma fissura labial ou tem regurgitação ou refluxo gastroesofágico. Y é a seguinte: Mãe sentada e apoiada nas suas costas enquanto o bebê é mantido sentado a cabalo sobre a perna de sua mãe e a frente do seu peito.


Fecha de actualización: 02-07-2014

Redacción: Irene García

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.