Água da torneira, será indicada para o meu filho?

Água da torneira, será indicada para o meu filho?
Partillhar

O Doutor Isidro Vitoria, médico pediatra e especialista em Nutrição e Hidratação Infantil, responde a algumas questões sobre a água da torneira e a água engarrafada na vida dos bebés.

Estão certos der que o vosso bebé está bem hidratado?

A hidratação do bebé é um factor muito importante. A sua ingestão de líquidos pode vir do leite materno no caso da amamentação (o que cobre as suas necessidades de hidratação durante este período) ou através da alimentação com o biberão, papas ouágua que oferecemos ao bebé.

Devemos saber que existem diferentes tipos de águas e, dessa forma, escolher a melhor água para o nosso bebé

Durante os primeiros meses de vida, devido aos seus delicados rins e evitar esforçá-los, é muito importante ter em conta a concentração de minerais da água que damos ao nosso bebé. Dessa forma, a água que escolhemos deve cumprir determinados requisitos.

Principais diferenças entre a água da torneira e a água mineral natural

Um estudo realizado pela Sociedade Espanhola de Pediatria extra-hospitalar e de Atenção Primária e a Sociedade Espanhola de Nefrologia: “BAHIA 2009: Conhecimentos e hábitos de hidratação na população infantil com menos de 2 anos” mostrou que quase 80% das famílias desconhece se a água da torneira da sua cidade está apta para o consumo do bebé e cerca de 84% dessas famílias que utilizam água da torneira não a fervem. O desconhecimento dos elementos que a água da torneira pode conter e a sua composição instável faz com que seja necessário fervê-la.

Alguns truques para passar o meu filho do berço para a cama

Alguns truques para passar o meu filho do berço para a cama

Fazer com que as crianças deixem o berço pode parecer fácil, mas para alguns pais essa situação converte-se num verdadeiro desafio. Assim que se aproxima este momento, provavelmente, surgem-lhe várias perguntas em torno do tema para conseguir mudar o seu filho para uma cama da maneira mais eficaz.

Os filtros domésticos não eliminam as substâncias da água da torneira que podem ser prejudiciais para o bebé, pelo que devemos recomendar também que se ferva esta água.

A água mineral natural, pela sua origem subterrânea e localização das nascentes naturais e protegidas, bem como pela composição estável não precisa de ser fervida. Assim, tem sempre o mesmo tipo de água e composição.

Mas qual é a composição ideal?

Nove em cada dez pediatras recomendam uma água mineral natural, tendo como base o seu conteúdo de sódio, cálcio, nitratos e flúor, sendo o sódio e o cálcio dois dos minerais mais importantes.

Olhe para as etiquetas e certifique-se de que a água mineral que dá ao seu bebé cumpre com os parâmetros recomendados:

Sódio: menos de 25 mg/l

Cálcio: de 25 a 100 mg/l

Flúor: menos de 0,3 mg/l

Nitratos: menos de 25 mg/l

“Deve-se prestar atenção à quantidade de minerais da água, especialmente ao sódio e ao cálcio. Uma água de mineralização muito débil não implica que seja ideal para o bebé”.

 

 






 


0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×