Ressonar na infância, é normal ou pode ser um problema crónico?

Ressonar na infância, é normal ou pode ser um problema crónico?
Partillhar

Embora o ressonar possa estar mais associado a pessoas adultas, vários estudos realizados recentemente mostram que 4 em cada 100 crianças dos 2 aos 8 anos ressonam. O seu som não é tão forte como o dos adultos e, embora em muitas ocasiões não seja algo patológico, também pode dever-se a uma apneia obstrutiva do sono que será necessário diagnosticar e tratar para evitar problemas.  

Porque ressonam?

O ressonar é um ruído respiratório forte, grave ou agudo, que ocorre durante o sono e que se produz pela vibração da parte posterior do paladar. Algumas crianças roncam apenas de vez em quando e outras são roncadores crónicos. O ressonar pode ser motivado pela obstrução das vias respiratórias altas produzidas pelo aumento do tamanho dos cometas nasais. Também a obesidade dificulta a respiração durante o sono. Podem estar associados a casos de resfriados, alergias crónicas, asma ou a uma inflamação das amígdalas. A sinusite crónica e as vegetações também provocam ronquidos.

De acordo com as últimas investigações, 4 em cada 100 crianças com idades entre os 2 e os 8 anos ressonam. E destes, de acordo com os resultados publicados pela Sociedade Espanhola de Pneumologia e Cirurgia Torácica (SEPAR), 1 em cada 10 apresenta apneia do sono, que consiste em interrupções frequentes da respiração que motivam que o seu descanso seja de má qualidade (o que condiciona a sua capacidade de atenção e o seu rendimento escolar). Este fenómeno denomina-se como Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono.

As apneias do sono são um problema mais sério visto que a falta de oxigénio está associada a um maior risco de padecer de problemas cardíacos, pelo que pode ser necessária uma intervenção médica.

Desconfortos típicos da gravidez

Desconfortos típicos da gravidez

Estar grávida pode ser um dos momentos mais bonitos da tua vida; muitas mulheres definem-no como uma prenda, mas provavelmente porque na sua vez não vinham incluídos outros extras: náuseas, vómitos, dores de cabeça, varizes, etc. Talvez possas sentir algum ou todos os males menores da gravidez (chamados assim seguramente por alguém que nunca viveu uma gravidez). Descubra quais são os mais comuns e o que fazer para preveni-los ou minimizar a sua aparição.

As crianças que sofrem desse problema podem ser crianças que comem pouco e mal e que realizam um sono que se interrompe em múltiplas ocasiões. Durante o dia podem estar sonolentas, pouco atentas e provavelmente serão crianças que aprendem menos, com piores resultados escolares e frequentemente inquietas, irritáveis e hiperactivas. 

Tratamento da ronquidão infantil

Para um tratamento eficaz a primeira coisa a fazer é averiguar a causa do ressonar. Se for algo pontual, no caso de um resfriado ou alergia, tratam-se as dolências. Se se observar que é uma consequência do sobrepeso a criança deverá seguir uma dieta. Se o ressonar chega a interromper as horas de sono da criança fazendo  com que durante o dia se sinta sonolenta, dores de cabeça e cansaço, terá de se fazer um estudo mais profundo. O mesmo acontece se apresenta apneia do sono. O roncar crónico deve ser avaliado e tratado o quanto antes para evitar problemas de crescimento, de aprendizagem, escolares, etc.

Neste caso o método que se pode empregar para realizar o diagnóstico é a polisomnografia, um registo gráfico do sono que dá informação de electroencefalograma, de electrocardiograma, electro-oculograma, fluxos respiratórios, movimentos torácicos, etc. Se for confirmado que o motivo é uma apneia obstrutiva do sono provocada pelo tamanho excessivo das amígdalas ou vegetações - o que acontece em aproximadamente 65% dos casos - o problema soluciona-se com a retirada deste tecido. Outros factores implicados são as más-formações cranio-encefálicas (30% dos casos) e a obesidade (5%).

Em qualquer um dos casos deve-se ter em conta que ressonar pode ser normal, não patológico, mas é necessário que os pais e os médicos estejam atentos.


0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×