No Verão, muita água!

No Verão, muita água!
Partillhar

Com a chegada do Verão e do calor é imprescindível prestar atenção às necessidades de hidratação dos mais pequenos, sobretudo, nas idades em que são muito propensos a alterações de temperatura, desde que nascem até aos seis anos. Desta forma, deve proporcionar-lhes a quantidade de água necessária para evitar um susto nestas férias.

Nesta época do ano, como podemos ver nos diversos meios de comunicação, são consideravelmente numerosos os casos de desidratação, no entanto, o que é que significa este termo? A desidratação é um transtorno que ocorre quando uma pessoa perde mais líquidos do que os que ingere. Contudo, não é tão grave nos adolescentes como pode vir a sê-lo nas crianças, já que estas são mais vulneráveis pois não pedem água quando têm sede, sofrem de problemas gastrointestinais que produzem diarreias e não param quietas um minuto. Desta forma, os pais devem incentivar os mais pequenos a ingerirem líquidos e a prestarem atenção aos evidentes sinais de desidratação durante esta época de intolerável calor.

Porque é importante beber água?

A água é o componente corporal maioritário no corpo humano. Um lactente é formado por cerca de 70% de água, um homem adulto por 55% e, no caso das mulheres, por 46%. É tão importante realizar uma ingestão adequada de água que a Organização Mundial de Saúde (OMS) e vários especialistas recomendam o consumo de 2 a 3 litros por dia, dependendo da actividade física, do peso, do sexo, etc.

Alimentos para as crianças comerem no Verão!

Alimentos para as crianças comerem no Verão!

Durante a época de calor as nossas necessidades alimentares alteram-se. O calor faz com que suemos mais e, consequentemente, que necessitemos de mais água, seja em forma de líquidos ou de alimentos que a contenham, como a fruta e as verduras. Para além disso, deve-se prestar uma maior atenção à higiene da comida e à nutrição das crianças.

A água actua como hidratante e transportador de nutrientes e outras substâncias no organismo ao mesmo tempo que proporciona um suporte para toda a actividade celular. É um meio para libertar substâncias tóxicas, favorece a digestão, previne a prisão de ventre e mantém o bom funcionamento dos rins. Para além disso, regula a temperatura corporal e elimina toxinas através da transpiração.

Uma maneira natural e saudável de hidratarmos são as águas minerais, que têm minerais essenciais, como cálcio, magnésio ou flúor, benéficos para a saúde e para o bom funcionamento do nosso organismo.

Este Verão controle o seu filho e dê-lhe os líquidos suficientes para prevenir qualquer caso de desidratação (que, por sua vez, pode trazer problemas graves).

Todos os dias perdemos água a respirar, a urinar, no suor, etc., pelo que para permanecermos hidratados é necessário ingerir tanta água como a que perdemos, sendo a quantidade mínima nos mais pequenos entre cinco a seis copos diários. No entanto, para mantê-los hidratados não é necessário que bebam exclusivamente água, também podem comer frutas e vegetais, que têm uma grande quantidade de água e são uma deliciosa opção para os mais pequenos, ou leites com sabor, que podem ser mais apetecíveis na hora de ingerir líquidos.

Que problemas podem causar a desidratação e o calor?

O Verão é a época ideal para se desfrutar do ar livre, para se estar activo e divertir-se. No entanto, devemos ter em conta diversos sintomas na hora de controlar a hidratação dos mais pequenos. A sede é o primeiro e melhor sintoma de desidratação, contudo, nem sempre devemos considerá-lo um sinal de alarme, já que o nível de desidratação varia de estado leve até estado grave. Geralmente, esta pode ser tratada através da ingestão de líquidos, embora noutros casos possa ser mais grave e necessitar de tratamento médico.

Os sintomas de desidratação são:

- Sede

- Boca seca ou pegajosa

- Urinar menos e mais escuro

Nos casos avançados de desidratação podemos detectar:

- Boca seca

- Choro sem lágrimas

- Diminuição notória da urina

- Olhos secos

- Perda de flexibilidade da pele

Entre os sinais evidentes de esgotamento por calor encontram-se:

- Dor de cabeça, enjoos, aturdimento e desmaios

- Sensação de debilidade

- Alterações de humor, irritabilidade e confusão

- Mal-estar estomacal ou vómitos


 

0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×