A Fada dos Dentes

A Fada dos Dentes
Partillhar
Por volta dos 5 anos os dentes de leite começam a cair. Um dia a criança l">

Por volta dos 5 anos os dentes de leite começam a cair. Um dia a criança levanta-se e descobre que um dos seus dentes abana ligeiramente para a frente e para trás. Esse é o primeiro passo para que se vá despegando até que cai definitivamente, processo que pode durar umas quantas semanas.

Isto acontece porque o dente que permanecia oculto debaixo da gengiva começa a empurrar o outro para assumir o seu lugar, desgastando as raízes dos dentes de leite. Este processo não traz dor para a criança, no entanto pode sentir um leve desconforto e sangrar ligeiramente.

Em algumas ocasiões o dente definitivo acaba por sair da gengiva ao lado do dente de leite e não debaixo do mesmo, pelo que não desgastará a raiz e ficaram os dois na boca, formando uma dupla fila de dentes. Isto é mais frequente nos incisivos. Se o observarmos devemos falar com o dentista para que dê "um empurrãozinho" ao dente de leite para que este caia.

Higiene bucal: cuidados a ter com os dentes de leite!

Higiene bucal: cuidados a ter com os dentes de leite!

Apesar do que a maioria dos pais pensa, os dentes de leite também podem sofrer cáries e outras doenças dentais. Por isso, uma higiene adequada é fundamental desde que nascem os primeiros dentes. Assim, é importante incutir o hábito de lavar os dentes nos seus filhos.

Outro factor a ter em conta é que os dentes permanentes que vão saindo são maiores que os de leite, pelo que a separação que estes tinham entre si irá desaparecer quando caírem. Os dentes novos nem sempre estão bem posicionados, isto porque ao serem maiores que aqueles que substituem não têm espaço suficiente para posicionarem-se correctamente e saem "por onde podem". Desta forma no processo de alteração de dentição os dentes podem ficar tortos, embora quando o processo termina geralmente vão alinhando-se aos poucos por si só.

Estamos numas etapas de "dentição mista", período no qual ao mesmo tempo podemos encontrar na boca dentes temporais e dentes definitivos.

- A primeira fase da dentição mista dá-se quando a boca tem, até aos oito anos, uma mistura de dentes permanentes (quatro incisivos superiores e quatro inferiores, junto aos primeiros molares) e dentes temporais (caninos junto aos primeiros e segundos molares de leite).

- A segunda fase da dentição mista surge até aos 11 anos, quando aparecem os caninos definitivos inferiores, os primeiros pré-molares superiores (substituindo os primeiros molares temporais), os inferiores, segundos pré-molares superiores e inferiores (substituem os segundos molares de leite).

- Mais ou menos até aos 12-13 anos todos caem os últimos dentes de leite, os caninos superiores.

- E ainda haverá mais alterações, com as crianças mais velhas e o segundo molar permanente. Já uns anos depois podem surgir os dentes do siso (mas estes nem sempre aparecem).

A ordem não é exacta e depende de cada criança:

Dentes inferiores

- Incisivo central: 6 anos

- Incisivo lateral: 7 anos

- Canino: 9 anos e meio

- Primeiro molar: 11 anos

- Segundo molar: 11 anos

Dentes superiores

- Incisivo central: 7 anos e meio

- Incisivo lateral: 8 anos

- Canino: 11 anos e meio

- Primeiro molar: 10 anos e meio

- Segundo molar: 10 anos e meio

Uma vez que todos os dentes de leite já caíram e saíram os seus substitutos permanentes, gradualmente vão saindo também os outros dentes que faltavam na dentição temporal:

- Primeiro pré-molar: 10-12 anos

- Segundo pré-molar: 10-12 anos

- Terceiro molar (ou dentes do siso): 17-21 anos

A Fada dos Dentes!

A Fada dos Dentes é uma personagem de uma lenda muito popular entre as crianças portuguesas. Quando cai um dente a uma criança, esta coloca-o debaixo da almofada enquanto dorme e, segundo a tradição, esta personagem troca o dente por uma prenda.

Estra tradição é praticamente universal embora adopte formas diversas em distintas culturas. É reconhecida como o "Ratoncito Pérez" nos países onde se fala a língua espanhola, com a excepção de algumas regiões do México e Chile onde se designa como "el Ratón de los Dientes" e na Argentina, Venezuela, Uruguai e Colômbia simplesmente "El Ratón Pérez". Na França chama-se "Le petite souris", em Itália reconhece-se como "Topolino", "Topino" ou "Fatina" e nos países anglo-saxónicos este papel é encarnado pela "Tooth Fairy". Na Catalunha esta tarefa é encomendada a "L'Angelet". Em alguns lugares a tradição que existe é atirar os dentes das crianças do cimo de um telhado para dar sorte.


 


0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×