Visita ao cabeleireiro, como ajudar as crianças a perder o medo!

Visita ao cabeleireiro, como ajudar as crianças a perder o medo!
Partillhar

O seu filho já não é nenhum bebé e você decidiu que chegou a hora de levá-lo ao cabeleireiro, mas será que ele se vai assustar ao ver o cabeleireiro aproximar-se com as tesouras? E se não parar quieto um segundo o for impossível cortar-lhe o cabelo? Embora lhe pareça que a experiência vai ser um autêntico desastre, não tem o porquê de sê-lo se antes preparar o seu filho.

As crianças devem cortar o cabelo com frequência, o mais recomendável é fazê-lo mensalmente ou a cada mês e meio mas nunca deixando passar mais de dois meses se quer que tenha um cabelo saudável. Dessa forma, seja menino ou menina não deve ter o cabelo muito comprido já que será mais incómodo.

É possível que até agora tenha sido capaz de cortar o cabelo ao seu filhote, mas agora já não é um bebé e pode ter um corte mais elaborado para o qual você não se sente suficientemente hábil para realizá-lo. Assim, mesmo que a ideia lhe assuste um bocado, chegou a hora de levar o seu filho ao cabeleireiro.

Se é a primeira vez que a criança vai a um cabeleireiro de certeza que o espaço irá parecer estranho: tanto barulho, pessoas sentadas com rolos, outras com papel de alumínio na cabeça, adultos com tesouras nas mãos … e, para evitar as lágrimas, deverá preparar o seu filho antes:

- Em casa brinquem aos cabeleireiros. Faça cortes de cabelo imaginários aos seus bonecos ou peluches. Depois diga ao seu filho para se sentar e corte-lhe um fio de cabelo para ver que não dói.

- Leve o seu filho a um cabeleireiro como mero espectador. Poderá acompanhar o seu irmão mais velho, o papá ou a mamã. Quando vir que a criança está descontraída e a sorrir não terá que se preocupar.

Os animais de estimação e as crianças!

Os animais de estimação e as crianças!

 

Ter um animal de estimação em casa pode ser bom tanto para as crianças como para as famílias em diferentes aspectos, mas também pode originar certos riscos, como as alergias ou as infecções. Tome nota das regras para desfrutar ao máximo da convivência com um animal de estimação.

 

 

- Fique ao lado da criança quando estiver a cortar o cabelo. Irá sentir-se mais segura se você estiver próxima.

- Explique-lhe exactamente o que lhe vão fazer: “Primeiro irão lavar-te o cabelo, depois vão cortar um pouco para que fiques lindo e por fim irão secar e pentear como a mamã faz em casa”.

- Distraia a crianças com alguma história.

- Se possível faça marcação para o cabeleireiro, quanto menos tempo a criança estiver à espera, melhor.

- O melhor momento para ir ao cabeleireiro é quando a criança estiver descontraída e descansada, ou seja, nas primeiras horas da manhã ou depois da sesta.

- Se a criança começar a chorar saia um pouco do cabeleireiro e dê um pequeno passeio para que se acalme.

- Se o seu filho é muito inquieto, o melhor será que lhe lavem o cabelo deitado para que tenha menos opções de se mexer ou que o sente ao seu colo.

- Não deve ir ao cabeleireiro com pressa. Se for necessário a criança pode querer ver o que se passa e como funciona um cabeleireiro, isto para se familiarizar com todo o processo.

- Escolha cabeleireiros infantis. Se apesar de tudo acha que o seu filho se vai assustar, escolha salões especializados. Aí tem todo o que é necessário para que as crianças desfrutem da sua sessão de corte e penteado.


0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×