×
Publicidad

Ensinar as crianças a gostar de arte

Ensinar as crianças a gostar de arte

Passar uma manhã de sábado num museu vai parecer uma ideia muito aborrecida para os mais pequenos. No entanto, se souber explicar ao seu filho o que está a ver a arte para além de educativa também pode ser muito divertida.

Publicidade

Exposições de esculturas, museus arqueológicos, galerias de arte, catedrais, igrejas românicas … As visitas culturais podem ser muito variadas e em todas as cidades existem múltiplas possibilidades para desfrutar de todas estas expressões artísticas. No entanto, aquilo que lhe parece maravilhoso será, provavelmente, muito aborrecido para o seu filho. Mas seguindo uma série de orientações verá que a criança gostará tanto de arte como os pais.

- Prepare o seu filho. Se decidir ir no próximo sábado a uma galeria de arte o melhor que tem a fazer é explicar à criança todos os planos antes que ela esteja a pensar ir brincar para o parque nesse dia.

- Nunca obrigue o seu filho. Se depois de ter explicado à criança ela disser que não quer ir não fique chateada. Deve fazer ver ao seu filho que passar um dia no museu pode ser mais divertido do que passar a manhã em casa com os mesmos brinquedos de sempre.

- Não faça uma visita muito longa. Escolha muito bem as obras de arte que vão ver para que não seja uma visita muito grande. Esta não deve durar mais de uma hora para que a criança não fique desinteressada. O melhor é ir a pouco e pouco.

No te puedes perder ...

Como ensinar o meu filho a dormir a sesta?

Como ensinar o meu filho a dormir a sesta?

A sesta é muito recomendável, tanto para as crianças como para os adultos, já que ajuda a aguentar a jornada, a recuperar as forças perdidas e a estarmos menos irritáveis e cansados ao fim do dia. Se não consegue fazer com que o seu filho durma a sesta despois de comer, planifique uma rotina para que tudo fique mais fácil.

Y tambien:

- Escolha de acordo com o gosto da criança. Quando for escolher o local a visitar pense naquilo que o seu filho mais gosta. Por exemplo, se a criança gosta de animais e se a visita for a um museu procure quadros que tenham animais. Desta forma, a criança vai divertir-se mais.

- Surpreenda o seu filho. Não explique todos os detalhes da visita para que possa surpreender a criança no local.

- Use uma linguagem simples. Tente adequar a sua linguagem à idade do seu filho quando estiver a explicar as diferentes obras. Deixe que seja a criança a descobrir as diferenças entre os vários estilos. Por exemplo, se estão ao pé de um arco pergunte ao seu filho a que forma geométrica corresponde. O mais provável é que veja que é um semi-circulo. Felicite a criança por ter descoberto pois fará com que ela fique contente por perceber a arte sozinha.

- Descanse quando a criança tiver necessidade. Se ainda não acabou a visita e se o seu filho está muito cansado deve fazer uma pausa. Ir ao café beber um sumo ou sentarem-se num banco pode ser o suficiente para que a criança sinta vontade em retomar a visita.

- Procure jogos, workshops ou actividades. Quase todos os museus, galerias de arte … têm actividades para incutir a arte nas crianças. Oficinas, cursos didácticos, jogos, concursos, etc. Procure as opções que lhe são oferecidas e aproveitem.

 

O importante é não desistir. Se o vosso dia passado no museu foi um verdadeiro fracasso, se a criança ficou aborrecida e diz que não quer voltar, pense porque é que será que isso aconteceu para poder mudar alguma coisa da próxima vez. Tal e qual como a leitura, também a arte pode torna-se numa rotina. Para isso, só é necessário que habitue o seu filho a visitas culturais adaptadas à sua idade.

 

 


Fecha de actualización: 10-06-2009

Redacción: Irene García

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.