×
  • Buscar
Publicidad

O seu filho não pára de fazer de tonto?

O seu filho não pára de fazer de tonto?

Ladrar como um cão, imitar um cantor famoso, dançar por toda a casa … a partir dos quatro anos o desenvolvimento social e emocional das crianças faz com que estas queiram, constantemente, fazer os outros rir. No entanto, nem sempre escolhem o melhor momento para fazer as suas traquinices.

Publicidade

Chamar à sua atenção

A partir desta idade você vai notar que o seu filho não vai parar um segundo de fazer de tonto: dança, canta, corre, imita outras pessoas, interrompe as conversas, etc. A criança é capaz de rastejar no chão, comportar-se como um gorila ou falar como um bebé. Tudo isto para fazer rir ou captar a sua atenção.

Na maioria das vezes o comportamento do seu filho terá graça, contudo, vão existir ocasiões, sobretudo se estiverem num local pouco apropriado, em que você vai sentir vergonha e vai zangar-se com o seu filho.

Embora esta atitude seja muito normal nas crianças mais pequenas, pode colocar alguns limites e fazer ver ao seu filho que nem sempre é um bom momento para subir ao sofá e cantar em voz alta.

Porque é que o seu filho tem estas atitudes?

No te puedes perder ...

Depois da separação, como explicar ao meu filho que tenho um namorado?

Depois da separação, como explicar ao meu filho que tenho um namorado?

Como se sentiria se tivesse 5 anos e ao chegar a casa a sua mãe lhe dissesse "Filho, este vai ser o teu novo papá"? Esta é a questão que muitos pais fazem quando decidem iniciar uma nova relação de casal e enfrentam a ideia de como apresentarem os seus filhos a uma nova pessoa que vai fazer parte da sua vida.

Y tambien:

Nesta altura o desenvolvimento social da criança avançou muito e até já começou a brincar com outras crianças e a formar grupos. Partilham segredos, inventam brincadeiras e piadas, surgem com ideias extravagantes que sozinhos não pensavam levar a cabo… a formação de grupos fomenta o lado mais extrovertido do seu filho.

Para além disso, as crianças querem captar a atenção dos pais constantemente. Percebem que ao serem mais independentes e autónomos os adultos dão-lhes mais liberdade. Contudo, nesta idade as crianças ainda não estão preparadas para abandonar a etapa de bebé, pois estão entre a criança pequena e a criança grande e não sabem como comportar-se. Com as suas tonteiras as crianças mostram que são despreocupadas e que pensam simplesmente em brincar. Este sentimento acentua-se se tiverem irmãos: os ciúmes podem provocar uma pequena regressão o que faz com que a criança se comporte como um bebé ou que faça traquinices para captar mais atenção que os irmãos.

A presença de “espectadores” é o melhor trunfo das crianças, pois querem sobressair, divertir-se e serem úteis. O problema é que as crianças nem sempre escolhem o momento certo e muitas vezes interrompem as conversas dos adultos.

Como acabar com estas piadas das crianças?

Embora você deva definir limites e ensinar ao seu filho que há situações em que não deve fazer traquinices, também não deve proibir totalmente o seu filho de fazer de tonto. Afinal é uma criança e é essa a sua forma de expressão e de desenvolver a sua personalidade.

Quando ralhar com o seu filho por este estar a imitar um cão no meio do restaurante, faça ver à criança que não o pode fazer num sítio assim. Apesar disto, diga à criança que imita muito bem um cão e que poderá fazê-lo em casa.

Ensine ao seu filho os limites não só na hora de eleger o momento e o lugar certo mas também fazendo ver à criança que muitas das suas brincadeiras podem ser perigosas.

Explique aos mais pequenos que têm de ter respeito pelos outros, pois muitas das suas brincadeiras podem ser de mau gosto. Não deve compactuar com estas atitudes.

Encontre um meio-termo entre ignorar e prestar atenção a tudo o que o seu filho faz. A criança fará ainda pior se não lhe ligar nenhuma. Mas também não é bom que ache piada a todas as suas brincadeiras. Seja sincera: se não achar graça não se ria, mas também não olhe para o seu filho com má cara. Acima de tudo, pense que tudo isto são manifestações de que o seu filho é uma criança feliz e divertida.


Fecha de actualización: 22-04-2009

Redacción: Irene García

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.