• Buscar
Publicidad

Com que idade é que aprendem os números as crianças?

Com que idade é que aprendem os números as crianças?

A aprendizagem dos números começa entre os 2 e 3 anos, ainda na creche, embora nesta idade o objectivo seja que a criança aprenda a contar até 10 e a relacionar os números mais pequenos (1, 2 e 3) com a quantidade correspondente. Mais tarde, na escola, aprenderão a escrevê-los e a compreender a quantidade que cada um indica.

Publicidade

Índice

 

A capacidade matemática das crianças

As crianças de 2 a 3 anos já têm a capacidade para contar até 10, embora muitas vezes se enganem e alternem números ou não os digam na ordem exacta, mas é algo normal. Além disso, são capazes de compreender que 1 indica uma única unidade, 2, duas unidades... especialmente com números pequenos, o que lhes permite contar pequenas quantidades de objectos.

Mais tarde, no primeiro ano do jardim de infância, começam a aprender números de uma forma mais regulamentada, embora aprender a reconhecer números e a compreender a quantidade de cada um deles seja uma actividade complexa que leva algum tempo. Por esta razão, será no segundo ano do jardim de infância, aos 4 anos de idade, que poderão compreender e fixar melhor as suas primeiras noções matemáticas, que incluem a ordem dos números, a contagem até 100, o valor de cada número, a contagem de pequenas quantidades, a escrita de números e mesmo operações simples de adição e subtracção com objectos concretos.

Uma abordagem correcta da matemática na fase infantil é fundamental para que as crianças aprendam a apreciá-la, por isso nestes primeiros cursos são utilizadas canções, jogos e actividades divertidas para ensinar às crianças os números e para adicionar e subtrair.

 

Como ensinar os números às crianças?

1- A primeira coisa é ensinar os números de 1 a 10 e a ordem em que vão, para que compreenda que 10 é maior que 7, por exemplo. O apoio visual é essencial, pelo que deve ensinar o seu filho a escrever cada um dos números e a reconhecê-los se os vir escritos. Pode desenhá-los no quadro ou no papel e deixá-lo adivinhar o número que escreveu.

2- Depois, deve associar cada número a uma quantidade específica, para a qual é melhor usar peças, objectos ou figuras e mostrar-lhe que 2 é igual a dois brinquedos ou 3 são três autocolantes. Deve compreender a quantidade que cada número indica, para que possa fazer jogos de pilhas ou grupos de objectos e deixá-lo contá-los e agrupá-los.

3- Depois, é importante que ele aprenda a escrever cada número. Mostre-os no quadro negro ou num caderno e mostre-lhe como desenhar 1, 2, 3... Pode fazer um ponto de partida e dizer-lhe como deve ser a linha; por exemplo, 1 é uma linha a subir e outra a descer.

4- As actividades diárias podem ajudar-nos a reforçar esta aprendizagem. Portanto, é importante que em casa peça ao seu filho para a ajudar a contar quantas maçãs comprou, quantos lápis azuis tem ou quantos pratos tem de pôr a mesa, se houver quatro de vocês em casa. Qualquer altura e qualquer actividade é um bom momento para utilizar números e reforçar a sua compreensão.

5- É muito provável que haja um momento no seu processo de aprendizagem em que o pequeno fique obcecado com números e lhe pergunte a toda a hora se sabe contar até x números, que número vem depois de 28 ou quantos são dois mais dois. Nestes casos, mesmo que esteja cansada e tenha muitas coisas para fazer, é importante que o escute para que ele se sinta escutado e motivado. Pense que está curioso e interessado em aprender, e que este é o momento exacto para aumentar esse interesse, para que não se desvaneça.

6- Os números e a matemática em geral são trabalhados com todo tipo de raciocínio ou pensamento lógico, ou seja, qualquer actividade que envolva este tipo de pensamento, pelo que existem muitas actividades e jogos que o ajudarão a compreender melhor as quantidades e a ordem dos números. Correspondência, classificação, idades... tudo ajuda a compreender melhor os números.

7- Um bom exercício é dar-lhe várias caixas com mais ou menos peças dentro delas e pedir-lhe que as encomende do mais alto para o mais baixo de acordo com o número de peças que cada uma tem. Ou desenhar cartões com diferentes grupos de frutas (4 maçãs, 3 pêras, 2 bananas...) e pedir-lhe que os encomende de maiores para menores ou fazer operações simples com eles como adicioná-los ou subtraí-los.

8- É importante trabalhar primeiro nas quantidades e depois nos números escritos. Quando souberem quantas maçãs são 4, pode concentrar-se mais em aprender a escrever 4 correctamente, algo que também estará ligado à aprendizagem das primeiras letras, que normalmente é ensinada ao mesmo tempo.

9- Canções, histórias, jogos, puzzles, desenhos ou ecrãs digitais podem completar esta aprendizagem de uma forma lúdica e diferente, utilizá-los, mas sem deixar de lado o papel e o lápis.


Fecha de actualización: 15-04-2021

Redacción: Irene García

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×