Música, saiba a importância que tem no desenvolvimento das crianças!

Música, saiba a importância que tem no desenvolvimento das crianças!
Partillhar

Actualmente, a música faz parte do programa escolar de muitas crianças desde muito cedo. Por volta dos 18 meses as crianças iniciam-se na linguagem e na escrita na escola e, dessa forma, já estão preparadas para escolher o instrumento que querem conhecer.

A educação musical desde cedo é um dos grandes avanços do século XX graças à atenção primordial que lhe deram grandes compositores e pedagogos como Orff, Kodaly, Dalcroze, Willens, Violeta Hemsy ou Witack. Estes estabeleceram métodos e sistemas que foram desenvolvidos durante anos com grande êxito, tanto na Europa como na América.

O objectivo da das aulas de música e movimento

O objectivo das aulas de música e movimento deve basear-se em despertar e desenvolver as potencialidades musicais das crianças brincando a “fazer coisas com o corpo ”. Puri Fernández, professora de uma escola de música em Espanha, destaca que os primeiros jogos musicais procuram que a formação musical, através de experiências musicais, lhes permita conectar com a linguagem musical partindo da sua própria realidade. “A sua aplicação é imediata visto que nas suas histórias, brincadeiras e dramatizações é onde se desenvolvem esses conhecimentos iniciais. São estes conhecimentos que vão favorecer a aquisição significativa das aprendizagens musicais actuais e futuras”.

Não devemos ver estas aulas como uma mera preparação para a linguagem musical, a sua visão é muito mais ampla. Pretende-se desenvolver todas as capacidades expressivas, musicais e motoras que posteriormente permitam à criança escolher o seu instrumento.

Um método lúdico

Neste tema Puri Fernández afirma que é fundamental que o método seja o mais lúdico possível porque a brincadeira nestas idades é uma parte integrante das crianças. As aulas devem ser um jogo puro. Assim, através disto as crianças crescem, aprendem a utilizar os seus músculos e desenvolvem o domínio do seu corpo … Será imprescindível para a futura prática instrumental. A criança deve impregnar-se da matéria-prima da música: o som. Descobri-lo, explorá-lo, manipulá-lo, conhecê-lo. Sentir a música no seu corpo, expressar-se através dele e fazer com que seja uma parte integrante de si mesmo, para isso recorre-se a tudo o que temos ao nosso alcance, desde os sons que nos rodeiam, à dança infantil, o gesto, o corpo como instrumento, os instrumentos de pequena precursão e os que os mesmos constroem, a voz com todas as suas possibilidades, as imagens, a plástica e a cor, o movimento, a invenção de grafismos … Sentir e expressar são as palavras-chave.

Benefícios da música nas crianças

São muitos os estudos que demonstram como as crianças que aprendem música desde pequenas desenvolvem um maior pensamento lógico e capacidade matemática. Dessa forma, esta aprendizagem fomenta nas crianças a ideia de disciplina e de organização do trabalho. Especialmente quando começam com os instrumentos, já que nesta etapa as crianças compreendem que a prática diária, embora seja breve, tornar-se fundamental para avançar e, assim, percebem que o esforço do trabalho bem feito vale a pena e que vê-se sempre representado. Sem esquecer, por pressuposto, que a criança que desde pequena realiza este tipo de actividades levará uma vida mais rica e activa.

Para além disso, nestas idades a criança encontra-se no melhor momento para desenvolver o ouvido e a sua percepção auditiva.

Que temas se devem tratar nas aulas de música e movimento

A voz tanto na linguagem como no canto. Cantar, recitar, encenar contos e histórias, ver a voz como um instrumento.

- Fontes sonoras, descobrir, reconhecer e diferenciar as distintas qualidades do som e a relação com o objecto que o produz.

- Grafias não convencionais, expressam-se as qualidades do som (duração, intensidade, altura e timbre), representando-o com cores e formas.

- O Movimento, como meio de expressão e de sensibilização motora, visual e auditiva. Conhecer o seu próprio corpo, desenvolver a sua segurança rítmica, o sentido do espaço temporal e o sentido da dinâmica e algo muito importante para a sua vida, favorecer as relações com os outros companheiros e com o grupo.

Gosta de fazer música em casa?

Também existem muitas maneiras divertidas de fomentar o gosto pela música nos seus filhos antes de estes alcançarem a idade adequada para inseri-los nas aulas, isto sem sair de casa.

Para além de existir um grande mercado de vídeos e DVDs onde ensinam as crianças a cantar e a dançar, e dos brinquedos que fazem barulho ao serem agitados ou que apertando um botão emitem distintas melodias, podem optar por produzir os vossos próprios instrumentos caseiros.

Por exemplo … umas matracas? É muito simples, apenas tem que encher qualquer garrafa de plástico com arroz, feijão ou qualquer coisa que lhes ocorra (na medida do possível deixe que seja a criança a escolher) e cubra-a com um pouco de papel solofan e decorem ao vosso gosto.


0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×