×
  • Buscar
Publicidad

A linguagem nas crianças

A linguagem nas crianças

A comunicação e a linguagem são dois aspectos que se podem confundir. A criança durante o primeiro ano de vida desenvolve as bases necessárias para a aparição da linguagem oral, as suas primeiras palavras. Até esse momento a criança já é capaz de comunicar com as pessoas à sua volta embora ainda não fale.

Publicidade

Índice

Desde que nascem, as crianças mostram um especial interessa pela voz humana e, embora nos dê a impressão de que compreendem o que dizemos, na realidade o que entendem são as situações nas quais se empregam essas palavras.

As primeiras etapas do desenvolvimento da linguagem são fundamentais e constituem a base para um correcto desenvolvimento da linguagem. Mas isto não quer dizer que não apareçam dificuldades posteriores, não só na linguagem, mas também na sua fala, na sua comunicação e inclusivo na aprendizagem da linguagem escrita. Um adequado desenvolvimento nas primeiras idades facilita a aquisição de habilidades mais complexas mas não as garante.

O que fazer para fomentar o desenvolvimento da linguagem nas crianças?

- Há que estimular a criança para a actividade verbal desde que nasce; falar-lhe embora acreditemos que não nos entende.

- Deixar sempre um espaço para que a criança expresse os seus desejos, necessidades, sentimentos e pensamentos. Sendo pacientes perante a sua dificuldade de expressão, que cada vez será mais fluida. Quando perguntar algo à criança dê-lhe tempo para que responda.

- Utilize palavras correctas para designar os objectos, acções e situações. A linguagem infantil é muito graciosa para as crianças, mas não para os adultos.

- Fale com elas num tom de voz correcto. Não se pode pedir a uma criança que não grite se os adultos o fazem ao pé dela.

- Não faça comentários negativos sobre a sua linguagem à sua frente.

- Tente sempre aumentar os enunciados do seu filho.

- Festeje o seu esforço e felicite-o quando algo sai bem. Se disser algo mal não lhe diga nada.

- Fomente na criança o gosto pela leitura, seleccionando os livros adequados à sua idade e capacidade de leitura.

O desenvolvimento da linguagem por idades

A idade da aparição das primeiras palavras pode variar de umas crianças para outras, embora geralmente se produzam em torno do primeiro ano de vida. Também é importante ter em conta que o desenvolvimento da linguagem pode ser mais rápido nas meninas que nos meninos.

Geralmente, se observarmos que o nosso filho tem uma linguagem como a de uma criança seis meses mais nova, isto pode ser um indício de que alguma coisa não está bem. É aí que devemos consultar um profissional, a fim de prevenir posteriores alterações no desenvolvimento do mesmo.

- Os recém-nascidos comunicam exclusivamente através do choro.

- A partir dos 3 meses aparece um balbucio que é a sua primeira tentativa de uma posterior articulação da palavra.

- A partir dos 6 meses a criança substitui o choro pelos gritos. Distrai-se muito ouvindo os sons que ele mesmo produz. Algumas crianças começam a articular alguma sílaba como “pa”, “ma”.

- Ao finalizar o primeiro ano, utiliza sons para conseguir uma resposta, mas funciona mais como uma conduta imitativa dos adultos que a representação de palavras concretas. A pouco e pouco vão compreendendo cada vez mais palavras. O adulto ao dirigir-se à criança desta idade vai alterando o tom de voz. O pequeno imita-as e assim vai adquirindo um valor representativo do que ouve.

- Até ao ano e meio já é capaz de ter 10 ou 12 palavras. É a etapa de uma linguagem particular da criança. É nesta época que utilizam a “palavra-frase”: uma palavra quer dizer muitas coisas ou expressar múltiplos desejos ou necessidades.

- A partir dos dois anos com um pensamento simbólico, vão ampliando rapidamente o seu vocabulário e começam a compreender o significado de muitas palavras; para além disso começam a fazer frases de duas ou mais palavras e com os verbos sempre presentes. Todavia não têm clara a ideia da sua identidade frente aos que as rodeiam.

- Ao chegar aos três anos, o avanço é vertiginoso. Encontramo-nos com uma criança que não para de falar, apresentado uma matriz egocêntrica na sua linguagem.

- Entre os 4 e os 5 anos a criança fala sem parar, querendo ser o centro das atenções. A sua linguagem é um monólogo colectivo. Gostam de brincar com a linguagem que acreditam dominar.

- Entre os 5 e os 6 anos dá-se por finalizado o processo de aquisição dos pilares da linguagem e a partir daqui começa o perfeccionismo e a ampliação do vocabulário. É o momento no qual que pode começar com a aprendizagem da escrita.

Aprendizagem de outros idiomas

Qualquer idade é apropriada para começar a aprendizagem de outros idiomas, embora isto dependa do facto da criança ser ou não bilingue. Se pretender que o seu filho aprenda mais que um idioma, quanto mais tarde o fizer mais dificuldade terá.

No te puedes perder ...

Y tambien:

 


Fecha de actualización: 25-08-2020

Redacción: Irene García

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.