• Buscar
Publicidad

Como ajudar o meu filho a eliminar a expectoração?

Como ajudar o meu filho a eliminar a expectoração?

É comum que os bebés e as crianças tenham muco e catarro recorrentes sem que seja devido a uma doença. O muco é um sistema de defesa que o organismo tem para combater a reprodução de vírus e bactérias.

Publicidade

Índice

 

O que é a expectoração ou muco?

O muco ou fleuma é uma substância pegajosa que vem das vias respiratórias e é expelida através da boca. Pode causar problemas respiratórios e desconforto ao comer ou ao dormir. O corpo desenvolve esta mucosidade para tentar proteger e limpar as passagens nasais. Embora a sua missão seja muito importante, se o seu filho tiver excesso de muco, ele ou ela pode sentir-se desconfortável. Além disso, se houver muita expectoração, pode causar a inflamação do ouvido médio (otite).

Em suma, a expectoração tem diferentes funções:

  • Hidratar as passagens nasais e as vias respiratórias.
  • Proteger, envolver e neutralizar substâncias estranhas tais como pó ou smog, que querem entrar no nosso corpo.
  • Destruir os germes graças à lisozima, que tem acção antibacteriana.

O frio, constipações e desconforto na garganta ou nas vias respiratórias aumentarão a produção de muco como medida para combater a infecção.

 

Sintomas e acumulação de mucosidade em bebés

É mais comum que os bebés e as crianças segreguem mais muco porque não são capazes de cuspir o catarro e por isso a acumulação desta expectoração nas vias respiratórias causa espirros, tosse e dificuldade em respirar, enquanto que o muco que atinge a garganta causa à criança muito desconforto e, em alguns casos, episódios de vómito.

A diarreia também pode ocorrer porque o excesso de muco faz com que o bebé engula esta mucosidade e a expulse através das fezes.

A tosse é outro dos sintomas mais comuns que podem ocorrer, pois funciona como um mecanismo de defesa para tirar o muco que se encontra nos pulmões e assim poder expulsá-lo.

Articulo relacionado: O meu filho já sobe as escadas

 

Como pode ajudar o seu bebé a expelir o catarro e muco?

- Lavagem con soro fisiológico: esta é a solução mais utilizada para ajudar os bebés a tossir o muco. É uma solução salina constituída por água e sal em proporções semelhantes às dos nossos fluidos corporais, pelo que não irrita nem tem outros efeitos. Ajudará também a hidratar a mucosa nasal e a reduzir a secura.

É normalmente utilizado em forma de spray ou aerossol e a forma de o administrar é colocar o bebé de lado e aplicá-lo na narina para acima. Alguns recomendam o aquecimento da garrafa com as mãos, pois assim será menos desconfortável para eles. Para limpar a outra fossa nasal, é necessário colocar o bebé no seu lado oposto e repetir o processo. É importante mencionar que não é necessário inserir o aplicador até ao fundo, pois podemos ferir as narinas, apenas apoiar na borda do orifício.

- Aspiradores nasais: são normalmente muito úteis para a sucção e extracção de muco, mas não de fleumas. Devem ser utilizados com extremo cuidado, pois podem danificar a mucosa nasal; recomenda-se a sua utilização após a aplicação de solução salina para maior eficácia. Tal como já limpou o nariz, a melhor coisa que pode fazer é limpar a expectoração. As crianças pequenas não sabem como tossir esta mucosidade e quando o façem fica na boca e a engolem novamente. Para ajudar a expelir as fleumas, não tente fazê-lo com o dedo, pois poderia magoar o céu da boca do seu bebé. Enrole uma almofada de gaze esterilizada à volta do seu dedo indicador e segure-a firmemente com o polegar e coloque-a suavemente na boca do seu bebé. A fleuma ficará colada à gaze e será mais fácil de remover.

- Hidratação: o aumento de fluidos ajuda a dissolver as fleumas e a engolir, impedindo a sua acumulação e mantendo a hidratação da garganta, que por vezes fica seca. Se estiver a amamentar o seu bebé dé peito frequentemente para o manter hidratado, se estiver com alimentação complementar oferece-lhe água. Também é recomendado ficar em ambientes húmidos, uma vez que melhora a congestão nasal e a tosse e dar-lhe um duche ajudará a descongestionar e expelir o muco e a mucosidade máis fácil. Verifique que o bebé não está em locais com fumo.

- Comer: não deve forçar um bebé a comer, pois a congestão nasal e o catarro podem causar falta de apetite, náuseas e vómitos no seu filho. Se finalmente decidir alimentar o seu filho à força, ele ou ela irá provavelmente acabar por vomitar. O que pode fazer é que se ele estiver habituado a comer 5 refeições grandes por dia, ofereça-lhe 6 ou 7 refeições mais pequenas. Desta forma, não se engasgará nem suará tanto à hora das refeições.

- Purificadores / umidificadores: podem ser outra alternativa, desde que os limpe diariamente para evitar a reprodução de fungos e bactérias.  As plantas essenciais também não devem ser colocadas na água, pois podem irritar as vias respiratórias do bebé e piorar as coisas.

- Massagens: existem diferentes massagens que ajudam a mover a mucosidade e a expulsá-la.

Se o seu bebé for recém-nascido e tiver expectoração, ele ou ela pode engasgar-se. Neste caso, deve colocar a cara do bebé no antebraço e dar-lhe uma palmadinha suave nas costas, isto ajudará a expulsar o catarro e a expectoração.

Se o seu bebé tiver excesso de muco ou outro desconforto semelhante, é importante consultar um médico porque pode ser uma constipação ou uma infecção respiratória e  provavelmente precissará medicação.

 

Existe algum tratamento farmacológico para a expectoração?

Os pediatras de hoje não são a favor da prescrição de mucolíticos a bebés. Isto porque, embora facilitem a dissolução do muco e favoreçam a sua expulsão, também aumentam a secreção de muco, estabelecendo assim um círculo vicioso do qual é difícil sair.

Além disso, não é aconselhável medicar demasiado os bebés se não for estritamente necessário. Medicar o bebé sempre que ele tem muco ou catarro pode ser mais prejudicial para ele do que ter muco.


Ajram, Dr. Jamil, Tarés, Dra. Rosa María (2005), El primer año de tu hijo, Barcelona, Ed. Planeta

Fecha de actualización: 11-03-2021

Redacción: Edgar Corona

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×