Doenças primaveris: alergias, conjuntivites, varicela, asma

Doenças primaveris: alergias, conjuntivites, varicela, asma
Partillhar

O aumento do pólen que circula no ar, o pó e outros resíduos ambientais fazem com que aumente a asma, a varicela e outras doenças muito comuns entre as crianças. Como prevenir é melhor que curar, siga os conselhos que lhe vamos dar para que não passe toda a Primavera dependente da saúde do seu filho.

Alergia

O conjunto de doenças alérgicas causadas pela hipersensibilidade ao pólen denomina-se de polinose. Afecta principalmente os olhos e o nariz, no entanto, estas reacções apenas surgem durante a estação em que germinam as novas plantas e em que tudo se enche de pólen.

Depois da alergia aos ácaros, a polinose é a alergia mais frequente no nosso país. As alergias aumentam cerca de 10% todos os anos. É um fenómeno cada vez mais habitual e temido pelos incómodos que causam no sistema imunitário.

A alergia primaveril continua a ser um mistério para a medicina. Porque é que muitas das pessoas alérgicas ao pólen podem estar em contacto com esta substância no Inverno sem que a mesma lhes cause qualquer reacção? O que é que faz com que a alergia ao pó e aos ácaros seja mais frequente nos países com maior taxa de aspiradores por habitante?

Existe uma primeira explicação de carácter ambiental: o pólen combina-se com partículas químicas precedentes da contaminação, formando compostos mais complexos que reaccionam o sistema imunitário.

A causa concreta é uma resposta errónea e excessiva do sistema imunitário frente a substâncias presentes no ar, principalmente o pólen e o pó.

No te puedes perder ...

As primeiras amizades das crianças!

As primeiras amizades das crianças!

Actualmente, com a iniciação escolar cada vez mais cedo das crianças, acelera-se o processo de socialização. Entendendo este conceito como o desenvolvimento da autonomia pessoal e da aprendizagem de compartilhar com os outros, surgem as primeiras amizades do seu filho. As crianças, ao chegarem ao Jardim de Infância ou à escola, aprendem a partilhar um espaço (a sala de aula, o recreio, o refeitório, etc.), os objectos e os professores. Dessa forma, até aos dois anos a maioria das crianças já começaram a ter os seus primeiros amigos e os seus primeiros amores de infância.

O primeiro encontro do sistema imunitário com um alérgeno não produz sintomas. Os macrófagos (células que formam parte das defesas corporais) degradam o alérgeno e criam anticorpos específicos para fazerem frente ao mesmo, de maneira a que em encontros posteriores com a mesma substância se produza um reconhecimento e se desencadeie uma série de processos. Estes vão conduzir à libertação de determinadas substâncias químicas que recebem o nome de “mediadores alérgicos”, entre os quais se destaca a histamina. Esta, uma vez libertada, é transportada até uma série de células localizadas em diferentes órgãos do corpo. A união da histamina aos seus receptores, por sua vez, desencadeia uma resposta nos diferentes tecidos: que se manifesta pelos sintomas alérgicos tão conhecidos por todos.

A histamina contrai os brônquios, dilata os vasos sanguíneos, aumenta a permeabilidade capilar, desperta a secreção de muco nas vias respiratórias e estimula as terminações nervosas, dando lugar a dificuldades respiratórias, ao inchaço local, à congestão nasal e a um ardor nos olhos, no nariz e na garganta.


Desconhece-se porque é que umas pessoas são afectadas e outras não, mas sabe-se, seguramente, que a possibilidade de padecer de polinose depende de uma predisposição genética, de uma debilidade local nos tecidos e do grau de exposição aos pólenes.
 

Asma

A asma também é uma doença alérgica respiratória muito comum nos países desenvolvidos, tanto que os profissionais de saúde e as autoridades sanitárias viram-se obrigados a desenvolver estratégias orientadas a enfrentar o tremendo impacto desta doença respiratória. Embora as pessoas asmáticas possam ter ataques em qualquer época do ano, estes são mais frequentes na Primavera. Dessa forma, namaioria das vezes a asma começa nas primeiras etapas da vida: em quase 50% dos casos, o pico do início localiza-se por volta dos sete anos de idade e na maior parte das crianças os sintomas podem aparecer antes dos dois anos.

Entre os factores que podem piorar a asma estão as infecções respiratórias e os alérgenos (ácaros do pó, pólen, fungos, pêlos de animais, etc.).


É importante que os pacientes asmáticos adoptem as medidas oportunas para controlarem a sua doença, como receber atenção médica frequente, tomar regularmente os medicamentos de controlo e evitar os factores que causam o agravamento da asma.

Varicela

Algumas doenças eruptivas, como a varicela, também podem aumentar nestes meses. Desta forma, é conveniente conhecer os seus sintomas e, sobretudo, as medidas preventivas para evitá-las ou, pelo menos, para diminuir os seus efeitos na saúde.

Os principais sintomas são: presença de febre e umas borbulhas (erupção na pele) rodeadas por uma cor arroxeada. Estas lesões produzem uma grande comichão, o que muitas vezes é a causa das complicações da varicela.

A prevenção para esta doença passa pela toma da vacina correspondente, pelo facto de evitar pessoas doentes e por levar uma vida saudável para que o sistema imunitário esteja forte.

Infecções respiratórias

Umas das mais comuns nesta época são as amigdalites e as faringites (esta mais frequente nas crianças que têm entre 5 a 15 anos).

As amigdalites são mais comuns no final do Outono, no Inverno e no início da Primavera. A infecção dissemina-se pelo contacto de pessoa para pessoa através das secreções nasais ou da saliva e, frequentemente, entre membros da mesma família ou entre pessoas que moram na mesma casa.  

As pessoas com amigdalites ficam doentes 2 a 5 dias depois de terem estado expostas ao vírus. A doença, geralmente, começa de uma forma repentina. A febre costuma ser mais alta no segundo dia. Muitas pessoas apresentam dores de garganta, dores de cabeça, dores de estômago, náuseas e calafrios. As amigdalites podem ser muito leves, mas também podem ser muito severas.

Embora as dores de garganta passem por si só, deve tomar antibióticos para prevenir complicações raras, como a febre reumática. Para além disso, para aliviar a dor de garganta recomenda-se beber líquidos quentes com mel, chupar pastilhas para a garganta, usar um vaporizador de ar fresco, etc.

Conjuntivites

É a inflamação da conjuntiva, a capa externa do olho, que protege a zona visível do globo ocular e a parte interior. Uma conjuntivite pode ser de vários tipos: infecciosa (causada por bactérias e vírus), alérgica (causada por uma reacção alérgica), irritativa (causada por um corpo estranho no olho) ou química (causada por uma substância química). A mais comum nesta época é a alérgica. As conjuntivites que aparecem na Primavera causam mais comichão e desconforto do que a própria secreção. Para melhorar esse desconforto pode tomar uns analgésicos ou colocar compressas frias. Também deve limpar muito bem o olho com água fervida, soro fisiológico ou com um líquido adequado da farmácia.

Conselhos para viver a Primavera sem grandes problemas

- Evite passear no campo nas épocas do pólen. Já sabe “Mais vale prevenir do que remediar”.

- Evite também os parques infantis quando estiverem a varrer os jardins.

- Não permaneça durante muito tempo ao ar livre nos dias de sol e vento. Sol e vento são a pior combinação possível para os alérgicos, tanto no Inverno como no Verão.

- Mantenha as janelas fechadas. Isto para evitar a entrada de pólen e de partículas às quais seja alérgica.

- Use óculos de sol nestes dias para que os seus olhos sofram o menos possível.

- Tome a medicação prescrita pelo seu médico.

- Não seque a roupa no exterior nestes dias. O pólen pode ficar agarrado à roupa.

- Pulverize a casa com água. Pode servir como truque antes de dormir.

- Consulte o seu médico. É a primeira coisa a fazer assim que sentir um desconforto alérgico.

- Recorra às vacinas. Muitas pessoas que sofrem de alergias iniciam, pouco antes da chegada da Primavera, uma série de vacinas recomendadas pelos seus alergologistas.

- Alimente-se bem e incorpore na sua dieta alimentos que contenham vitaminas e minerais.

- Cuide muito bem da sua higiene pessoal.

- Evite estar em ambientes contaminados, como com fumo de tabaco, gordura, etc.

 



Fecha de actualización: 16-03-2010

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>