Parques infantis, seguros ou inseguros?

Parques infantis, seguros ou inseguros?
Partillhar

Desde 1998 que existe uma normativa europeia correspondente aos requisitos que os parques infantis devem cumprir para que estes sejam seguros. A EN 1176 sobre os equipamentos e a EN 1177 sobre os pavimentos dos parques. No entanto, esta normativa não é de cumprimento obrigatório: trata-se de meras recomendações técnicas. Dessa forma, a França é o único país da Europa que coloca estas normativas totalmente em prática, enquanto no nosso país existe uma certa "livre aplicação".

De acordo com um estudo sobre o estado destas áreas recreativas, chegou-se à conclusão que ainda existem muitos parques infantis apresentam problemas ou não seguem à risca essas mesmas normativas. Desta forma e de acordo com a Organização de Consumidores e utilizadores de Espanha, deixamos-lhe aqui uma série de conselhos básicos para pais, entre os quais se destacam familiarizar-se com a zona do parque e verificar se não existem vidros nem lixo no chão, que não existem desníveis que façam com que a criança caia, ensinar a criança a esperar pela sua vez para brincar e, por exemplo, verificar se a criança está a brincar num equipamento adequado para a sua idade.

Para além disso, a organização recomenda fixarem-se em aspectos como os seguintes:

 

Baloiços

- Deve fixar-se no possível risco de colisão com outras crianças que estejam a brincar.

- No número e tipo de assentos: não deve haver mais de dois assentos por equipamento e devem estar adaptados à idade das crianças.

- Na altura para as pernas e na distância entre os assentos e as barras.

- Na deterioração dos ganchos, suportes e assentos.

Alergias infantis

Alergias infantis

De acordo com algumas investigações, as alergias infantis duplicaram nos últimos 25 anos. São cada vez mais as crianças que padecem de patologias alérgicas, como renites, asma ou intolerâncias alimentares. Porque é que aumentaram tanto as alergias em relação a outros países menos desenvolvidos?

 

Móveis

- Deve fixar-se nos assentos: que apenas há espaço para uma criança e que nenhuma parte bate no chão.

- E no facto de não existirem bordes cortantes.

 

Escorregas

- Deve fixar-se na altura da zona de saída, ou seja, que a via de saída e de travagem do escorrega seja suficiente para que a criança saia devagar e possa colocar-se comodamente de pé.

- Nos bordes cortantes.

- No acesso à plataforma e no risco de queda.

- Nos apoios e suportes.

- No estado da superfície de deslizamento e na inclinação.

 

Baloiços duplos

- Há que fixar-se no amortecimento para que o assento não bata severamente no chão e a criança possa prejudicar a coluna.

- No eixo de rotação do baloiço que deve estar suficientemente protegido. 

 

Multi-estruturas

- Deve fixar-se nas que não incluam elementos em movimentos, como os baloiços.

- Em evitar que as crianças possam tropeçar em zonas perigosas que não estejam destinadas para as mesmas brincarem.

- Nas plataformas. Devem estar equipadas com barreiras de protecção. O chão deve estar protegido para amortecer as quedas.

- No risco de aprisionamento: são muito perigosos para as crianças porque podem chegar a estrangular-se ou a sofrerem fracturas graves (tubos sem tampas,  ranhuras, buracos...).

 

Carrosséis

- Deve fixar-se na altura da queda e no eixo que faz o aparelho rodar.

- Nos elementos salientes que podem aleijar alguém quando o aparelho está a rodar.

- Nas estruturas de trepar.

- No risco de quedas: geralmente a altura máxima da estrutura não pode superar os 3 metros e em função desta altura exige-se um determinado grau de amortecimento no chão (areia, borracha, etc.).

- No diâmetro dos apoios, ou seja, das barras para se agarrarem.

- No risco das crianças ficarem presas ou em pontos nos quais a criança possa ficar presa por uma extremidade ou pela roupa.

 

Outros jogos

- Deve ter atenção ao risco de pancadas com as partes móveis.

- Nas extremidades cortantes e pontos de aprisionamento.

- Na altura das quedas.


0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×