Viagem de carro. Como evitar enjoos

Viagem de carro. Como evitar enjoos
Partillhar

Umas férias em família podem ser uma excelente experiência para a sua criança, mas com elas também chegam os enjoos, as indisposições e os desconfortos que supõe, em algumas ocasiões, viajar em alguns meios de transporte, especialmente se o faz no carro ou num barco. Só pensa como é que vai lidar com o seu filho e o que pode fazer para evitar que a viajem se converta num pesadelo por culpa dos enjoos? Tome nota.

Os enjoos que se produzem quando realizamos viagens em carros denominam-se de cinetose. Não são mais do que uma reacção do organismo depois dos contínuos movimentos e das acelerações no interior do veículo. Isto acontece quando as pessoas andam em meios de transporte a velocidades e curvas superiores aos que o seu ouvido interno pode realizar e/ou perceber (onde se situa todo o equilíbrio). Por exemplo, os enjoos podem produzir-se quando o ouvido interno detecta que o carro se está a movimentar mas os olhos, centrados em alguma coisa no interior do veículo, não o fazem.

Os enjoos podem ser frequentes nas crianças maiores de 2 anos e é um problema bastante habitual nos transportes marítimos.

Sintomas

Os primeiros sintomas são esgotamento e dificuldades de concentração, ao que podem juntar-se os bocejos contínuos. Depois dos sintomas iniciais começam as náuseas, os vómitos e um aumento da salivação. A estes sintomas finais segue-se uma sensação estranha de movimento, bem como debilidade, falta de apetite, choro, dores de cabeça, sonolência e suores frios.

No te puedes perder ...

Chorar sem parar: aprenda a acalmar o bebé!

Chorar sem parar: aprenda a acalmar o bebé!

Pedir ajuda é o principal motivo pelo qual chora um recém-nascido. Durante os seus primeiros meses de vida apenas saberá comunicar através do choro. Um sinal de alarme primitivo que tem como consequência a resposta imediata dos seus pais que acodem para atender às suas necessidades. No entanto, em algumas ocasiões esta resposta pode traduzir-se em desespero e desejo de acompanhar o bebé no choro.

Medidas preventivas

- Comer ligeiramente. Se a viajem é curta tente que a criança não coma nada, se é demorada faça uma comida ligeira. Um estômago vazio pode aumentar ou piorar as náuseas e as dores de cabeça, no entanto, não sobrecarregue o estômago antes de sair. É preferível que coma alguns frutos secos ou alimentos ricos em hidratos de carbono, evitando as comidas com gorduras, as bebidas gaseificadas ou o leite. Se durante a viajem a criança tem fome, ofereça-lhe uma bolacha, um snake, uma fruta, mas sempre em pouca quantidade.

- Tente distrair a criança: cantando canções, ouvindo rádio ou contando-lhe uma história. Mas não deixe o seu filho ler um livro ou jogar, pois isso requer fixar a vista no interior do carro e só piorará as coisas.

- Procure que a criança se distraia com a paisagem ou detalhes do exterior. Coloque-a elevada, com um assento adequado para que possa ver através do vidro dianteiro. Ensine-lhe a manter a vista a um ângulo de 45º por cima do horizonte. Procure pontos de referência distantes para fixar o olhar. Jogue com a criança às adivinhas ou a qualquer outra actividade que faça com que ela se esqueça dos enjoos e da má-disposição.

- Antes de sair prepare o carro. Reveja a suspensão para evitar que o carro vibre demasiado. Se for possível opte por auto-estradas. Dessa forma, procure fazer as curvas evitando continuas alterações na velocidade. As acelerações e as travagens favorecem os enjoos.

- Mantenha o carro ventilado, sem fortes odores, como o tabaco ou a comida. Abra a sofagem do carro para ir renovando o ar.

- Dê de beber à criança durante todo o trajecto, embora não tenha sede, sobretudo bebidas açucaradas.

- Vista-lhe roupa cómoda e que não aperte. Tenha à mão uma manta, já que o frio pode piorar os sintomas.

- Faça paragens frequentes. Pelo menos a cada duas horas. Planifique o tempo que vai levar a viajem, para calcular as paragens necessárias e permitir que, assim, a criança saia do carro frequentemente. Esticar as pernas, correr e saltar numa área de serviço pode ser muito benéfico para o seu filho.

O que fazer se a criança está mal disposta?

Se apesar de todas as medidas de precaução a criança fica maldisposta, pare o carro se for possível. Coloque um pano húmido e fresco na cara da criança até que se sinta melhor. Para isso deve estar preparada e ter consigo uma bolsa que inclua panos frios, bolsas de plástico para o caso de vomitar, toalhitas de limpeza e uma garrafa de água fresca com um pouco de açúcar.

Evite o calor, se for necessário baixe um pouco a ventilação do carro para que a criança receba um pouco mais de ar fresco enquanto está maldisposta. Se for possível, recomenda-se que a criança se coloque de barriga para cima e com as pernas subidas ou então apoiada com a cabeça fixa.

Se o seu filho está a dormir, prepare a bolsa, pois é possível que acorde com vontade de vomitar.

No caso de vomitar, não perca a calma nem se zangue com a criança. Não pode controlar o que ocorre com o seu corpo e poderá assustar-se e piorar a situação. Faça-a beber água açucarada em pequenos golos, para evitar a desidratação.

No barco ou avião

Se a viajem se vai realizar num barco ou num avião pode seguir estas mesmas recomendações preventivas e mais … no barco, o preferível é que as crianças se situem o mais perto do centro de gravidade (no centro ou atrás).

No avião, escolha um assento ao nível das asas para o seu filho, já que se nota menos os movimentos e insista para que a criança olhe em frente.



Fecha de actualización: 24-07-2009

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>