Cetoacidose diabética na categoria de: Pediatria

Partillhar

Definição:

A cetoacidose diabética faz referência a uma descompensação da diabetes mellitus que, junto com o estado hiperosmolar e a hipoglucemia, são as três principais complicações agudas da diabetes mellitus. À diferença das complicações crónicas, esta complicação desenvolve-se numa questão de horas e coloca em perigo a vida do paciente, pelo que se considera uma urgência médica. 

Tratamento:

O tratamento é urgente e deve instalar-se de imediato, e tem dois principais objectivos, a correcção da deshidratação e a correcção da hiperglucemia. Adicionalmente deve-se vigiar e tratar o défice de electrólitos e a eliminação ou tratamento da causa de base ou factores predisponentes. Geralmente, a meta é retirar o paciente da acidose num máximo de 6 horas.

Sintomas:

Inicialmente os sintomas são os próprios dos diabetes mellitus descontrolados. Conforme a deshidratação e a alteração hidroelectrolítica se acentuam, junta-se a desorientação e a sonolência (especialmente em pacientes debilitados ou a doentes), bem como naúseas, vómitos e dores abdominais. A exploração física mostra dados típicos de deshidratação (boca e conjuntivas secas, olhos, pele seca, pulsações fracas, hipotensão, respiração superficial), junto com dados de gravidade (hipotensão severa, pulsação não detectável, falta de reacção a estímulos) e alguns mais específicos como a respiração de Kussmaul (respiração rápida, profunda, irregular) provocada pela acidose metabólica.

×


×
×
×