A importância do ácido fólico

A importância do ácido fólico
Partillhar

O organismos é encarregado de proporcionar as vitaminas  necessárias para o correto desenvolvimento do feto. Se seu bebé não recebe as doses suficientes de uma vitamina em particular , ele usará as reservas da mãe. Por isso é que você deve consumir as vitaminas em quantidade suficiente ao longo de toda gravidez, inclusive antes da concepção.

Um bebé saudável passa por uma gravidez saudável e isso por uma dieta equilibrada. O ácido fólico é uma das vitaminas mais benéficas e importantes para o nosso corpo, especialmente durante a gravidez,  por isso é imprescindível na dieta diária da gestante.

O que é ácido fólico?

O ácido fólico é uma vitamina B que ajuda a  previnir os defeitos da medula espinhal e o cérebro, chamados “defeitos do tubo neural” (DTN), tais como a espinha bífida ou anacefalia ( falta do cérebro).

A espinha bífida é uma das principais causas da deficiência infantil e a anacefalia que consiste em um é sério subdesenvolvimento do crânio e do cérebro do recém-nascido. O mais curioso é que três de cada quatro defeitos congênitos do tubo neural poderia ser evitada através de ácido fólico antes da gravidez ( por 3-6 meses antes)  e durante os primeiros três meses de gestação.

Os DTN acontecem durante o primeiro mês de gestação, por isso é recomendável garantir a quantidade de ácido fólico no organismo antes da concepção, aumentando a ingestão quando decidir ter o bebé, três meses antes de deixar de tomar anticoncepcional, e seguir tomando durante toda gravidez, já que seu nível cai no segundo e terceiro trimestre devido as mudanças do nível de folato no sangue

A importância do ácido fólico

A importância do ácido fólico

O organismo está encarregue de proporcionar as vitaminas necessárias para o correcto desenvolvimento do feto. Se o seu bebé não recebe as doses suficientes de uma vitamina em particular, irá servir-se das suas reservas. Por isso, deve assegurar-se que consome vitaminas em quantidade suficiente ao longo de toda a gravidez, inclusivo antes da concepção.

O folato é uma forma natural de ácido fólico e é encontrada em alguns alimentos.

A principal diferença entre o ácido fólico  e o folato  é que o primeiro é absorvido com mais facilidade pelo organismo  que o segundo.

Por que preciso de ácido fólico?

Todas as vitaminas do grupo B são essenciais para a ovulação, implantação, controle hormonal e desenvolvimento  do feto.

O ácido fólico ou vitamina B9 é um dos poucos nutrientes conhecidos para previnir as má-formações do feto, como a espinha bífida, que afeta um en cada mil bebés na Espanha.

O cérebro e a medula espinhal se desenvolvem a partir de uma estrutura embrionária chamada tubo neural.  Este começa sendo um pequeno cordão de tecido que se enrola para dentro para formar o tubo, 28 dias depois da fertilização, produzindo seu fechamento completo em 40 dias. Quando  o processo vai mal e o tubo neural não se fecha por completo, pode gerar defeitos no cérebro e na medula espinhal.

Embora a ciência não saiba exatamente como o ácido fólico previne os DTN,  foi comprovado que as mulheres que tomam as doses recomendadas desde antes da concepção e ao lonfo do primeiro trimestre da gravidez, reduzem o risco de defeitos de nascimento em 70%.  Só esse motivo deveria ser suficiente para tomar as quantidades necessárias antes e durante da gravidez, mas existem outros benefícios.

O  ácido fólico também ajuda a produzir células sanguineas adicionais e é crucial para o rápido crescimento, tanto da placenta como do feto.

Vários estudos demonstram que as mulheres que não tomam ácido fólico em quantidades necessárias tem mais risco de sofrer abortos, partos prematuros, hipertensão relacionadas a gravidez e, dado que é essencial para a produção de células sanguíneas normaism anemia. Sua carência está associada também ao baixo peso do recém-nascido, ao lábio leporino, a defeitos nas extremidades e a guns tipos de anomalias no coração do bebé.

Seu corpo precisa deste nutriente para a produção, reparação e funcionamento do DNA, nosso mapa genñetico, por isso tomar as doses recomendadas necessárias é crucial para o rápido crescimento das células durante a gestação.

Quanto preciso?

Um  mês antes de ficar grávida deveria estar tomando 400 microgramas  de ácido fólico por dia para reduzir o risco de que seu bebé tenha DTN. Tenha em conta que o tubo neutal do feto começa a ser desenvolvido três semanas depois da concepção, o que significa que ocorre praticamente antes que você esteja consciente de que está grávida.

Uma vez que já esteja grávida, necessitará 600 mcg diários. Embora alguns especialistas recomendam até 800 mcg. Esta quantidade não é fácil de satisfazer sem o uso de suplementos vitamínicos e muitos de eles incluem até 1.000 mcg.

Não se preocupe por uma ingestão grande de ácido fólico, pois este é hidrosolúvel, o que quer dizer que seu corpo pode remover o excesso caso você consuma muito.

De qualquer maneira, você deve consultar seu médico, já que há exceções.  Se você já teve um bebé com problema no tubo neural, se você tem epilepsia ou diabetes, pergunte qual a dose te convém tomar antes de ficar grávida.  É possível que você precise tomar uma dose maior. Nos homens, o déficit de ácido fólico está ligado a problemas de infertilidade, assim que é recomendável que seu parceiro também tome.

Alimentos que contém ácido fólico

Não se esqueça de incluir em sua dieta alimentos ricos em folato como legumes, cereais, verduras de cor verde (espinafre, acelga , ervilhas, couve de bruxelas , repolho ...), pão, massa, extrato de levedura , produtos lácteos, bananas , morangos , abacaxi, fígado, rim, etc.

Porção de ácido fólico em alguns alimentos ricos em vitamina B9

100 g de vagem: 150 mcg

100g de feijão preto: 110 mcg

100g de feijão braco: 67 mcg

100g de espinafre:88 mcg

100g de grão de bico:122 mcg

100g de lentilha: 155 mcg

100g de ervilhas congeladas cozidas: 90 mcg

1 papaya:230 mcg

1 abacate:100 mcg

1 banana: 20 mcg

100g de morangos: 20 mcg

Um copo de suco de laranja: 109 mcg

Meia laranja: 40 mcg

4 aspárgos cozidos: 88 mcg

100 g de floco de aveia:65 mcg

100g de fígado de frango: 170 mcg

100g rin de bezerro: 110 mcg

Meio litro de leite: 35 mcg

Saiba que...

- As verdudas perdem rapidamente suas reservas de vitaminas depois de seren colhidas ( de 40 a 90% depois de um dia de processamento ou armazenagem, no caso de vitaminas B). E com a casca, ao descascar, boa parte das vitaminas são perdidas. Por isso é recomendado que se consuma as frutas e verduras inteiras, cruas e frescas.

- Os produtos em conserva ou congelados tem muitas mais vitaminas que os produtos frescos que tenha permanecido muito tempo na geladeira

- Apesar da sua alta presença em nossa alimentação não é dificíl que se produza um déficit de ácido fólico, já que é uma vitamina muito sensível ao calor, a exposição a luz e ao ar.  Por isso não deixe os alimentos muito tempo guardados, nem os deixe de molho ao lavá-los, Para protegê-los da luz e do ar, use  potes opacos e hermeticamente fechados.

- Durante o cozimento se perde uma quantidade importante de vitaminas. 80% do conteúdo de folatos. Embora nem todos os especialistas estejam de acordo, alguns acreditam que cozinhar ao vapor e no microondas conserva melhor as vitaminas.  De qualquer maneira, a melhor solução é comer cru sempre que possível, ou cozinhar o menos possível.

- Por ser hidrosolúvel, o organimos o perde rapidamente e alguns aspectos do estilo de vida como o estresse e a ingestão de álcool pode fazer  que as reservas se acabem

- A forma sintética do ácido fólico é mais fácil de ser assimilada pelo organismo que a vitamina em sua forma natural, o folato. O ideal é comer frutas e verduras ricas em folato, alimentos enriquecidos com ácido fólico e complexos multivitamínicos que contenham pelo menos 400 microgramas desta vitamina em sua forma sintética

 

 

 

Fonte: El cuidado del bebé antes del nacimiento. Dra. Zita West. Federación Española de Asociaciones de Espina Bífida e Hidrocefalia (FEBHI)


0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×