• Buscar
Publicidad

Uma mulher grávida pode comer limão?

Uma mulher grávida pode comer limão?

O limão é uma fruta muito consumida no México. É costume aplicar o limão na maioria das comidas, porém as vezes, sua acidez pode machucar. Descobre se os mitos dessa fruta são verdade ou pelo contrário o limão tem benefícios para as mulheres grávidas

Publicidade

Índice

A importância de uma alimentação saudável na gravidez

Durante uma gravidez, teu corpo precisa mais cuidados do normal, agora estás num momento delicado no qual deves cuidar tua saúde.

É normal que a vida de uma mulher mude quando ela perceba que está grávida. Muitas mulheres começam fazer hábitos bons e continuam com eles o resto da sua vida.

É necessário que durante a gestação tenhas o suficiente cuidado com teu corpo, por isso deves ter um controle médico exaustivo.

Fora desse controle também é bom estares informada sobre as coisas boas e as coisas ruins para teu corpo durante essa etapa tão maravilhosa.

A alimentação da gravidez é uma parte muito importante que deves considerar para poder ter um desenvolvimento eficaz durante essa etapa.

Por isso, é bom conheceres os alimentos que podes comer durante a gravidez e quais deves evitar. Alguns alimentos podem resultar ruins para o bebé e criar complicações.

Limão durante a gravidez

Sempre se pensou que consumir limão durante a gravidez não era muito bom porque é uma fruta muito ácida e poderia machucar o bebé.

Realmente não é verdade, o limão é muito bom durante a gravidez, sempre que não consumarsesse alimento em excesso.

O limão é uma fruta que contém grandes quantidades de minerais e vitaminas, dentro das quais podem encontrar algumas como cálcio, ácido, magnésio, vitamina C ou tiamina.

Os benefícios do limão são os siguentes:

1. Aporta ácido fólico. Essa fruta é conhecida por aportar ácido fólico, uma das vitaminas que mais precisas durante a gravidez.

2. Ajuda controlar as náuseas. Beber suco de limão ajuda com as náuseas.

3. Ajuda com o desenvolvimento do bebé. O limão aporta potássio e ajuda desenvolver os ossos do feto.

4. Evita a pressão alta.

5. Ajuda com as aftas. Algumas frutas podem experimentar aftas durante a gestação, pelo que podes aplicar gotas de limão para sua redução.

6. Ajuda com a digestão. O limão ajuda descompor alimentos. Por isso nosso estômago está cheio de ácido.

7. É uma fonte de potássio para teu corpo. Sem esse mineral teu corpo não poderia funcionar. É o carregado da comunicação nervosa muscular e transporta nutrientes e dejectos.

8. Boa fonte de vitamina C. Se adicionas na água suco de limão conseguirás mais vitamina C. Essa vitamina é usada para proteger do dano celular e reparar a lesões.

Problemas do excesso de limão

O limão é um bom jeito de consumir vitamina C mas a ingesta elevada dessa vitamina pode provocar.

- Diarréia.

- Cãibras abdominais

- ataques de gota

- causa desidratação e vontade de urinar: por causa das suas propriedades diuréticos

Também existem efeitos secundários embora não sejam muito comuns.

 - agravar um esôfago irritado ou inflamado.

- piorar as feridas da boca.

- desgastar o esmalte dental. Acontece se, frequentemente, comes muito limão e bebes pouca água. Corres o risco de estragar o esmalte e que teus dentes sejam mais sensíveis.

- provocar acidez no estômago: o conhecido como refluxo. Isso provoca uma sensação de ardor e dor no peito. No caso de que sejas propensa em ter acidez deves reduzir o consumo de comidas e bebidas ácidas para previr ou aliviar os sintomas da acidez. Se estás bebendo limão com água o melhor é reduzir as doses de limão.

Consumir muito limão pode ser tóxico, como muitos alimentos que podem parecem saudáveis. Até um consumo de água excessivo pode ser ruim para a saúde, evita consumir qualquer alimento de maneira compulsiva.


Blott, Maggie (2015), Tu embarazo día a día, Barcelona, Ed. Planeta.

Fecha de actualización: 03-09-2020

Redacción: Genaro Aguilar

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×