×
  • Buscar
Publicidad

Seu bebé é uma carga pesada para suas costas?

Seu bebé é uma carga pesada para suas costas?

Antes de se tornar mãe, sair para correr, ir à academia regularmente, jogar uma partida de tenis quinzenalmente e carregava bolsas de compras pesadas... Tudo isso sem maiores incômodos que as habituais como torções e dores musculares, até que Adriana completou 6 meses. A partir de então começaram as dores musuculares e uma lesão atrás da outra. Era uma dor aguda e persistente no lado direito que não desaparecia nunca.

Publicidade

Mônica é mãe de duas filhas de 1 e 2 anos e como outras muitas mães padece deste tipo de incômodos relacionados restritamente com a maternidade e que vem dos cuidados de seus dos bebés.

Se também é seu caso, a solução passa por identificar os pontos fracos para protegê-los. Mude alguns hábitos reduzirá consideravelmente o risco de lesão.

Pescoço

Seu bebé pode se tornar uma carga pesada, literalmente. Com frequência as dores no pescoço estão relacionadas a má postura, especialmente a postura na hora de dar o peito para o bebé. Na hora da mamada, procure uma postura confortável. Certifique-se que você poderá trocar de postura durante a mamada. Lembre-se de mudar de postura quando trocar de peito.

Dizem que olhar para o bebé e aproximar de seu tosto enquanto amamanta ajuda a reforçar os laços afetivos, no entanto a postura que nosso corpo adota para isso pode ser prejudicial ao  pescoço. Sobre tudo se a mantém durante todo o tempo da  amamentação.  Para proteger seu pescoço  procure baixar a cabeça sem colocar o queixo no pescoço. (Tente imaginar que você precisa segurar uma laranja entre o queixo e pescoço). Assim, o peso da cabeça não será  puxado unicamente do pescoço.

No te puedes perder ...

O seu bebé com 11 meses

O seu bebé com 11 meses

O bebé começa a dar os seus primeiros passos e a colocar-se de pé, com a sua ajuda ou agarrando-se a alguma coisa. Ainda não anda sozinho, mas já falta pouco para começar a fazê-lo. Também a sua linguagem se desenvolveu bastante e começa agora a dizer as primeiras palavras, isto para além de perceber perfeitamente o que lhe diz e de seguir uma conversa. Cada vez adquire mais independência, o seu filho já é capaz de comer sozinho e de ajudar na hora de se vestir.

Y tambien:

Transportar o seu filho em um portabebés de forma inadequada pode acarretar igualmente as dores do pescoço e da parte superior das costas. Garanta de que a mochila esteja ajustada corretamente e utilize durante períodos curtos de tempo.

Pulso

As tendinites nos pulsos são muito frequentes entre as mães. Esta lesão provoca uma pequena dor na base do polegar, cuja origem encontra-se no movimento repetido para levantar o bebê agarrando  a  cintura ou debaixo dos braços . Geralmente a forma como pegamos o bebé ( com o polegar e o indicador em ângulo reto) pode causar tensão no tendão.

Esta dor pode ser evitada se ao levantar o bebé, ao invés de abrir os polegares, o mantiver fechados. Assim poderá levar a criança colocando as mãos sob os braços , mas sem estender os dedos polegar e , portanto, não sofrerá muito . Se a dor persistir, consulte um médico.

Costas

A dor dorsal é muito comum. Praticamente 80% da população sofre dor de algum tipo nas costas e as mães são as mais propensas a padecer, porque durante a gravidez o abdômen cresce e o ponto de gravidade muda. A tensão provocada pelo peso ganhado se concentra na coluna.

Igualmente a dor nas costas, com frequência, está ligado a troca do bebé e a forma como você se inclina na hora de trocá-lo. Alguns trocadores são desconfortáveis, já que obrigam a adotar uma postura forçada em que as costas se dobra para frente e vira para o lado. Para evitar coloque os pés do bebê na frente de você, assim não precisará se contorcer. Se não for possível te sugerimos que o troque de vez em quando na cama, sentando-se de pernas abertas e colocando o bebé entre elas.

Esticar os músculos abdominais te ajudará também a previnir e reduzir as dores nas costas.

Quando levantar peso, como o bebé, certifique-se de que está fazendo corretamente, dobrando os joelhos e não as costas.  Ao erguê-lo o coloque contra seu corpo, enquanto coloca o umbigo, como se quisesse colá-lo nas costas. Deste modo você contrai abdômen e não carregará o peso sobre as costas.

Quadris

Os hormônios que fazem os ligamentos das articulações ao redor dos quadris tornarem-se mais flexíveis para facilitar o parto também podem ser os culpados pela dor desta zona.

Em outras situações a dor será consequência do mal hábito como segurar a criança de um mesmo lado. Todo o peso repousa sobre um lado do quadril. Este se desnivela e tende a ter um lado mais elevado que o outro. Os músculos de um lado será mais tenso que o outro, porque tem mais carga sobre ele.

Para previnir, alterne o lado que você carrega o bebé, use o portabebés ou uma cadeira de passeio sempre que seja possível e assim já a criança aprenda a andar, incentive-o a caminhar com seus próprios passos.

 

Joelhos

À medida que seu filho cresce e ganha peso você notará que seus joelhos cada vez mais se ressentem. Ficar constantemente na altura da criança para brincar ou falar com ele te obrigará com frequencia de joelhos ou cócoras, que pode provocar desconforto constante na rótula  e  ligamentos do joelho.

Normalmente, não sendo uma lesão muito grave, alguns alongamentos  e elevações de pernas serão suficientes para aliviar o desconforto dos joelhos. Pratique este exercício simples:

Sente-se em uma cadeira com as costas retas contra a parte traseira e levanta a perna direita para o ponto máximo , observando como o quadríceps (o músculo que corre ao longo da coxa ) funciona. Mantenha por 5 segundos e volta para a posição inicial . Repita com a outra perna. Faça novamente com as duas pernas. Se você ainda estiver sentindo dores coloque  um pouco de gelo para aliviar.

Pés

Fascite plantar é outra lesão comum nas mães de primeira viagem. Ficar descalça de pé durante um tempo prolongado, sobre superfície dura com uma carga nos braços pode causar esta doença na sola.  O principal sintoma é a dor no calcanhar, que fica mais aguda pela manhã.  Use sapatos confortáveis ​​, macios e de sola grossa será essencial se você quer evitar a fascite. Tamancos e sapatos com solas de borracha são uma boa escolha . Aproveite as sandálias  Crocs e use no verão. Você verá a diferença.

Mais alguns conselhos

Felizmente as dores ou lesões causadas pelo trabalho materno são passageiras. Se você tiver mais de duas semanas de desconforto que te impedir de ter uma vida normal, por favor consulte um médico.

Fique atenta a forma como você leva seu filho para evitar este tipo de dor. Tente se alongar as partes do corpo que você note que estejam mais tensionadas e faça um exercício. Não é necesário fazer um programa intensivo de ginástica. Caminhe com frequencia pelo menos meia hora por dias já é suficiente. Andar é um dos exercícios mais completos, já que se ativam numerosas partes de do corpo como os músculos da perna, abdômen, braços, quadril, etc. Dar passeios te manterá flexível e em forma. Você verá que à medida que seus músculos se fortalezem as dores por carregar o bebé vão desaparecendo.

A costa: zona crítica

Criar e cuidar de bebés e crianças em idade pré-escolar implica em realizar repetidamente uma série de ações: levantar o bebé, dar de comer, brincar, trocar, vestir, etc. Ações a priori inofensivas, mas que podem se tormar uma armadilha fatal para seus articulações.

Evite esses hábitos:

- Ficar sentada na mesma posição por um longo período de tempo

- Carregar o bebé do mesmo lado

- Agachar-se para pegar o bebé dobrando as costas

- Tirar seu bebé do berço se baixar a barreira lateral

- Ignorar a dor. Por mais leve que seja pode ser um sintoma ou o início de uma lesão mais grave

Exercício contra a dor nas costas

Se a dor nas costas de incomoda os exercícios e alongamentos podem te ajudar a reduzir o risco de sofrer lesões ou dor nas costas.

Recomendamos realizar os seguintes exercícios. São simples e muito eficazes. Será somente alguns minutos por dia e te fará muito bem. Lembre-se de respirar suavemente enquanto faz os exercícios.

- Posição: Deitada de costas com os joelhos dobrados e os pés apoiados no chão.

Ação: contraia os músculos abdominais, cruze os braços sobre o peite. Tire os ombros do chão. Mantenha essa postura durante 10 segundos e volte a posição inicial

- Posição: Deitado de costas com os joelhos dobrados e os pés apoiados no chão. Braços esticados ao lado do corpo

Ação: eleve os quadris e a parte inferior das costas de modo que forme com seu corpo uma linha reta desde seus joelhos até o peito. Conte até 10 e volte ao chão lentamente.

Posição: de quatro no chão. Certifique-se que o punho estejam alinhado com os ombros e os joelhos com os quadris.

Ação: Arqueie as costas para baixo lentamente, mantenha a postura durante 10 segundos. Depois arqueie as costas para cima como fazem os gatos. Permaneça assim outros 10 segundos e relaxe.

- Posição: de quatro no chão.

Ação: Estique para fora seu braço direito e a perna esquerda. Conte até 10 e volte a posição original. Repita com a outra mão e o outro pé.

Posição: deitada sobre seu lado esquerdo com o braço esquerdo dobrado.

Ação: contraia os músculos do abdômen e estiqueas costas tratando de manter seu corpo com o joelho esquerdo e seu ombro esquedo formando uma linha reta. A princípio será um pouco difícil, mas logo você fará sem dificuldade. Mantenha esta postura durante 10 segundos. Dê a volta e repita com o outro lado.

 

 

Redação: Lola García-Amado


Fecha de actualización: 14-04-2015

Redacción: Irene García

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.