Progesterona na gravidez: efeitos colaterais

Progesterona na gravidez: efeitos colaterais
Partillhar

Este famoso hormônio é um dos mais importantes na gestação, pois ajuda implantação do  embrião e previne abortos espontâneos e partos prematuros, caso a grávida tenha um nivel baixo deste hormônio, o médico receitará o medicamento adequado.

Todos os meses, na fase luteínica,  quando o óvulo é liberado, o corpo libera progesterona para para incentivar a engorda endométrio e se preparar para uma possível fecundação. Se a concepção não for realizada e o óvulo chega ao útero sem ter sido fecundado, os níveis de progesterona diminuem e o endométrio desce com a mestruação.

Por isso os níveis adequados de progesteriona são essenciais para conseguir a gravidez, já que se estiverem abaixo do normal, o endométrio não será capaz de segurar o óvulo fecundado e não se realizará a concepção.

Uma vez que se consegue engravidar, a placenta liberará quantidades maiores de progesterona durante as semanas seguintes para garantir que não haja um aborto espontâneo.

No tanto, em certos casos em que os niveis de progesterona não são adequados, o ginecologista receita remédios cujo o princípio ativo é este hormônio. A finalidade desses medicamentos é favorecer a concepção evitar abortos espontâneos e partos prematuros.

Efeitos colaterais

Muitas grávidas que tomam este tipo de medicamentos têm medo de que possa prejudicar o seu bebé. Mas a progesterona  é totalmente inofensiva, porque é um hormônio liberado pelo próprio organismo durante a gestação. No entanto, como qualquer medicamento, pode provocar certos efeitos colaterais, que são reduzidos se forem administrados via vaginal e não via oral.

No te puedes perder ...

Fimose, um problema muito comum nos bebés!

Fimose, um problema muito comum nos bebés!

Embora seja um problema bastante frequente com o qual nascem quase todos os bebés e que pode desaparecer espontaneamente com o passar dos anos, a Fimose gera uma certa dúvida e medo nos pais que têm de saber diferenciar entre o estado comum e quando este problema se converte numa questão mais séria.

- Dor de cabeça

- Maior sensibilidade nos seios

-Aumento da secreção vaginal

- Rinorréia

- Mal-estar estomacal ( somente por via oral)

- Irritabilidade

- Problemas para urinar

 


0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×
*/?>