• Buscar
Publicidad

Ameaça do parto prematuro

Ameaça do parto prematuro

Ocorre entre a semana 21 e 37, já que antes da semana 20 seria considerado um aborto e depois da semana 37 o bebé já é considerado pronto.

Publicidade

Por que acontece o parto prematuro?

Há uma série de fatores de risco da mãe e do bebé que é preciso ter em conta para poder previnir um parto prematuro:

- Antecedentes de partos prematuros

- Certas doenças maternas: diabetes, hipertensão, cardiopatias, anemias, infecções severas (vaginose , cervicite), patologias renais, doenças autoimunes, obesidade

- Anomalia no colo do útero, como fibromas

- Idade extremas ( menores que 18 e maiores de 40)

- Ameaça de aborto durante a gestação ou abortos prévios

- Gravidez múltipla

- Anomalias congênitas ou cromossômicas no feto.

- A insuficiência placentária .

- Incompatibilidade de sangue dos pais .

- A ruptura prematura da bolsa.

- Placenta prévia

 

Sinais de alarme

A partir da semana 21 , existem vários sinais que indicam que o trabalho de parto está começando.

- Contrações uterinas regulares ( uma a cada 10 minutos, de 30 segundos de duração, que se mantém duranate um prazo de 60 minutos)

Articulo relacionado: O peso de uma gravidez de gêmeos

- Perdas de fluido pela vagina (aguado, sangue ou muco)

- Cólicas abdominais , com ou sem diarréia

- Dor na parte inferior das costas .

- Pressão abdominal na pelve.

Tendo um ou mais destes sintomas, deve avisar ao obstetra de emergência que irá avaliar o paciente para diagnosticar se é ou não é um nascimento prematuro, a verificação de mais de 2 cm de dilatação , apagamento cervical de 50% ou menos e tamanho do colo uterina de acordo com semanas de gestação .

O tratamento prescrito dependerá do quanto avançado está o trabalho de parto, ou seja,do quanto intensas estão as contrações, nivel do apagamento do cervix, da dilatação, etc e sobre tudo do número de semanas de gestação.

Para todos os casos se recomenda repouso absoluto até o bebé esteja pronto e não hajapergio. No entanto, nas grávidas de menos de 33 semanas é muitoprovável que necessite dehospitalização para avaliação contínua, receber medicação intravenosa para tentar parar o trabalho de parto e usar medicamentos (glicocorticóides) que amadureça rapidamente os pulmões do bebé no caso de não ser possível parar o trabalho de parto. Em muitos casos, o resto pode ser feito em casa usando medicamentos relaxantes uterinos. O prognóstico é favorávelsempre que a bolsa se rompa.

Em algumas ocasiões é necessário recorrer ao cerclagem cervical do útero. Esta intervenção consiste em fechar o colo do útero com uma espécie de cinta que se fixa a ele e se ata. Uma vez passado o perigo, se remove para que o bebé possa sair de maneira natural pelo canal do parto. Desta forma, se reforça o colo do útero e se impede a diltação. É necessário um controle muito rigoroso do obstreta já que é um procedimento invasivo com risco intrínseco que a OMS só aconselha em casos de alto risco onde haja um fator cervical durante o segundo ou terceiro trismestre de gravidez, em mulheres com diagnóstico de incompetencia que tenha um histórico de três ou mais nascimentos prematuros .

Pode se previnir?

Articulo relacionado: Gravidez com endometriose

Uma vez que há uma série de fatores de risco que podem levar ao parto prematuro , evitar ou controlar ajuda a minimizar as chances de parto prematuro (embora às vezes não há maneira de impedi-lo) .

- O acompanhamento regular da gravidez e visitas ao ginecologista ajuda detectar possíveis complicações.

- Se você tem alguma doença (diabetes , lúpus, hipertensão) , é muito importante que você diga ao obstetra antes de engravidar para   tomar as precauções em relação aos medicamentos e cuidados que devem seguir durante a gravidez.

- Uma vez grávida , leve uma vida tranquila possível , dormir oito horas todos os dias, uma dieta saudável e não faça esforço excessivo.

- A hidratação das gestantes é fundamental, deve beber cerca de 2 litros de ágia ao longo do dia

- Se você tem risco de parto prematuro, evite as relações sexuais e estimulações do pico do peito ( que induzem as contrações uterinas)

- Nada de furmar

- Há alguns testes rápidos baseados na detecção de determinadas substâncias fetais (tais como a presença de fibronectina na secreção cervicovaginal) que informam sobre a severidade das contrações e alertam a probabilidade de um parto prematuro. Além disso, o nível de estriol no soro materno é uma forma de dectetar a atividade supra-renal fetal . Tem um aumento significativo 3 a 4 semanas antes do nascimento, tanto em partos que estão em prazo normal como em prematuros, por isso o estudo em mulheres em risco pode alertar um parto prematuro .

 

 

 

Redação: Irene García


Glosario

Cervicite

Definição:

Inflamação (infecciosa) do colo uterino.

Sintomas:

Pode não dar sintomas ou manifestar-se pela dor no baixo ventre, secreção purulenta pela vagina, picadas ou dor associada ao coito (dispareunia).

Tratamento:

Os tratamentos abarcam: Criocirurgia. Electrocauterização.Terapia hormonal (especialmente em mulheres posmenopáusicas). Terapia com laser. Medicamentos (antibióticos ou antimicóticos)

Fecha de actualización: 27-03-2015

Redacción: Irene García

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×