• Buscar
Publicidad

Dor de cabeça pós-parto

Dor de cabeça pós-parto

Normalmente, quando uma mulher grávida dá à luz, as doenças típicas da gravidez são deixadas para trás. Mas infelizmente, no período pós-parto também podem acontecer diferentes desconfortos. Alguns fazem parte do processo normal de recuperação, mas outros podem ser um sintoma de que algo está errado.

Publicidade

Índice

 

O que causa as dores de cabeça no pós-parto?

A dor de cabeça é uma das queixas pós-parto mais comuns. Pode ter muitas causas diferentes, mas aqui algumas das mais comuns:

- Dor de cabeça pós-parto devido à administração de analgésicos. Muitas mulheres que tiveram anestesia epidural durante o parto têm dores de cabeça graves e muito intensas nas horas e dias após o parto. Normalmente dura, sem tratamento, entre 48 horas e uma semana.

A dor de cabeça é um dos efeitos secundários mais comuns da anestesia epidural, pelo que deve ser advertido antes de administrar para que a mulher possa decidir ser quer ou não recebê-la, ponderando se o alívio da dor do parto supera as dores de cabeça que irá ter após o parto. Isto é especialmente aconselhável para as mulheres que são propensas a enxaquecas, uma vez que são mais susceptíveis de sofrer de esta patologia após a epidural. A razão das dores de cabeça após a epidural é a perda de líquido cefalorraquidiano que pode ocorrer com a punção na medula espinal, isto acontece se a dura-máter for perfurada com a agulha ou com o cateter durante o processo de colocação da mesma.

- Dor de cabeça por causa de préeclâmpsia pós-parto: é uma condição rara que ocorre quando uma mulher tem tensão arterial elevada e excesso de proteínas na sua urina. Embora isto normalmente se resolva quando o bebé nasce (48 horas após o nascimento), por vezes não o faz. Pode prolongar-se seis semanas ou mais após o parto e é conhecida como "pré-eclâmpsia pós-parto tardia". Isto pode causar graves dores de cabeça, entre outros sintomas. É importante que, se suspeita que pode ter pré-eclâmpsia pós-parto, consulte imediatamente o seu médico, pois poderia necessitar de cuidados médicos imediatos.

- Dor de cabeça de tensão: são dores de cabeça causadas pela tensão ou contracção dos músculos do pescoço ou da cabeça como resultado do stress ou esforço físico. É típico, após o nascimento do bebé e o trabalho de parto, sofrer este tipo de doença devido à tensão sofrida, falta de sono e descanso, posturas ao amamentar e/ou ao carregar o bebé. O cansaço é um factor muito importante a ter em conta, especialmente se tiver tendência a sofrer enxaquecas. Os primeiros dias podem ser realmente cansativos, isto acontece a todas as mães, não está sozinha e é evidente que isto pode afectar a sua dor de cabeça.

Também pode ser causado por febre. Isto pode acontecer se tiver tido uma episiotomia e os pontos estiverem infectados, ou se tiver uma infecção no peito ou no útero, por exemplo. Isto pode causar dores e desencadear em febre e mal-estar geral. Neste caso, é importante visitar o seu médico no caso de necessitar de tratamento farmacológico.

A dor de cabeça engloba toda a cabeça e muitas vezes afecta também o pescoço. Tente relaxar, dormir e beber muitos líquidos para prevenir estas situações.

- Depressão pós-parto: a chegada de uma criança ao mundo deve ser um momento muito feliz para todas as mulheres, mas nem sempre é esse o caso. De facto, na maioria delas também surgem sentimentos de tristeza ou decadência emocional, causados por alterações hormonais, pela fadiga do parto, mudanças, novas responsabilidades, etc.

Isto pode ser normal quando é leve e não dura mais de 15 dias, mas é realmente perigoso se a situação piorar e atingir o ponto de pôr em perigo a vida do recém-nascido. Isto é o que é conhecido como depressão pós-parto e uma forte dor de cabeça é um dos seus sintomas. No entanto, para poder falar de uma verdadeira depressão, a dor de cabeça deve ser acompanhada de outros sintomas e comportamentos, tais como tristeza profunda, ansiedade, falta de ilusão, desejos suicidas, ataques de pânico, falta de apetite, rejeição do bebé, etc.

Se as dores de cabeça forem tão graves que a impeçam de fazer uma vida normal e comprometem os cuidados da criança, debe consultar um médico imediatamente. Se estas dores de cabeça forem acompanhadas por tonturas, náuseas ou vómitos, ou por sintomas característicos de depressão pós-parto, peda ajuda.

 

Quando consultar um médico no pós-parto?

Se tiver quaisquer dúvidas é importante consultar um especialista. Se as suas dores de cabeça forem acompanhadas de algum dos seguintes sintomas, deve consultar imediatamente o seu médico.

- Tem uma febre superior a 38ºC

- Sofreu uma hemorragia grave

- A sua episiotomia ou ferida de cesariana torna-se rosada, inflama-se ou tem pus.

Articulo relacionado: Dor de cabeça pós-parto

- Os seus lóquios tem mau cheiro

- Vermelhidão exagerada ou dor nos seios ou na episiotomia

- Dor no peito, náuseas ou vómitos

- Dor ou inchaço nas pernas

- Problemas respiratórios

- Desconforto urinário ou diminuição da micção

- Visão desfocada, perda temporária da visão ou sensibilidade à luz

Além disso, se suspeitar ou alguém próximo de si suspeitar que tem depressão pós-parto, deve consultar um especialista para tentar ultrapassá-la o mais rapidamente possível. Pense que isto é totalmente normal e acontece a muitas mulheres (entre 30 e 80% das mães), não fique com culpa. Isto não é geralmente algo grave, é uma reacção geral a uma situação de stress acompanhada por uma queda acentuada dos níveis hormonais após o parto. Há normalmente uma melhoria perceptível após alguns dias. Neste ponto é importante ter o apoio do seu parceiro e da sua família e não esquecer a sua aparência e tentar sair de casa.

É uma boa ideia conhecer esta doença antes do nascimento e discuti-la com o seu parceiro no caso de que aconteça no futuro. Desta forma, obterá a máxima ajuda nestes dias.


Smulders, Beatrijs (2010), Posparto seguro y los primeros meses tras el parto, Ed. Medici.

Mayo Clinic, https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/postpartum-preeclampsia/symptoms-causes/syc-20376646

Instituto Marqués, https://institutomarques.com/obstetricia/embarazo-y-parto/posparto/

Fecha de actualización: 15-03-2021

Redacción: Lola García-Amado

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×