×
  • Buscar
Publicidad

O que uma mulher grávida pode comer?

O que uma mulher grávida pode comer?

Uma cesária é um tipo de cirurgia com certos riscos e com um processo de recuperação mais devagar e perigoso.

Publicidade

No te puedes perder ...

Uma mulher grávida pode subir escadas?

Uma mulher grávida pode subir escadas?

A gravidez não é uma doença, portanto, enquanto não houver complicações, você pode continuar fazendo a maioria das atividades normais, como subir e descer escadas, embora seja verdade que você tem que tomar alguns cuidados e precauções, especialmente em certos casos .

Y tambien:

Parto por cesária

A cesária é um tipo de intervenção cirúrgica que consiste em extrair o feto diretamente do ventre da mãe com uma incisão na parte abdominal e uterina. A dor da incisão pode ser intensa e a recuperação completa pode demorar umas semanas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) só recomenda a cesária quando o parto vaginal apresenta complicações. A cesária é diferente da epistotomia (incisão no períneo para facilitar o parto).

Depois de fazer uma cesária é obrigatório ficar várias horas sem ingerir alimentos, mais tarde se introduzem os alimentos de maneira progressiva. O melhor é começar por sucos, sopas ou caldos leves. Dessa forma, conseguimos que nosso estômago digira tudo com mais facilidade e sem tanto esforço.

A hidratação é fundamental, pois um problema frequente depois do parto é a obstipação. O mais aconselhável é beber até 2 litros de água por dia (equivale a uns oito ou dez copos). A água faz com que nosso corpo esteja hidratado e intervém na eliminação de desfeitos e toxinas. Além de água, o suco e o leite também sejam bebidas boas.

Não obstante, também é importante manter uma boa nutrição para promover a rápida recuperação da cesária. É bom incluirmos uma variedade de alimentos, como frutas, legumes, proteínas e produtos lácteos baixos em gorduras. Evitar a comida "lixo" e ultraprocessada alta em calorias, assim como a atividade física durante essa fase é altamente recomendável.

Uma ingesta adequada de proteínas é necessária depois de uma cesária para ajudar a reparar os tecidos e promover a cicatrização.O frango, o peixe, a carne vermelha magra de porco, as nozes, as sementes e os legumes são fontes saudáveis de proteínas. Também uma ingesta adequada de vitamina C ajuda a cicatrização das feridas e previne a infeção. Os cítricos, as batatas, os morangos e os tomates são altos em vitamina C.

Depois de uma cesária a perda de sangre é importante. De fato se nossos níveis de ferro estão baixos, provavelmente nos sintamos mais cansadas durante a operação. Por esse motivo nossa dieta posparto deve ser rica tanto em ferro como em ácido fólico. A gema de ovo, as ostras e os figos são alimentos com ferro, importantes para manter os níveis de hemoglobina e recuperar a sangue perdida.

O que é bom evitar

Para ter uma recuperação mais rápida devemos evitar os alimentos açucarados porque uns níveis altos de açúcar no sangue não ajuda a cicatrizar.

Temos que esquecer as gorduras saturadas de origem animal. Bolos industriais, embutidos e alimentos fritos. Os alimentos fritos são difíceis de digerir, especialmente nos primeiros dias, pois podem causar indigestão e gases.

Se eres diabética é importante não comer arroz, pelo menos durante três ou quatro dias depois do parto por cesária. O arroz branco tem um alto índice glicêmico que interfere na recuperação.

Finalmente deves saber que, a recuperação por cesária sempre demora mais que a recuperação por parto vaginal.


Fecha de actualización: 10-10-2020

Redacción: Irene García

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.