Se a hora do parto nao chega nunca

Se a hora do parto nao chega nunca
Partillhar

Se as 40 semanas de gravidez já passaram e os sinais de que vai dar a luz a seu filho não chega, os nervos, os incômodos, o stress, começam a te deixar louca. Fora os truques caseiros para provocar o parto ( fazer amor, a comida picante, o exercício), o médico pode tomar a decisão de induzí-lo por meio de remédios, ruptura de membranas ou amadurecimento cervical. De uma forma ou de outra, tranquila , eventualmente, o seu bebê recém-nascido.

Uma gravidez tardia

É muito normal que a gravidez dure mais que o previsto. Segundo os especialistas, 95% dos bebés nascem depois da data prevista.  Chamamos de gravidez tardia aquela que se prolonga além da semana 42, enquanto a maioria dura entre a semana 38 e 41. Cerca de 5% das gestações são tardias.

São vários  os motivos de uma gravidez tardia:

- Erro de cálculo: Os médicos calculam que a data da concepação seja 14 dias depois da última menstruação. A partir daí, determinam a data do parto. No entanto, poucas são as mulheres que possuem um ciclo regular, de 28 dias exatos, cálculo baseado em contas teóricas. Por essa razão, a ovulação podia ter ocorrido outro dia, o que atrasaria a data  da concepção, consequentemente, o parto.

- Atraso fisiológico: pode acontecer que o óvulo, depois de fecundado, demora mais que o previsto para alojar-se na mucosa do útero, o que faz com que o feto amadureça mais lentamente que o normal.

- Mudanças Hormonais: às vezes os hormônios sofrem variações,  o que torna mais difícil o cálculo da data do parto. Por exemplo, quando a concepção acontece depois dos 40 anos,  depois de um aborto espontâneo ou pouco depois de parar de tomar pílulas anticoncepcionais.

No te puedes perder ...

Massagem perineal: preparar o períneo para o parto

Massagem perineal: preparar o períneo para o parto

A FAME (Federação de Associações de Parteiras de Espanha) reconhece que a massagem perineal durante a gravidez reduz o trauma perineal (episiotomias e rasgões) durante o parto. Embora ao inicio esta técnica posse ser desconfortável ou até difícil de praticar, os seus benefícios são muitos, já que aumenta a elasticidade do períneo, ajuda a evitar e/ou minimizar a presença de trauma durante o parto.

- A forma do útero: quando o útero é mais largo, precisa de mais tempo para preparar-se para o parto.

- Consumo de medicamentos: tomar certos medicamentos, como alguns analgésicos, perto da data prevista do parto pode atrasar as contrações.

- Ser mãe de primeira pela primeira vez: o primeiro parto tem mais possibilidades de produzir depois da 40ª semana. De acordo com os especialistas, essas mulheres necessitam alguns dias de gestação a mais para que o canla do útero se prepare para dar a luz,  já que não sofreu modificação anterior.

 

Cuidado do bebé

É de vital importancia saber se o bebé está totalmente maduro antes de provocar o parto, mas também não pode permanecer no útero mais do que o necessário, já que o excesso de madurez pode ser perigoso também. Durante as últimas semanas, são realizados uma série de exames.

- A monitorização: através de um sensor que se conecta ao abdomén da mãe e a um computador, se comprova o ritmo do coração do bebé e as contrações do útero são normais. O exame dura entre 20 e 30 minutos, e é repetido a cada 48 horas entre a semana 40 e 41, e a cada 24 horas entre a semana 41 e 42.

- Velociemetria doppler: se trata de uma técnica de ultrasom que se realiza durante as ultra-sonografias. Mede a circulação de sangue entre mãe e filho.  Desta forma se valia se o feto segue recebendo alimentos e oxigênio de forma adequada.

- A amnioscopia: esta técnica avalia a qualidade, cor e transparência do líquido amniótico que rodeia o bebé. Consiste na introdução de um pequeno tubo no canal do útero, através da vagina. Um líquido amniótico escasso, denso e escuro indica que o feto está sofrendo. É um método pouco usado.

- A ultra-sonografia: este método permite visualizar o interior do útero. Utiliza-se para valorizar o estado da placenta e para controlar a quantidade de líquido amniótico.

- Perfil biofísico materno-fetal: é realizado, aproximadamente, na semana número 39 e três dias, depois na semana número 40 e três dias e, finalmente, na semana 41 ao final. Avalia como está a mãe  neste momento, se tem fatores de risco como gestosis, pressão alta, etc, e também dá informação sobre a saúde do bebé.

 

Formas caseiras de induzir ao parto

 

Há uma série de dicas para provocar o parto. Fazer amor é, provavelmente, o método mais prazeroso. O esperma humano contém prostoglandinas naturais, muito estimuladoras para o útero. O coito não é perigoso para o bebé, a menos se o médico tenha contra-indicado. A estimulação dos mamilos , quer durante o sexo ou para si mesmo , também pode causar a liberação de oxitocina, um hormônio que diminui o útero e colo do útero amadurece. Isso funciona melhor se os mamilos " são rolados " entre o polegar eo dedo indicador por cerca de vinte minutos. Pode ser feita várias vezes por dia.

 

O exercício, como caminhar ou subir escadas, também ajuda já que a cabeça do bebé começa a fazer pressão sobre o canal do útero. Uma breve caminhada ajuda a colocar o bebé em uma posição melhor para o parto.


A comida picante e exótica pode ajudar, sempre que não te dê azia no estômago. Não experimente óleo de ricino, além de terum sabor desagradável que pode causar diarréia, cólicas , náuseas, vômitos , desidratação, fadiga e até mesmo espasmódicas, mas ineficazes contrações uterinas.

 

A acupuntura, fitoterápicos e homeopáticos são estratégias igualmente válidas para relaxar e se divertir enquanto espera. No entanto, consulteseu médico, uma vez que algumas destas preparações podem ser potencialmente perigoso.

 

Métodos de indução médica

 

Se os remédios caseiros não funciorem, e o parto não chega nunca, o mais provável é que o médico acabe tomando a decisão de provocá-lo a partir da semana 42. O parto induzido é menos eficaz do que o natural e é de 1,5 a 2 vezes mais propensos a ser uma cesariana se é o seu primeiro bebê. Também são mais longos e é possível que você passe mais dias no hospital, enquanto o colo do útero seja preparado para o parto e comecem as contrações.


 

Há vários métodos:

- Descolagem das membranas: a manipulação de Hamilton é um método menos invasivo de estimulação. Para descolar as membranas, o médico fará um exame vaginal normal e depois passará o dedo entre a entre o colo do útero e da bolsa. Isto estira o colo do útero e libera substâncias naturais que podem ajudar a amadurecer e / ou aumentar as contrações. É normal ter um corrimento vaginal, mas não é necessário avisar ao médico, a não ser que seja muito sangue ou acredite que a bolsa tenha estourado. Só funciona se o colo do útero já tenha começado a se abrir.

- Amadurecimento do colo: Diferentes medicamentos ou dispositivos para abrandar, reduzir e dilatar o colo do útero pode ser utilizado. Uma vez que tenha a dilatação e que as membranas estajam rompidas, normalmente se administra a oxiticina para iniciar as contrações. A maturação é em geral feito com prostaglandinas ( administrados em supositório ou gel ) ou cateter de Foley ( um tubo fino com um balão na extremidade é passado através do pescoço do útero e , em seguida, esvaziado insuflado no seu ponto mais alto ) . Nenhum destes processos é mais desconfortável do que um exame vaginal normal .

- Oxitocina:  esta substância é liberada de forma natural durante o parto. Nos casos de indução, se administra a oxitocina sintética através  do método intravenoso para tornar as contrações mais fortes. Também pode ser usado para fortalecer as contrações durante o parto.

Há quem pense que este hormônio produza contrações fortes de forma não natural, dado que fortaleceas primeiras contrações, mas pode te ajudar a passar de forma mais rápida a fase ativa do parto. Se você recebe oxitocina, é porque querem manter o controle uterino e monitoramento fetal para verificar se há sinais de sofrimento fetal. A quantidade que você recebe pode ser aumentada ou reduzida para obtener um intervalo entre as contrações apropriadas.

- Rompimento das membranas: se você já teve um parto vaginal anterior, e seu exame de colo do útero é favorável, a simples liberação do líquido amniótico que envolve o feto pode ser suficiente para entrar na fase ativa. Em alguns casos, o rompimento pode ser realizado em combinação com a oxitocina.


 

Razões para a indução.


 

Em alguns casos,o médico opta pela indução artificial , uma vez que o perigo para você e seu bebê continuar a gravidez supera o aumento do risco de cesariana. As razões são:

- Baixo nível de líquido amniótico no útero.

 

- Pré-eclâmpsia .

 

- O bebê não cresce bem (CIUR ) .

 

- Gestação prolongada (passa da 41-42 semanas ) .



 

Fuentes: Concepción y embarazo a partir de los 35; Laura Goetzl. Maravillosamente embarazada; Lynn Huggins-Cooper.

Redacción: Irene García.

 



Fecha de actualización: 27-02-2015

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>