Alimentação para não engordar demais na gravidez...

Alimentação para não engordar demais na gravidez...
Partillhar

...Sem prejudicar o bebé.

Nossa alimentação deve conter todos os nutrientes necessários para o bom desenvolvimento do bebê e certifique-se que não há diferença . Portanto, temos de avaliar a condição de onde partimos, porque começar quando estamos com baixo, normal ou sobrepeso. Igualmente importante é a qualidade nutricional da dieta no decurso da gravidez.

É necessário acabar com o mito “comer por dois”. A mulher grávida não precisa “comer por dois”, somente necessita comer o suficiente para que seu filho tenha um crescimento normal e  possa enfrentar qualquer infecção associada a gravidez.

As recomendações  gerais propõem que a ingestão de calorias diárias aumente em 300cl/dia durante o segundo e terceiro trimestre, e que durante a lactância aumentem em 500 cm/dia, valorizando a qualidade destas calorias, evitando as gorduras e aumentando o consumo de proteínas.

Embora a ingestão de calóricas  e o ganho de peso sejam importantes indicadores nutricioanais, devemos ter em conta a densidade dos nutrientes, que a quantidade de proteínas, vitaminas e minerais por 100 calorias de alimentos. Para que possamos entender, temos que esses alimentos contenham 300 calorias:

1. Um litro de leite semi- desnatado .

 2. Um sanduíche com uma fatia de presunto.

3. 10 bolachas.

 4. Um pequeno saco de batatas fritas .

O leite e o sanduiche tevem ser em uma densidade nutricional superior, fornecendo grandes quantidades de nutrientes além das calorias;   no entanto os biscoitos ou batatas fritas não são mito nutritivas. Se analizarmos  nossa alimentação antes da gravidez, na maioria dos casos vemos que nossa dieta não é boa quanto a densidade nutricional, por isso seguimos o mito de “ comer por dois” ou “ comer até saciar”, ingerimos calorias que são deficientes em nutrientes, mas com muitas calorias, sodio e gordura.

Alimentação para conceber!

Alimentação para conceber!

 Depois de pensar em ter um filho é importante que penses também em toda a preparação que tem de ter para as exigências posteriores de uma gravidez: uma delas é, sem dúvida, a alimentação. Quando estás a tentar engravidar existem vários nutrientes importantes, tanto para a qualidade do óvulo e do esperma como para a implantação do embrião e do desenvolvimento do feto.

   

O ganho de peso total recomendado para a gravidez é 10-13 quilogramas se começarmos a partir de um peso e uma atividade diária normal. Durante o primeiro trimestre evitamos ganhar mais de 1 kg ou 1 e meio, no segundo trimestre a 6 kg e o restante no terceiro , que é quando o bebê tende a ganhar mais peso.

No caso de já ter um peso alto antes da gravidez, não é recomendado a tentar perder peso, mas o ganho é menor ( 4-8 kg , dependendo do caso ) , e sempre avaliar o consumo dos nutrientes são de qualidade , evitando rapidamente absorvido e açúcares gorduras , frito e panificado , que são também de gordura não digerível em gravidez .

Se começarmos a partir de um peso baixo, o aumento da ingestão diária de calorias pode ser um pouco maior , entre 300-400 kcal por dia.

Quer saber o quanto você deveria engordar segundo as suas características e ter uma gravidez saudável? Use a nossa calculadora de peso de gravidez.


0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×