A depressão durante a gravidez pode desenvolver uma conduta anti-social nas crianças

A depressão durante a gravidez pode desenvolver uma conduta anti-social nas crianças
Partillhar

De acordo com um estudo realizado em Londres, as depressões durante a gravidez estão associadas às condutas violentas que as crianças têm na adolescência.

No te puedes perder ...

Os animais de estimação e as crianças!

Os animais de estimação e as crianças!

 

Ter um animal de estimação em casa pode ser bom tanto para as crianças como para as famílias em diferentes aspectos, mas também pode originar certos riscos, como as alergias ou as infecções. Tome nota das regras para desfrutar ao máximo da convivência com um animal de estimação.

 

 

Os autores deste estudo descobriram que as crianças das áreas urbanas cujas mães sofreram de depressão durante a gravidez são mais propensas que outras a mostrar comportamentos anti-sociais, incluindo actos violentos quando já são mais crescidas.
 

Os resultados do estudo mostram também que as mulheres que são mais agressivas e problemáticas nas suas adolescências são mais propensas a ficarem deprimidas durante a gravidez, pelo que os antecedentes das mães precedem as condutas anti-sociais dos seus filhos.

 

Foi descoberto ainda, depois de entrevistarem várias mães, que as que se deprimem durante a gravidez são quatro vezes mais propensas a terem filhos violentos aos 16 anos.

O vínculo entre a depressão na gravidez e a violência nas crianças não podia explicar-se por outros factores, como os ambientes familiares, a classe social, a etnia ou a estrutura familiar.

Apesar dos resultados, ainda não está totalmente claro como é que a depressão na gravidez pode, posteriormente, iniciar as crianças numa conduta anti-social.


Fecha de actualización: 05-03-2010

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>