Beber água durante a gravidez: hidratação e outros benefícios!

Beber água durante a gravidez: hidratação e outros benefícios!
Partillhar

As recomendações que os médicos fazem acerca da necessidade de ingerirmos líquidos constantemente durante a gravidez vão mais além da função de hidratação do organismo. Assim, a água converte-se no companheiro ideal das futuras mamãs aportando-lhes diversos benefícios … fique a conhecê-los!

Hidratada dentro e fora de casa!

Durante a gravidez é tão importante ter uma dieta equilibrada como beber a quantidade de líquidos adequada. Actualmente existem numerosas alternativas na hora de escolher a bebida mais apetecível para que cada mulher acabe com a sede. Enquanto os saudáveis e de fácil elaboração sumos de frutas são recomendáveis, há que moderar o consumo das bebidas com cafeína que têm um efeito diurético e que contribuem para a perda de líquidos.

No entanto, uma das melhores opções para se refrescar e manter hidratada ao longo destes meses é, sem sombra de dúvidas, a água. Esta pode ser principalmente diferenciada entre a água da torneira e a água engarrafada:

- A água da torneira pode vir de diferentes sítios, como dos rios, da dessalinação da água do mar, etc. Por isso, é necessário realizar sempre um tratamento de depuração para garantir que é totalmente potável.

- Portugal é um país com uma grande riqueza em águas subterrâneas. Desta forma, é possível diferenciar entre as seguintes água engarrafadas:

- A água mineral natural é de origem subterrânea e está protegida contra os riscos da contaminação; é bacteriologicamente saudável e tem uma composição constante em minerais e outros componentes, tendo assim propriedades favoráveis para a saúde. Para além disso, actualmente é possível escolher entre a grande variedade de águas minerais com distintos sabores disponíveis para aquelas pessoas que têm de fazer um esforço maior para consumirem vários litros de água.

Alguns conselhos para diminuir as perturbações do sono durante a gravidez

Alguns conselhos para diminuir as perturbações do sono durante a gravidez

A gravidez afecta todas as funções do organismo, incluindo o sono. Em cada trimestre as alterações são distintas, já que as mudanças hormonais e físicas alteram de maneira diferente o corpo segundo a etapa da gestação. Nos primeiros meses terá muito sono, enquanto nos últimos o tamanho da sua barriga irá impedi-la de dormir de maneira regular. Segundo uma entrevista da Fundação Nacional do Sono dos Estados Unidos, cerca de 78% das mulheres têm mais transtornos do sono durante a gravidez que em qualquer outra época da sua vida.

- A água da nascente é aquela que emerge espontaneamente na superfície da terra ou que são captadas através de trabalhos praticados para o efeito, com as suas características naturais de pureza e a aplicação dos mínimos tratamentos físicos requeridos para a separação de elementos físicos instáveis.

- A água preparada é submetida aos tratamentos físico-químicos necessários para cumprir os requisitos sanitários que se exige às águas potáveis de consumo público.

Benefícios da água na gravidez

As pessoas quando nascem são formadas por cerca de 80% de água, proporção que vai diminuindo com a idade mas sem baixar dos 60%. Por isso, foi Hipócrates, entre o século V e o século IV a.C., o primeiro a descobrir os efeitos benéficos de determinadas águas minerais, enquanto os maiores filósofos da Grécia Clássica falavam dos benefícios da água, entre cujas funções destacam principalmente:

- Estruturação das moléculas.

- Regulação da temperatura corporal.

- Dissolvente de líquidos.

- Transporte dos nutrientes às células.

- Ajuda na digestão.

- Facilita a eliminação - desintoxicação.

- Contribui para o funcionamento dos órgãos.

Por isso, beber 10 copos diários de água durante esta etapa pode ajudar a prevenir problemas habituais e a aliviar os desconfortos mais comuns da gravidez:

- Um dos grandes benefícios da água é que ajuda a evitar a desidratação, já que se esta se produzisse durante a gravidez poderia ser perigosa, causando dores de cabeça, náuseas e, inclusivo, contracções durante os últimos meses. Entre os principais sintomas de desidratação encontram-se: ter a boca seca, urinar com menor frequência e de cor escura, sofrer de tonturas e, sobretudo, ter a sensação de sede, situação à qual deve procurar não chegar bebendo líquidos constantemente.

- A prisão de ventre é um problema habitual durante a gestação, mas a situação pode piorar se a mulher grávida não ingerir a quantidade suficiente de líquidos que ajudam a prevenir. Para além disso, a água contribuirá também para evitar as hemorróidas e as infecções urinárias.

- A retenção de líquidos pode provocar a sensação de pernas cansadas e inchadas, situação que se poderá evitar com a ingestão adequada de água.  

- Beber água em pequenos intervalos ajudará a prevenir a acidez criada pelos sucos gástricos e pelas náuseas.

- Facilita o fluxo de nutrientes através da corrente sanguínea do sangue do seu bebé e a sua distribuição por todo o organismo.

- O volume de sangue duplica-se e torna-se mais viscoso, prevenindo a hipertensão e o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

- A urina será mais abundante o que contribui para depurar o corpo de toxinas, reduzindo a possibilidade de que se produzam cálculos renais e infecções da urina ou cistite, problemas relativamente frequentes entre as mulheres grávidas.

- Para além disso, bebendo muita água todos os órgãos estarão bem hidratados e funcionarão melhor durante estes importante período que é a gravidez.


1 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
  1. Anônimo

    "".

    Responder
    ×


    ×
    ×
    ×