• Buscar
Publicidad

Como aliviar a síndrome do túnel cárpico durante a gravidez?

Como aliviar a síndrome do túnel cárpico durante a gravidez?

A síndrome do túnel cárpico é um desconforto bastante comum no último trimestre de gravidez que, embora não seja grave, pode afectar o nosso sono, uma vez que é bastante desconfortável. Ao seguir estas dicas pode aliviar a dor até ao parto.

Publicidade

Índice

 

O que é a síndrome do túnel cárpico?

A retenção de fluidos e a pressão nos nervos do pulso podem causar-lhe a síndrome do túnel cárpico durante a gravidez, uma condição médica relativamente comum que é bastante dolorosa.

O túnel do carpo é uma pequena conduta localizada no pulso, através da qual os nervos passam do antebraço para a mão e dedos. Durante a gravidez o aumento do volume de sangue, juntamente com a retenção de líquidos, pode causar inchaço da área, que comprime estes nervos causando dor, dormência na mão, sensação de formigamento... mesmo em alguns casos pode afectar a mobilidade da mão.

Além disso, o aumento de peso da futura mãe implica uma maior possibilidade de aparecimento desta síndrome, uma vez que o panículo adiposo do punho provoca uma maior compressão do nervo mediano.

A genética também desempenha um papel importante, uma vez que as mulheres com um pulso pequeno são mais susceptíveis de sofrer este problema.

 

Quais são os sintomas da síndrome do túnel cárpico?

- Parestesia: formigamento ou dormência nas mãos.

- Dor.

- Fraqueza nas mãos e perda de força.

- Desconforto que pode subir ao antebraço.

- Edema local.

Este desconforto é frequentemente pior à noite, o que dificulta o descanso e o sono.

Para diagnosticar com certeza a síndrome do túnel cárpico, é realizada a electromiografia. Este teste médico não tem contra-indicações durante a gravidez e é utilizado para verificar possíveis alterações na transmissão do estímulo nervoso num músculo através da aplicação de pequenas agulhas-electrodos através das quais passam as descargas eléctricas de baixa intensidade.

 

Dicas para o tratamento da síndrome do túnel cárpico

Este desconforto é geralmente pior à noite, tornando difícil descansar e dormir. A boa notícia é que desaparece por si só, praticamente em todos os casos, depois de dar à luz.

Esta síndrome não é grave e não afecta a gravidez ou o feto, mas se se tornar muito irritante e não a deixa dormir, será necessário recorrer a estas dicas para tentar aliviar o desconforto:

1- Use uma pulseira ou tala à noite, para manter o pulso numa posição neutra que evite colocar pressão extra sobre os nervos.

2- Coloque o seu braço elevado acima da cabeça para dormir. Para o fazer, pode colocar algumas almofadas à volta do corpo para colocar os braços acima do nível da cabeça, que deve ser apoiada por outra almofada.

3- Dorma de lado para melhorar a circulação sanguínea, de preferência do seu lado esquerdo. Evite dormir de costas.

4- Não dorma apoiada nos braços ou em qualquer posição que exerça pressão sobre os pulsos. Ao mudar de posição durante a noite, tenha cuidado para não colocar os braços debaixo da cabeça ou da cara.

5- Certos movimentos melhoram a dor. Por exemplo, movimentos circulares com os pulsos ou movimentos que sacodem os pulsos para fora. Pode fazê-las a qualquer hora do dia, mas especialmente antes de ir para a cama e quando se levanta. Alguns dos exercícios mais recomendados e benéficos são:

  • Com o braço estendido e a palma da mão para cima, estique os dedos com a outra mão em direcção ao peito até sentir tensão, e não dor. Aguarde cerca de 20 segundos.
  • Coloque os braços junto ao corpo e dobre os cotovelos com as mãos esticadas à sua frente, com as palmas das mãos voltadas uma para a outra. Rode as mãos para cima e dobre os pulsos. Torcer para cima cerca de 15 vezes e depois para baixo.

6- A natação é um exercício muito completo que ajuda a circulação sanguínea.

Articulo relacionado: Dormir durante a gravidez

7- Use bolas de borracha anti-stress e aperte-as com as mãos.

8- Ao caminhar, levante os braços de vez em quando, abrindo e fechando as mãos ou mesmo virando os braços como se fosse um moinho de vento.

9- Coloque gelo nos pulsos antes de ir para a cama. O frio pode reduzir a inflamação e aliviar a dor. Ponha-o durante cerca de 10 minutos mesmo antes de ir para a cama, porque o alívio será temporário, mas pode ser apenas o suficiente para que possa adormecer.

10- Vai à um fisioterapeuta para que lhe faça a massagem mais apropriada para contrariar o desconforto. Para além de massajar as mãos, pode também massajar a parte superior das costas e pescoço para reduzir a tensão na zona.

11- O yoga ensina-nos também a esticar e relaxar as articulações.

12- Mantenha as suas mãos quentes para melhorar a circulação sanguínea.

13- Se a dor é muito intensa e nem consegue segurar as coisas na mão, o médico pode decidir dar-lhe injecções de cortisona.

14- Em casos extremos, a cirurgia pode ser necessária, mas raramente é necessária uma vez que a dor dura geralmente algumas semanas e desaparece após o parto.


Obstetricia. Síndrome del túnel carpiano del embarazo. L C. Tejerizo, J. Moro, M M. Sánchez, J. Rábago, R M. García, A. Teijelo, B. Castro, F. Corredera. Progresos de Obstetricia y Ginecología. Vol. 42. Núm. 9. páginas 659-668 (Noviembre 1999). Elsevier: https://www.elsevier.es/es-revista-progresos-obstetricia-ginecologia-151-articulo-obstetricia-sindrome-del-tunel-carpiano-1300967

Fecha de actualización: 13-04-2021

Redacción: Irene García

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×