Em forma antes e depois da gravidez!

Em forma antes e depois da gravidez!
Partillhar

O exercício físico é imprescindível para nos mantermos saudáveis e em forma, tanto antes como depois da gravidez, para além de ser uma maneira eficaz de recuperar a forma depois do parto. No entanto, actualmente torna-se cada vez mais difícil para as mulheres arranjarem tempo suficiente para fazerem exercício e dedicar-se ao seu bem-estar pessoal, pelo que estar em forma acaba por converter-se numa tarefa complicada.

Uma grande revolução

Embora durante algum tempo tenha existido uma grande tendência para apontar os ginásios como a única forma para as pessoas se manterem em forma, parece que actualmente esta ideia estabilizou devido ao escasso tempo de que dispomos para nos sentirmos melhor com nós próprios. Com o objectivo de aumentar o bem-estar físico de muitas mulheres surgiram várias campanhas de treinos de 30 minutos. Adaptando-se às necessidades da mulher actual, este programa de 30 minutos permite flexibilidade de horários, obtendo-se resultados em metade do tempo no que diz respeito a um treino normal.

Assim o fez Teresa Fernández que não só conseguiu perder peso como controlar os níveis de açúcar. Este método “trouxe-me numerosos benefícios e resultados inesperados na minha vida, benefícios que qualquer mulher pode obter para levar uma vida saudável e em forma” reconhece Teresa.

Os benefícios que o exercício traz para a saúde dependem acima de tudo de como realizamos essas actividades. Dessa forma estes programas oferecem treinos personalizados. O método de 30 minutos oferece-nos uma dinâmica de treino activa e benéfica.

No te puedes perder ...

Lendas e outros contos chineses sobre a gravidez

Lendas e outros contos chineses sobre a gravidez

A partir do momento em que uma mulher fica grávida e a sua barriga evidencia o seu estado, por uma inexplicável razão, converte-se no domínio público e “vítima” de um sem fim de conselhos, mais ou menos acertados, por parte de todas aquelas pessoas que se cruzam com ela. Se a isto juntarmos os medos e a insegurança que, principalmente nas mulheres que vão ser mães pela primeira vez, podem surgir durante este período, não é de estranhar que os mitos e as lendas que se contam sobre a gravidez sobrevivam no tempo de geração em geração.

 

Um circuito que combina treino aeróbico, indicado para queimar gorduras e manter o peso ideal, e um treino de força, para tonificar, endurecer e tornear, que favorece a saúde e o bem-estar feminino. Um método exclusivo para mulheres actuais que dispõe de flexibilidade de horários, para além de um seguimento e maquinaria específica para manter o peso ideal ou recuperá-lo depois da gravidez.

Benefícios para as futuras mães

Uma disfunção, sofrida com mais frequência nas mulheres que nos homens, e que supõe um problema actual de grande relevância é a incontinência urinária que leva à perda involuntária da urina devido a uma alteração na pressão interna da bexiga. Factores como a gravidez e a idade provocam uma perda de elasticidade e de tensão no solo pélvico, pelo que a bexiga e a uretra caem e os seus mecanismos de continência apenas funcionam em repouso. Entre as causas que debilitam o solo pélvico encontram-se as seguintes:

- A gravidez, devido ao aumento do peso do útero.

- O parto, com a passagem do bebé pela vagina.

- O pós-parto, ao exercitar precocemente os abdominais, realizar saltos, praticar desporto ou levantar pesos.

- Os desportos, em especial de “salto” ou “impacto”.

- A menopausa ou hereditário, já que duas em cada dez mulheres têm debilidade inata no solo pélvico.

- Determinados hábitos como reter a urina ou vestir roupas muito justas e outras causas, como a obesidade ou a prisão de ventre que facilitam o aparecimento desta disfunção. As mulheres grávidas, devido a alterações físicas que sofrem durante e depois da gravidez, são propensas a sofrerem deste problema. A incontinência urinária depois do parto afecta cerca de 30% das mulheres. É por isso que a ginástica do solo pélvico é recomendada por muitos ginecologistas como medida de prevenção para este problema. Actualmente existem diversos tratamentos para resolvê-lo, no entanto um dos mais praticados, devido à excelência dos resultados, é o exercício da bexiga. Este método, baseado nos exercícios de kegel, serve para fortalecer a musculatura do solo pélvico para recuperar o controlo e a capacidade da bexiga, o que poderia ajudar a:

- Eliminar ou evitar a incontinência agravada pelo peso do bebé sobre a bexiga durante a gravidez.

- Facilitar o parto.

- Aumentar a circulação sanguínea na zona rectal, evitando as hemorroidas.

- Voltar a uma actividade normal depois do parto, sem medo da incontinência ao rir, tossir, espirrar ou saltar.

-Tonificar os músculos vaginais e voltar a uma vida sexual normal depois do parto. Os exercícios de Kegel podem desenvolver-se em diferentes modalidades:

Lento: consiste em contrair o músculo enquanto se conta até 5, respirando relaxadamente. Depois, relaxar o musculo durante mais 5 segundos, mantendo uma respiração serena. É aconselhável realizar dez séries diárias deste exercício.

Rápido: neste exercício deve contrair e relaxar os músculos o mais rápido possível até que passem 2 a 3 minutos. Recomenda-se começar com 10 repetições deste exercício quatro vezes ao dia e ir aumentando as séries progressivamente até alcançar as 50 repetições diárias.

O ascensor: esta modalidade requer uma certa concentração, mas assegura uns resultados excelentes. A vagina é um tubo muscular com secções em forma de anéis dispostos uns sobre os outros. Neste exercício há que imaginar que cada secção é uma planta diferente de um edifício que se deve subir e descer pressionando cada uma delas. Começa-se a subir suavemente até à primeira planta, mantendo a pressão nela durante um segundo, e posteriormente vai-se descendo da mesma maneira. Uma vez em cima, deve baixar o edifício repetindo a acção inversamente e aguentando também um segundo em cada secção. Finalmente deve tentar chegar à parte inferior empurrando os músculos pélvicos para baixo (tal como se estivesse no momento do parto). Para terminar é necessário relaxar por completo e tentar não realizar a pressão com a ajuda dos músculos abdominais.

A onda: alguns músculos do solo pélvico estão dispostos em forma de oito, com três anéis: um anel situa-se á volta da uretra, outra à volta da vagina e o último á volta do ânus. Este exercício consiste em contrair cada um destes músculos progressivamente, da frente para trás, para relaxá-los posteriormente no sentido oposto, de trás para a frente. Deve realizar este exercício diariamente, o maior número de vezes possível, com o objectivo de chegar ao máximo controlo dos músculos pélvicos. No caso das mulheres que acabam de dar à luz, é muito importante que haja um a toral recuperação dos músculos perineais antes de começar a realizar algum exercício, pelo que se recomenda que consulte o seu médico para saber se está apta para iniciar os exercícios.

Miriam da la Riva conseguiu recuperar a forma depois do parto de seu primeiro filho graças a estes programas. É que os exercícios de Kegel, realizados de uma forma correcta, podem facilitar o parto e, juntamente com o programa de 30 minutos, facilitar o regresso à normalidade depois da chegada do seu bebé.

 



Fecha de actualización: 14-07-2008

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>