• Buscar
Publicidad

Estou grávida e tenho um zumbido nos ouvidos

Estou grávida e tenho um zumbido nos ouvidos

A gravidez pode tornar mais provável que a mãe sofra de tinnitus, também chamado acufeno ou "zumbido nos ouvidos", que se manifesta sob a forma de assobio, batimento ou sons rectos e contínuos.

Publicidade

Índice

 

Porque ocorrem os zumbidos?

A gravidez é um tempo fisiológico da mulher que envolve mudanças radicais no seu corpo e um dos fenómenos que pode ocorrer durante este processo são os zumbidos nos ouvidos.

No entanto, os zumbido nos ouvidos são mais preocupantes durante a gravidez, pois aparecem de repente e pode gerar uma sensação assustadora, especialmente para aquelas mulheres que nunca a experimentaram antes.

As mulheres que experimentaram zumbidos nos ouvidos no passado sabem que a gravidez parece aumentar a frequência, gravidade e duração destes sons irritantes.

Articulo relacionado: Não sabia que estava grávida!

O stress emocional e físico, juntamente com a fadiga que as mulheres grávidas sentem, também aumentam e podem provocar alguns episódios de zumbidos. Isto pode ser devido ao facto de durante a gravidez a sensibilidade aumentar, tornando-a mais vulnerável aos estímulos que provocam os zumbidos, que são na sua maioria transitórios mas podem estar associados a eventos patológicos que alteram o estado de saúde da mulher grávida e mudam a evolução da gravidez.

 

Quanto tempo dura esta condição médica?

Os zumbidos nos ouvidos aparecem normalmente na segunda metade da gravidez e podem continuar até algumas semanas após o parto. A fadiga e o stress típicos da última fase da gravidez, somados à falta de sono uma vez que o bebé nasce, podem agravar o sintoma. Quando não desaparece por si só, recomenda-se consultar um otorrinolaringologista para avaliar o problema e, eventualmente, indicar um tratamento.

 

Os zumbidos nos ouvidos podem indicar uma doença grave?

As condições associadas aos zumbidos podem exigir atenção especial:

1. Doença Hipertensiva Específica da Gravidez (DHEG/Pré-eclâmpsia)

Nas mulheres grávidas, os níveis de tensão arterial podem subir e levar à hipertensão. Os zumbidos são muito comuns nesta condição e podem ser a primeira causa de consulta. Normalmente desaparecem quando a pressão é controlada com tratamento.

2. Aterosclerose

Na gravidez, durante o terceiro trimestre, há alterações no metabolismo das gorduras que resultam num aumento do colesterol e dos triglicéridos. Isto acontece normalmente e favorece maiores depósitos de gordura nos vasos sanguíneos, principalmente no fígado e no cérebro. Esta gordura acumulada pode gerar "turbulências" na circulação que favorecem o aparecimento de zumbidos.

3. Hum venoso

Esta condição ocorre em pessoas anémicas, mulheres grávidas e pessoas com problemas de tiróide. O fluxo sanguíneo é aumentado e, por essa razão, formam-se sons pulsantes. Melhora com tratamento ou após o nascimento.

 

Outras perturbações que podem produzir zumbidos durante a gravidez

- Tumores: são raros, mas podem estar no sistema nervoso ou aparecer no sistema vascular, abaixo ou dentro da orelha.

- Malformações arteriais auditivas: extremamente raras e assintomáticas, podem manifestar-se durante a gravidez e produzir um zumbido pulsátil.

- Infecções virais: podem ser subclínicas (assintomáticas) antes da gravidez e activar-se durante a gravidez. As infecções por herpes podem causar danos nos nervos a nível auditivo, desencadear zumbidos e levar a síndrome de surdez súbita, com uma diminuição ou perda de audição que muitas vezes permanece permanentemente mesmo após a gravidez.

 

Como aliviar os zumbido nos ouvidos?

Existem algumas técnicas caseiras que permitem às mulheres grávidas lidar com este sintoma tão irritante. Por exemplo, na hora de dormir pode usar ruído branco - há muitas aplicações para telemóveis - mas também um ventilador ou um rádio sem um sinal que só emite estática pode ajudar. Por outro lado, deve-se tentar evitar a exposição a ruídos altos, tais como ir a concertos ou a natação.

Como o zumbido também tende a ocorrer em situações stressantes, a futura mãe pode ajudar-se a si própria aprendendo certas técnicas de relaxamento e meditação, bem como evitando bebidas estimulantes como o café ou refrigerantes. Por outro lado, o consumo de alimentos como o vinagre de sidra de maçã ou o alho pode ajudar a melhorar a circulação e assim reduzir o zumbido nos ouvidos.

Para além das técnicas acima mencionadas, as mulheres grávidas com zumbidos, dependendo da origem e tipo, requerem uma avaliação com um especialista em otorrinolaringologia para realizar audiometria e outros testes audiológicos para avaliar a gestão durante e após a gravidez.


Blott, Maggie (2015), Tu embarazo día a día, Barcelona, Ed. Planeta.

Fecha de actualización: 24-03-2021

Redacción: Edgar Corona

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×