• Buscar
Publicidad

Eu não sabia que estava grávida e não tomei ácido fólico

Eu não sabia que estava grávida e não tomei ácido fólico

O ácido fólico é recomendado alguns meses antes da concepção, uma vez que ajuda a prevenir o desenvolvimento de defeitos do tubo neural, entre os quais estão doenças graves, como espinha bífida ou anencefalia (ausência de cérebro). No entanto, se você não sabia que estava grávida e não a estava tomando ácido fólico, não se preocupe, não há razão para achar que seu bebé não está saudável.

Publicidade

Índice

 

O que é o ácido fólico?

O ácido fólico ou vitamina B9 é uma vitamina do grupo B que está envolvida na síntese de proteínas e na formação de células, por isso é essencial numa dieta saudável em qualquer época da vida. No entanto, durante a gravidez, as necessidades desta vitamina aumentam para ajudar na formação da placenta e no desenvolvimento do feto. Em particular, foi demonstrado que os níveis baixos no corpo da mãe deste mineral podem causar várias complicações, como anemia, retardo de crescimento intra-uterino, prematuridade e, sobretudo, malformações neurológicas, como anencefalia ou espinha bífida.

As quantidades diárias necessárias durante a gravidez são de 400 µg por dia antes e durante a concepção e cerca de 600 μg por dia durante o resto da gravidez. As mulheres com gravidezes múltiplas ou aquelas que sofrem de certas doenças, como diabetes, obesidade, epilepsia ou uma história de malformações neurológicas, precisarão aumentar esta quantidade, embora será o médico quem lhe diga quanto deve tomar.

Esta vitamina pode ser encontrada em alimentos como vegetais de folhas verdes (acelga, espinafre, cânones), frutas como morangos, framboesas e melões, vagens, lentilhas, nozes, etc. No entanto, mesmo se você está a seguir uma dieta saudável rica em alimentos com vitamina B6, pode ser difícil cobrir as necessidades diárias na concepção e gestação, por isso é recomendado tomar um suplemento vitamínico de ácido fólico 3 meses antes da concepção.

E por que antes de engravidar? Porque o tubo neural do embrião se fecha nas primeiras semanas de gravidez, geralmente antes que a mulher saiba que está grávida. Portanto, é conveniente tomá-lo meses antes para garantir as reservas necessárias desta vitamina no momento em que o tubo neural se fecha, pois é demonstrado que o ácido fólico contribui para o seu fechamento completo, evitando malformações como a espinha bífida ou anencefalia (reduz estas condições em até 72%).

E depois de confirmar a gravidez, deverá continuar a tomar ácido fólico durante a gestação, pois, como dissemos, é uma vitamina essencial na formação e síntese de células, portanto, uma ingestão adequada de vitamina B9 ajuda a evitar problemas como anemia, atraso no crescimento do bebê, parto prematuro, etc.

 

E se eu não tiver tomado ácido fólico?

Embora estas sejam as recomendações são poucas as mulheres que começam a tomar ácido fólico nos meses antes da gravidez e a maioria tem bebés saudáveis ​​sem complicações. Os defeitos do tubo neural são raros, por isso, se você só descobriu que está grávida e não tem tomado ácido fólico, não se preocupe porque o mais normal é que o seu bebé esteja saudável.

Deve pensar, para ficar tranquila, que estas recomendações surgiram nos últimos 10-15 anos, então antes, as mulheres não tomavam esta vitamina e os bebés nasciam saudáveis e perfeitos, por isso é natural que seu bebê esteja crescendo sem malformações Além disso, se você está a seguir uma dieta saudável rica em alimentos que contenham ácido fólico está provavelmente con as reservas necessárias para garantir o desenvolvimento do feto.

No entanto, comece agora a tomar ácido fólico e diga ao seu ginecologista que não sabia que estava grávida e faça uma ecografia para verificar se tudo correu bem, se o tubo neural está fechado completamente e se o seu bebé está a crescer saudável.

 

Tem efeitos secundários?

O ácido fólico é uma vitamina hidrossolúvel que, sob a forma de cápsulas ou suplementos, dificilmente provoca reações adversas. Raramente, pode causar efeitos secundários menores, como comichão, vermelhidão ou erupções cutâneas, dificuldade respiratória, etc. Também náuseas, gases, distensão abdominal, etc. Embora estes últimos sintomas também sejam frequentes durante a gravidez, também podem ser específicos da gravidez e não causados ​​pelo consumo de ácido fólico.

Portanto, os benefícios do ácido fólico são muito maiores do que os possíveis efeitos secundários que raramente ocorrem e geralmente não são causados ​​pelo próprio ácido fólico, mas por outros excipientes da medicação. Portanto, não se preocupe com as possíveis reações e tome as quantidades diárias indicadas pelo seu ginecologista.

Se você ainda não está grávida, mas quer engravidar, comece agora. E se você acabou de descobrir que está esperando um bebé, vá primeiro à farmácia para começar a tomá-lo imediatamente.


Glosario

Espinha bifída

Definição:

A espinha bífida (EB) é uma má-formação congénita do tubo neural (DTN), que se caracteriza porque um ou vários arcos vertebrais posteriores não se uniram correctamente durante o primeiro mês de gestação, de maneira que a médula espinhal fica nesse lugar sem protecção óssea.

Sintomas:

• Aspecto anormal da parte posterior do bebé, variando de um pequeno remendo com pêlo ou uma marca de nascimento, a um saco (espécie de saliencia) que se encontra ao longo da área da espinha dorsal. • Problemas intestinais e da bexiga. • Perda de sensibilidade por debaixo da área da lesão, especialmente nos casos de meningocele e mielomeningocele. • Incapacidade de mover as pernas • Hidrocefalia. • Problemas cardíacos. • Problemas ortopédicos (dos ossos). • Nível de inteligência abaixo da normalidade.

Tratamento:

O tratamento é necessário para reduzir o dano neurológico e as complicações como uma infecção, e para ajudar a familia a enfrentar este transtorno. Geralmente, recomenda-se uma reparação cirúrgica na  idade infantil, embora esta possa fazer-se mais à frente para permitir que a criança tolere melhor o procedimento. Antes da cirurgia, a criança tem que ser tratada com cuidado para reduzir os danos na médula espinhal exposta, o qual abarca uma posição especial, dispositivos de protecção e modificações na forma de alimentar, manipular, dar banho e cuidar do bebé.

 Blott, Maggie (2015), Tu embarazo día a día, Barcelona, Ed. Planeta.

Fecha de actualización: 11-05-2021

Redacción: Ana Ruiz

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×