Não sabia que estava grávida!

Não sabia que estava grávida!
Partillhar

Até o dia que o teste de gravidez confirme as suas suspeitas, a maioria das mulheres passam cerca de um mês sem saber que levam uma nova vida dentro delas. Quando o ginecologista  confirma a notícia, o melhor é tentar se lembrar dos seus hábitos nas últimas semanas e...Meu Deus, no final de semana passado saí até as tantas da madrugada! Não entre em pânico,  costuma acontecer. No começo da gravidez, quando os riscos são maiores, pode  ser que te angustie ter cometido alguma imprudência.  Tranquila, não há motivo para alarde, mas agora que você já sabe que está grávida, tenta não repetir esses erros.

Quando uma mulher fica grávida, seja um filho planejado ou um imprevisto, na maioria das situações, não necessariamente se está esperando, e é por isso que é normal que  você mantenha suas atividades diárias, com os mesmos hábitos, que nem sempre são os ideiais.  No entando, muitas vezes das atividades diárias da futura mãe podem colocar em risco o bebé, se não há mudança. Nós não queremos te preocupar, mas mostramos a seguir alguns hábitos ou situações que podem acontecer na vida de qualquer mulher e respostas que podem te tranquilizar.

 

Eu fumei

O ideal é não fumar nada, mas se esse for seu caso, o momento de deixar de fumar é agora que você sabe que está grávida. Se isso só não é suficiente e você não consegue largar o cigarro de uma vez por todas, tente reduzir ao máximo para eliminar a ansiedade, que também pode ser prejudicial para o bebé. Lembre-se que o tabaco, além de ter fazer mal, afeta o feto diretamente. Sobre tudo no primeiro mês, e está relacionado geralmente ao baixo peso ao nascer e a obstrução dos vasos que nutrem o bebé, o que faz com que ele receba menos oxigênio e alimento. Também está relacionado a partos prematuros, desprendimento da placenta e uma incidencia maior de morte súbita infantil. Além disso, os bebés de mães fumantes são mais propensos a desenvolver doenças como asma e infecções respiratórias.

No te puedes perder ...

Não sabia que estava grávida!

Não sabia que estava grávida!

Até o dia que o teste de gravidez confirme as suas suspeitas, a maioria das mulheres passam cerca de um mês sem saber que levam uma nova vida dentro delas. Quando o ginecologista  confirma a notícia, o melhor é tentar se lembrar dos seus hábitos nas últimas semanas e...Meu Deus, no final de semana passado saí até as tantas da madrugada! Não entre em pânico,  costuma acontecer. No começo da gravidez, quando os riscos são maiores, pode  ser que te angustie ter cometido alguma imprudência.  Tranquila, não há motivo para alarde, mas agora que você já sabe que está grávida, tenta não repetir esses erros.

Eu fui a o ginásio

O exercício físico regular traz muitos benefícios durante a gestão, tanto para a mãe como para o bebé. Dá energia, ajuda a ganhar o peso certo e fortalece a musculatura. Se você já fazia exercício antes, melhorará sua capacidade aeróbica, se ao contrário nunca tenha pisado em uma academia, a gravidez é o melhor momento para você começar a fazer uma atividade física. Realizar uma atividade aeróbica implica algum risco, especialmente se te exige um grande esforço. Tenta diminuir o ritmo se você acredita que está grávida, e consulte seu médico. Evite praticar esportes de risco e de contato, devido à velocidade e o perigo de lesões. Assim como os de alto impacto, já que estão relacionados com o risco de desprendimento de placenta, que leva ao aborto.

Saí à noite e bebi álcool

Todos concordam que o álcool em excesso é prejudicial para a saúde e não precisa ser um especilista em obstetrícia para saber que beber durante a gravidez é ruim para o bebé, especialmente durante o primeiro trimestre, que é quando se foram os órgãos. Mesmo em pequenas doses não é recomendado, porque embora não tenha estabelecido um nível de segurança específico , sabe-se que o álcool é capaz de atravessar a placenta e atingir o feto na mesma concentração que a mãe. Tomar mais do que quatro copos de álcool por dia pode resultar em um a síndrome alcoólica para o feto.

O álcool aumenta o risco de aborto espontâneo, baixo peso ao nascer e alterações no sistema nervoso. Um em cada mil bebés nascem com má formações por causa do alcoolismo da mãe e um de cada cem pode sofrer alterações graves posteriormente, embora a mãe  beba moderadamente ou consuma álcool durante os dias que não sabia que estava grávida, segundo  a Sociedade Científica Espanhola de Estudos sobre o Álcool, el Alcooolismo e as Outras Toxicodependência ( Socidrogalcohol ) .

Estou tomando antibióticos

Se no momento que você descobre que está grávida você estava tomando antibióticos, deve comunicar ao médico imediatamente antes de voltar a tomá-lo, porque quando lhe foi receitado, não sabiam que você estava grávida, e existe a possibilidade que o medicamente afete o bebé. O recomendado é tomar a menor quanridade medicamentos possível, a não ser que seja absolutamente necessário. A solução passa unicamente por uma visita a seu ginecologista, que deve conhecer sua situação e receitá-la o que fazer.

Bebo muito café

A cafeína pode dar origem a alguns problemas com o bebé, porque limita a chegada de sangue com oxigênio e nutrientes, e diminui a absroção de cálcio e ferro, elementos importantes durante a gestação. Há casos em que a cafeína está associada a abortos. Agora que você sabe que está grávida, reduza o consumo de café em até duas ou três xícaras ou seis se for chá, opte pelo descafeinado e tenha atenção aos alimentos que contenham cafeína como coca-cola e o chocolate.

Tomei comprimidos para emagrecer

Durante a gravidez não se pode tomar nenhum medicamento para emagracer, já que são laxantes, diuréticos ou produtos à base de plantas, a menos que tenham sido prescritos pelo seu ginecologista. Pare de tomar e consulte o seu médico.

Eu fiz uma radiografia

Embora o ultra-som não representa qualquer risco para o feto , não é assim com raios-X. As radiorafias, incluindo a do dentista, podem não afetar o bebé no primeiro mês, mas também pode fazer muito mal, já que depende da qauntidade de radiação recebida. Caso você precise fazer uma radiografia avise sempre que está grávida, ou que acha que está, para que tome as medidas  necessárias como colocar um colete para proteger a barriga. A partir de agora roda exposição desnecessária deve ser evitada.

Eu vou a sauna e faço sessões de raios UVA

Embora o calor possa afetar a gestação, não existem provas científicas que provem que a exposição aos raios UVA tenha alguma contraindicação para o feto. No entanto, o Sol ou os raios ultravioleta podem afectar a pele da grávida devido as alterações hormonais , causando o aparecimento de manchas permanentes da pele . Portanto, não é recomendável , por causa da sua pele,  que você se exponha intensamente ao Sol . Tente usar um protetor alto, se você não tiver escolha.  

A sauna não é aconselhável. Calor excessivo pode também causar vasodilatação que pode causar derrames no corpo , especialmente nas pernas e ocasionar o  sangramento menstrual e mesmo interromper a ovulação . Por isso que as grávidas não devem frequentar saunas. Também é aconselhável para evitar banhos muito longos e com  água muito quente : temperatura da água nunca deve exceder 30-33 ° . Água muito quente provoca a dilatação excessiva dos vasos sanguíneos , que aumentam substancialmente o trabalho do coração , que aumenta o esforço por causa do feto que está em crescimento .

Agora que você sabe que carrega uma pequena vida dentro de você não se preocupe, tente levar uma vida saudável e evite situações que possam colocar em perigo o seu bebé.

 

 

 

 

Fonte : El cuidado del bebé antes del nacimiento. Dr. Josep Guardia, vicepresidente de Socidrogalcohol. Europa Press. La guía de las futuras mamás.
Redação: Lola García-Amado



Fecha de actualización: 03-03-2015

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>